Sentir-se solitário é a porta de entrada para vários tipos de problemas, principalmente na velhice.  A partir dessa idade, os filhos geralmente saem de casa e o tempo livre sem companhia pode trazer muitos problemas, sendo o principal deles a depressão.

A partir da terceira idade uma série de problemas pode atingir os idosos e os transtornos de humor, como a depressão, são as desordens psiquiátricas que mais afetam pessoas a partir dos 60 anos. Mas, para viver de forma sadia e sem nenhum tipo de preocupação é muito importante realizar atividades em grupo. A prática de atividades com outras pessoas pode ser extremamente estimulante.

Elas podem ajudar a aumentar a autoestima, além de ocupar a mente com atividades saudáveis e produtivas, controlando possíveis problemas, como estresse.

Fugindo da tristeza

É necessário que a família ou o próprio idoso busque práticas que lhe deixem feliz. Dançar, aprender a tocar um instrumento musical ou falar uma nova língua são ótimas alternativas, inclusive para manter a capacidade de memorização em dia.

A insatisfação com atividades diárias deve ser vista com atenção, por isso é essencial que pessoas próximas sempre observem e busquem auxiliar um idoso com problemas de socialização.

Programar viagens, praticar esportes ou atividades físicas também são atitudes importantes, pois ajudam a estimular o cérebro e a fugir da rotina. Começar a estudar novamente reduz drasticamente as chances de desenvolver doenças como o mal de Alzheimer. Essas dicas são simples, mas podem melhorar a vida dos mais velhos.

Envelhecimento saudável

Em muitos casos, os indivíduos se sentem limitados e não conseguem aceitar as mudanças ocasionadas pela idade. Atualmente, com o aumento da expectativa de vida, os idosos têm mais liberdade e opções de lazer que podem trazer muitos benefícios.

Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Editor Médico

Dr. Paulo Caproni

CRM/PR 27.679

Graduado em Medicina pela PUCPR. Residência Médica em Medicina Preventiva e Social pela USP. MBA em Gestão Hospitalar e de Sistemas de Saúde pela FGV.

Farmacêutica Responsável

Dra. Francielle Mathias

CRF/PR 24612

Farmacêutica generalista, com Mestrado em Ciências Farmacêuticas, ambos pela Unicentro. Doutorado em Farmacologia pela UFPR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *