Os nossos cãezinhos precisam de uma dieta balanceada para manter-se saudáveis e cheios de energia, alegrando o nosso dia.

O mais comum é oferecer aos pets uma ração, adequada ao seu peso e raça, que garanta a presença de todos os nutrientes que eles precisam. 

A ração, porém, é um alimento altamente processado. Por isso, algumas pessoas optam por preparar e dar aos animaizinhos uma alimentação natural, garantindo que os ingredientes e o modo de preparo são adequados para os cães.

Entretanto, oferecer uma alimentação natural para os cachorros não é tão simples assim. Eles precisam de uma porção adequada de proteínas, de carboidratos e de diversos nutrientes essenciais — assim como nós!

Neste texto, vamos explicar resumidamente sobre a alimentação natural para cães, falar sobre o que é recomendado para aderir essa medida e apontar alguns cuidados que são necessários com a saúde do nosso melhor amigo. Continue na leitura e confira!

O que é alimentação natural para cães?

A alimentação natural para cães é uma alternativa para alimentá-los de forma saudável. Ela pode ser à base de alimentos crus ou cozidos, e precisa ter uma quantidade adequada de proteínas, carboidratos e outros nutrientes, o que varia de acordo com a raça, o porte e o peso do cachorro.

Podemos encontrar uma variedade muito grande de dietas. Porém, cada animalzinho é um. Isso significa que a proporção dos alimentos, as contraindicações e as quantidades são altamente variáveis entre um cão e outro. A alimentação pode ser exclusiva ou misturada com ração, mas isso também precisa estar em uma proporção determinada.

Por isso, o primeiro passo para oferecer essa alternativa é consultar um(a) veterinário(a) especialista em nutrição canina para indicar a melhor forma de alimentar o seu melhor amigo.


Além disso, é importante ter atenção no momento de comprar os alimentos. Segundo a veterinária Júlia Kivel, é “importante verificar a procedência dos alimentos, principalmente das carnes em dietas cruas, pois há o risco de contaminação por microorganismos que podem causar desde intoxicação alimentar até doenças mais graves”.

Essa dieta natural pode ser montada de três formas: com carnes cozidas sem osso; carnes cruas com osso ou sem osso. 

Carnes com osso cozidas não devem fazer parte do cardápio, pois o osso pode soltar pedaços e lascas, ferindo o intestino do animalzinho.

Alimentação natural cozida 

A dieta cozida é a mais comum para cães e é preparada com carnes, vísceras, vegetais, carboidratos e suplementos para completar a nutrição. 

Podem ser usadas para essa alimentação diferentes carnes desossadas, como frango, porco, boi e filé de peixe. As carnes devem ser cozidas, e devem estar mal passadas ou ao ponto. 

O coração (de frango, porco, boi ou até mesmo de cordeiro e pato) também é uma excelente opção para a dieta, porque além de proteico, ele fornece ferro, vitaminas e aminoácidos essenciais para o seu cãozinho.

O ovo também é uma opção proteica para a dieta dos cães.

A dieta também deve contar com vísceras, como fígado ou rim. Essas peças são indispensáveis para a alimentação natural para cães, pois são fontes riquíssimas de vitaminas e minerais.

Para que a dieta seja completa, também é necessária a presença de vegetais. Eles são essenciais porque fornecem fibras, vitaminas e fitonutrientes (substâncias de origem vegetal).

Folhas como agrião, alface e rúcula e legumes como chuchu, berinjela e cenouras são boas opções. A cebola não deve ser utilizada, pois é tóxica para os cães.

Depois, entram os carboidratos — de preferência raízes, como a batata doce e a mandioquinha. Eles são responsáveis por fornecer as calorias e a reserva de energia do cachorro.

Por último, é necessária a adição de alguns complementos. Um suplemento vitamínico-mineral e um óleo vegetal, como o azeite de oliva extravirgem, garantem que o cãozinho tenha todas as vitaminas e minerais que precisa.

Alimentação natural crua

A alimentação natural crua, por sua vez, conta com ossos, cartilagens e músculos oferecidos sem cozimento para o cachorro.

As proporções são similares à da alimentação natural cozida, e essa é uma dieta considerada mais natural por simular o que o cachorro comeria se não fosse domesticado. 

Uma das vantagens de oferecer a alimentação natural crua é a possibilidade de incluir os ossos, que oferecem benefícios ao cão e, diferente dos ossos cozidos, não representam um risco para a saúde dele.

Pode dar comida de gente para o cachorro?

Não. Para substituir toda a nutrição planejada e contida em uma ração de qualidade, são necessários muitos ingredientes, oferecidos na proporção e quantidade correta para cada cão.

A alimentação natural para cães é uma boa opção para substituir a ração por ingredientes naturais. Porém, se a ração for deixada de lado e o alimento oferecido for apenas de restos de comida, o animalzinho desenvolverá problemas de saúde por deficiência de nutrientes.

Cardápio de alimentação natural para cães

A dieta ideal de alimentação natural cozida para os cães deve contar com a proporção de aproximadamente 35% de carboidratos, 30% de carnes, 30% de vegetais 5% de vísceras e os complementos.

Já a alimentação natural crua deve ter aproximadamente 40% de ossos carnudos, 30% de carnes desossadas, 20% de vegetais e 10% de vísceras.

Lembrando que antes de oferecer uma dieta natural para o seu pet é indispensável a consulta com um veterinário, que fará as recomendações de acordo com as particularidades do seu cãozinho. 

De acordo com a veterinária Júlia Kivel, “outro fator que impacta na formulação da dieta é se o animal já tem alguma enfermidade, por exemplo obesidade, alergia alimentar, diabetes. Nesses casos deve haver um cuidado ainda maior”. 

Ou seja, a alimentação natural só poderá ser oferecida se o veterinário verificar que o animal está saudável.

Vamos então para alguns exemplos de receitas para alimentar os amigos de quatro patas de forma natural e nutritiva? Confira a seguir:

Receita de alimentação natural cozida para cães

A quantidade de alimentos deverá ser aproximadamente 4% do peso ideal do seu cãozinho. Considerando um cão de 10kg, a proporção diária (dividida em duas ou três refeições) deve ter 400g, e uma opção seria:

  • 120g de carne bovina cozida (30% da refeição);
  • 20g de fígado bovino cozido (5% da refeição);
  • 140g de arroz integral (35% da refeição);
  • 60g de cenoura + 60g de berinjela (30% da refeição);
  • 1 colher de sopa de azeite extravirgem.

Receita de alimentação natural crua para cães

Na alimentação crua, a quantidade de alimentos também deverá ser aproximadamente 4% do peso ideal do seu cãozinho. Considerando um cão de 10kg, a quantidade diária de alimentos deve ser 400g, e uma opção seria:

  • 160g de pescoço de frango (40% da refeição);
  • 120g de coração de boi (30% da refeição);
  • 40g de fígado de boi (10% da refeição);
  • 40g de cenoura + 40g de berinjela (20% da refeição);
  • 1 colher de sopa de azeite extravirgem.

Nesse texto, vimos como funciona a alimentação natural para cães.

Ela é uma boa opção para os donos que querem oferecer uma dieta balanceada e natural a seus pets, porém, é necessário ser cuidadoso e fazê-la de forma a conter todos os nutrientes que o animal precisa.

Lembrando que é indispensável a consulta com um veterinário antes de começar a oferecer esse tipo de alimentação a seu cãozinho.

Para saber mais sobre a saúde dos seus pets, continue acompanhando os conteúdos do Minuto Saudável!

Fontes consultadas

  • Dra. Júlia Viana Kivel (CRMV 15502/PR). Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *