Chega a ser impressionante o quanto os bichinhos podem manifestar sintomas e doenças semelhantes aos seres humanos. Algumas são condições podem ser igualmente graves (como o câncer, por exemplo), mas outras são complicações cotidianas e que podem facilmente acometer seu companheiro.

É o caso da tosse nos cachorros, que pode ocorrer por diferentes motivos. Vamos entender melhor o que causa esse problema, quais remédios podem ser prescritos e quando são necessários:

Índice — neste artigo você vai encontrar:

  1. O que causa tosse no cachorro?
  2. O que fazer quando o cachorro está tossindo?
  3. Remédio para tosse de cachorro
  4. Qual é o remédio para tosse de cachorro idoso e filhote (infantil)?
  5. Remédio caseiro para tosse de cachorro
  6. Pode dar xarope de gente para cachorro?

O que causa tosse no cachorro?

Quando o cachorro está com tosse, pode ser um sinal de que seu trato respiratório superior está afetado. Ele corresponde ao início da traqueia, de forma que normalmente não há nenhum comprometimento pulmonar.

Esse sintoma pode estar associado à falta de vacinação, em especial quando o cachorro vive em aglomeração ou em contato com outros animais. 

Além disso, também pode acometer cães que já possuem determinadas patologias — como pneumonia, doença periodontal, alergias etc. Nesses casos, ao realizar o tratamento correto da doença em questão, consequentemente apresentará alívio na tosse.

Quanto aos principais vírus causadores de tosse nos cães, pode-se listar: 

  • Parainfluenza Canina tipo 3 — afeta a traqueia;
  • Adenovírus Canino Tipo 2 — afeta o interior dos pulmões;
  • Bactéria Bordetella bronchiseptica — atinge o trato respiratório superior.

Porém, vale destacar que para saber exatamente o que está causando o problema no pet e como tratar da forma correta, é imprescindível buscar um(a) veterinário(a).


Como é a tosse?

A tosse do cachorro pode ser esporádica ou contínua, variando conforme o que desencadeou esse problema. No geral, costuma ser seca, repetida e constante (como se o cachorro estivesse engasgado), podendo algumas vezes até eliminar uma baba esbranquiçada.

Vale destacar que em alguns casos, quando o cachorro tem tosse, pode acabar sofrendo com outras complicações — tais como náuseas, vômito, regurgitação de comida, espirros e secreção nasal.

Mas a tosse também pode ser úmida e algumas vezes pode ser semelhante a um chiado.

O que fazer quando o cachorro está tossindo? 

Na maioria dos casos, a tosse do cachorro desaparece por si só entre 5 e 12 dias após a primeira manifestação, então não costuma ser necessário nenhuma intervenção clínica. Porém, para ajudar você pode manter o animal hidratado e até usar um umidificador de ambiente, pois pode amenizar a tosse.

O tratamento e os cuidados caseiros visam a amenizar esse sintoma e evitar que o quadro possa evoluir para problemas como uma traqueobronquite e/ou infecção pulmonar.

Como mencionado, é muito importante buscar ajuda de um(a) veterinário(a) para determinar qual o melhor e mais seguro tratamento para seu cão. Quando necessário, pode ser prescrita uma medicação para tosse (antitussígeno) ou, ainda, antibióticos e anti-inflamatórios.

Remédio para tosse de cachorro 

Não são em todas as situações que o cão carece do uso de medicamentos para tratar a tosse, porém, apenas o(a) veterinário(a) pode decidir isso. 

Quando se faz necessário o uso de remédios, normalmente estão relacionados ao tratamento do problema que está causando a tosse — considerando que ela pode ser um sintoma de outros distúrbios, como as alergias.

Confira algumas das opções desses medicamentos e quando podem ser prescritos:

Seca

A tosse seca é muito comum nos cães, o que pode aparecer em decorrência de diversos fatores: alergias, tempo seco, pneumonia, doenças odontológicas (como a periodontite), vírus ou bactérias, gripe canina, entre outros.

Em alguns desses casos, são necessários tratamentos específicos direcionados ao problema que está causando a tosse. Nesse sentido, podem ser prescritos anti-inflamatórios (como o Anti-Inflamatório MSD Meticorten Vet), antialérgicos (como o Alergovet Coveli) e até antibióticos — podem ser prescritos para condições como a pneumonia.

Rouca

Quando o cachorro apresenta tosse rouca, normalmente emite alguns “chiados”, som que pode ser bem perceptível enquanto ele late, come e respira.

