Assim como é com as pessoas, alguns cuidados também precisam ser adotados com os pets no verão. Alimentação, hidratação, banho, passeios, entre outras coisas, devem ser pensados a fim de preservar a saúde e bem-estar do seu animalzinho. Isso porque eles sofrem e muito com as temperaturas mais altas e ficam super vulneráveis a diversas condições e doenças.

Pensando nisso, o Minuto Saudável preparou este artigo para te ajudar a montar um cronograma específico para as necessidades do seu pet e com informações sobre como prevenir doenças características da estação. Confira!

Índice – Neste artigo, você vai encontrar:

  1. Doenças comuns em pets no verão
  2. Passeio com os pets no verão
  3. Hidratação e alimentação
  4. Frequência de banhos e tosa
  5. 4 produtinhos para seu pet usar no verão

Doenças comuns em pets no verão

No mundo animal também existem doenças sazonais, ou seja, que são mais comuns em determinadas épocas do ano. Apesar de várias serem super nocivas, é possível preveni-las com medidas super simples e que não exigem muito. A seguir você confere algumas das mais comuns, como preveni-las e tratá-las:

Queimaduras

As queimaduras são super comuns nas patinhas e são causadas por passeios em horários muito quentes. Portanto, para evitar que as patas do seu bichinho fiquem machucadas, expostas e super sensíveis, faça passeios em horários em que os raios solares não estão tão intensos (antes das 10h e após às 16h). 

Além disso, opte por colocar sapatinhos nas caminhadas diárias e hidrate, com um hidratante específico para pets, as almofadinhas das patas.

Câncer de pele

O câncer de pele também é uma realidade no mundo animal, especialmente em cães e gatos que possuem pele rosada e clara e com áreas do rosto expostas, como ao redor do focinho. 

Raças de cães como Pit Bull, Boxer branco, Bulldog, Bull Terrier e Pug, e de gatos como Peterbald, Donskoy, Sphynx e Cornish Rex, por exemplo, devem usar protetor solar, especialmente quando saírem para passear em dias nublados e ensolarados.


As consultas com o (a) veterinário (a) são essenciais tanto para prevenir quanto para tratar condições características do verão.

Hipertermia

A hipertermia é uma condição caracterizada pelo aumento da temperatura corporal do animal, que pode chegar a 42°. Algumas das consequências da condição são desidratação e crises respiratórias, que deixam os animais muito ofegantes e os batimentos acelerados.

A melhor forma de prevenir a hipertermia é deixando seu animal em locais frescos e bem arejados, de preferência com piso, e espalhar vários potinhos de água com pedrinhas de gelo pela casa ou por onde o animal transita. Em dias muito quentes, é uma boa ideia também umedecer com água gelada as patinhas e o focinho do animal várias vezes ao dia.

Parasitas

O clima quente favorece o aumento de infestações por carrapatos e pulgas, portanto, é importante consultar o (a) veterinário (o) do seu bichinho para checar a necessidade do uso de medicamentos para prevenir ou tratar esse tipo de condição tanto nos gatos quanto nos cães.

Passeio com o pet no verão

Como vimos acima, cuidados no verão são fundamentais para evitar queimaduras nas patinhas e na pele e também a hipertermia. Portanto, os passeios com seu pet devem ser feitos antes das 10h da manhã e após as 17h, pois o sol está mais fraco e o clima fica mais agradável.

Além disso, é preciso ficar atento (a) aos sinais de cansaço do seu pet. Se ele (a) está andando devagar, ofegante e com batimentos acelerados, a melhor opção é parar um pouco, oferecer água a ele (a) e voltar para casa.

Apesar do clima quente, os passeios são essenciais para ajudar a desestressar o animalzinho, contudo, esses cuidados devem ser feitos a fim de preservar a saúde física do seu amiguinho.

Os passeios com seu pet deve ser feito em horários específicos.

