O que saber sobre sexo oral?

0

O ato sexual envolve várias etapas. Neste momento, além do prazer, outras questões devem ser levadas em conta. Doenças, higiene, proteção e modos de apimentar a relação são algumas delas. Conhecer os riscos e a forma de evitá-los pode ajudar a deixar as preocupações de lado.

As doenças

O sexo oral pode trazer riscos à saúde quando não é praticado com a devida proteção. Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) como herpes e HPV são os tipos mais comuns transmitidos. Além destes, a sífilis, hepatite, clamídia e a Aids são outras DSTs também facilmente passadas para o parceiro, seja pelo líquido de lubrificação vaginal ou pelo contato com o sêmen.

PUBLICIDADE

Higiene

Embora seja importante, não é necessário nenhum tipo especial de cuidado com a higiene, além dos já considerados comuns. A depilação pode ser uma boa alternativa para aumentar a sensibilidade da região íntima e proporcionar mais prazer, porém como os pelos têm a função de proteger esta área, é importante avaliar bem se apenas a questão estética é relevante.

Alimentos e o sexo

Para apimentar ou adoçar o momento, alguns alimentos podem ser utilizados na hora h. Uma atitude válida, porém é importante avaliar os possíveis riscos. Irritações e alergias podem ser causadas quando há o contato com a pele.

É preferível escolher produtos específicos para isto. Facilmente encontrados em sex shops, eles são desenvolvidos especialmente para esse uso e não costumam causar reações alérgicas.

O uso de preservativo

Nem sempre as doenças sexualmente transmissíveis são visíveis, por isso é essencial nunca abrir mão do uso dos preservativos. Tomar cuidado mesmo quando a aparência da região íntima está em ordem pode ser uma das maneiras mais eficazes para evitar problemas de saúde.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie o conteúdo!)
Loading...

Deixe o seu comentário, nos preocupamos com sua opinião:

Por gentileza, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.