Nesses casos, pode ser um indício de que há secreção ou fluidos nos pulmões (edema). Caso a tosse com rouquidão seja “mais úmida”, pode apontar uma infecção pulmonar ou até mesmo uma insuficiência cardíaca congestiva.

O que reforça a necessidade de buscar o acompanhamento veterinário, a fim de identificar as causas desse problema. Só assim será possível a orientação do remédio adequado.

Vale destacar que, quando não há outras doenças concomitantes e apenas a tosse rouca de forma isolada, podem ser prescritos remédios como o Xarope Tossicanis Provets — trata a tosse, agindo como um expectorante e fluidificante.

Qual é o remédio para tosse de cachorro idoso e filhote (infantil)?

De forma geral, não há um medicamento específico para tosse em cachorros idosos ou filhotes. Porém, para cães nessas fases da vida, é necessário redobrar a atenção quanto a possíveis doenças ou complicações.

O organismo dos filhotes é mais frágil do que de um cão adulto, o que o deixa mais suscetível a algumas doenças. Além disso, pequenos distúrbios podem se tornar complicações sérias de forma bem rápida — igualmente ocorre com os bebês.

Os cães idosos também têm uma saúde mais fragilizada, considerando o avanço da idade e até mesmo o fato de que podem ter outras doenças concomitantes.

Por isso, se você tem um cão idoso ou filhote, busque auxílio veterinário caso ele apresente algum sinal diferente do habitual (tais como a tosse). 

Como vimos, são poucas as vezes que o cachorro carece de medicação para tratar a tosse, uma vez que ela tende a desaparecer sozinha. Porém, caso ela esteja sendo causada por outra doença (pneumonia, distúrbios cardíacos, etc), essa sim precisa de tratamento especializado.

Remédio caseiro para tosse de cachorro

Optar por remédios caseiros não é uma opção segura, a não ser que isso seja feito com a orientação de um(a) veterinário(a). No geral, sempre que for necessário algum tratamento, são prescritos medicamentos convencionais.

Porém, há alguns cuidados que você pode ter em casa e que certamente podem ajudar o seu cãozinho a se recuperar mais rápido:

  • Mantenha-o hidratado — caso ele não esteja bebendo água por conta própria, você pode dar a ele com a ajuda de uma seringa;
  • Mantenha a umidade do ambiente — o que pode ser feito com a ajuda de um umidificador de ar ou até mesmo um balde de água;
  • Evite passeios — fazer muito exercício físico pode deixar o cão ofegante e, dependendo da causa, pode piorar a tosse;
  • Evite dar banho — a mudança de temperatura corporal pode fazer mal ao cão e piorar a tosse em casos de gripe ou pneumonias.

Esse conjunto de fatores pode colaborar para a melhora do seu pet, sem que seja necessária a intervenção com receitas e remédios caseiros. Caso não perceba alívio dos sintomas, retorne ao(à) veterinário(a).

Pode dar xarope de gente para cachorro?

No geral, não. Assim como as pessoas não devem fazer uso de medicamentos veterinários, o contrário também é verdadeiro. Dar xarope de humanos para os cachorros pode causar muitas complicações ao pet.

Isso também se aplica a outros medicamentos que não os xaropes. Mesmo em pequenas quantidades, eles podem causar alterações no sistema nervoso e gastrointestinal do animal.

Entretanto, em alguns casos, um(a) profissional pode sim optar por prescrever os remédios humanos para os cães. Isso é feito considerando o fato que do ponto de vista farmacológico os remédios não são diferentes.

O que varia, essencialmente, é a dose e o tipo de remédio que pode (ou não) ser dado a determinados animais. No caso dos cachorros, as doses precisam ser menores, adequadas de acordo com o peso.

Apesar disso, é sempre preferível utilizar as medicações próprias para uso veterinário, o que pode inclusive facilitar na hora  de administrar a medicação — considerando que há muitos remédios feitos em tamanho menor ou até com maior grau de palatabilidade (atrativo para que o cachorro coma).


Cuidar do seu cachorro pode ser uma tarefa difícil em alguns casos. Mas lembre-se de sempre contar com a ajuda de um(a) profissional, mesmo em casos de sintomas aparentemente simples como a tosse.

Para saber mais sobre esses assuntos, acesse a aba Pet e continue acompanhando o Minuto Saudável!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.