Hidratação e alimentação

O consumo de água aumenta nessa época do ano, isso porque o clima quente exige mais água dos órgãos para que eles funcionem plenamente. Contudo, como os cães e gatos não possuem glândulas sudoríficas, responsáveis por refrescar o corpo em temperaturas muito altas, eles não conseguem amenizar a sensação de calor, por isso acabam recorrendo aos cantinhos da casa que sejam mais gelados ou que possuam piso.

Portanto, para ajudar seu amigo em dias de calor, incentive o consumo de água e mantenha a alimentação dele com a ração adequada. Evite dar alimentos humanos, pois isso pode prejudicar a imunidade do bichano.

Frutas  ricas em água como maçã, pera, melancia e melão podem ser acrescentadas, desde que sem sementes e caroços, na rotina de forma esporádica ao longo do dia para aumentar a ingestão de água.

Leia também: Frutas para cachorros: pode dar? Veja quais eles podem comer

Frequência de banhos e tosa

Os banhos devem ser feitos a cada 15 dias, pois a película que se forma sobre os pelos é importante para proteger os animais da ação dos agentes externos e de microrganismos.

Já a tosa, ou seja, a remoção de boa parte dos pelos, é importante nessa época do ano, especialmente para raças que possuem pelagem longa. Isso porque quanto menos pelos, melhor o bichinho consegue se refrescar.

Os banhos podem ser feitos tanto em casa quanto no petshop, mas as toses precisam ser feitas por um (a) profissional.

4 produtinhos para seu pet usar no verão

Além de protetor solar em raças com pele branquinha ou rosada, outros produtinhos são muito úteis para complementar os cuidados com os pets no verão. Preparamos uma listinha com 4 deles para te ajudar no dia a dia com seu pet, confira:  

Creme hidratante Veterinário Revipel Pocket

Como vimos nos tópicos anteriores, o uso de hidratantes em algumas regiões do corpinho dos nossos amigos é essencial para evitar o ressecamento e algumas complicações. Portanto, o creme hidratante veterinário Revipel Pocket é uma boa opção não apenas para dias quentes, mas também para os mais frios.

Enriquecido com ureia, silicones e óleos minerais, o produtinho consegue recuperar a pele ressecada e ajudar na manutenção de água na pele por mais tempo.

Fonte bebedouro PetLon

O calor também atrai diversos animais e insetos que podem contaminar a água do bebedouro, portanto, uma fonte de água é ideal, especialmente, para quem deixa seus bichinhos no quintal.

A fonte bebedouro de PetLon garante maior circulação e oxigenação da água, além de bombear água suficiente para saciar a sede do seu pet sem ficar exposta.

Comedouro para Pet Vida Mansa

Assim como a água, a comida dos pets tende a ficar exposta e a mercê de animais como baratas e ratos. Para evitar contaminação, o comedouro para pet da marca Vida Mansa é uma ótima opção, pois regula a quantidade adequada de comida e protege-a da ação do clima e de insetos e outros animais.

Assento transbike Tubline Pet

O assento transbike Tubline Pet é uma ótima opção para quem quer levar o pet passear, mas não quer que ele tenha contato com o asfalto quente no verão. Além de ser uma opção prática, o acessório dá outra cara para os passeios diários.

Todos os produtinhos listados acima podem ser encontrados na plataforma Consulta Remédios. Além de mostrar as melhores ofertas nas melhores farmácias e lojas, o site permite que você consulte quais estabelecimentos próximos possuem o produto que você precisa. 

Alguns cuidados são simples, mas fazem toda a diferença na saúde do pet.

Vale lembrar que um (a) veterinário é essencial para prescrever os cuidados necessários para as necessidades do seu pet no verão. Portanto, caso tenha ficado com alguma dúvida, não deixe de consultá-lo (a).

Continue acessando o site e as redes sociais do Minuto Saudável para mais informações sobre saúde e bem-estar pet.

Fontes consultadas:


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.