O Dia Mundial da Saúde foi criado em 1948 pela Organização Mundial de Saúde (OMS) por conta da preocupação em manter as pessoas de todo o globo em um estado de saúde positivo. Para tal, a entidade escolhe um tema para ser debatido em todo o planeta no dia 07 de abril de cada ano, mantendo-o ativo ao longo dele, podendo o assunto ser usado como pauta para outras datas comemorativas relacionadas à saúde.

Feito, histórico explicado. Mas, mesmo assim, ainda há dúvidas que pairam as pessoas sobre o que é ser saudável de fato. É por isso que resolvemos criar este artigo e acabar de vez com alguns tabus que rondam as nossas vidas.  Primeiramente, é necessário saber, de fato, o que significa a palavra saúde.

Índice

  1. O que é Saúde?
  2. “Vencer a Diabetes”
  3. E então, deu pra entender o que é saúde?

O que é Saúde?

Etimologicamente falando, a palavra saúde vem do termo salus, que, no latim, significava o atributo principal das pessoas intactas. Já nos dicionários comuns de Língua Portuguesa, saúde significa que o nosso organismo está em perfeito estado. Para a OMS, saúde é o “estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades”. Diante de tantos significados e dos avanços da medicina nos últimos anos, podemos considerar a definição da OMS a mais sensata para os dias atuais, visto que não foi definida por qualquer pessoa, mas sim por um conselho que compõe essa organização.

Confira abaixo uma lista que preparamos para você com 7 tabus recorrentes em nossa sociedade sobre o fato de alguém ser ou não saudável.

1. Parar de fumar x Engordar

Normalmente quando uma pessoa tem o desejo de parar de fumar, ela acaba adquirindo um outro vício para substituir aquele que largou. Há pessoas que escovam os dentes quando sentem vontade do cigarro e há outras que o substitui pela comida. No caso dessas últimas, há o medo daquele velho tabu de que parar de fumar engorda, certo? Errado! O que faz você engordar é a alimentação que você adquire ao largar o vício da nicotina. Portanto, tenha sempre frutas ao seu alcance e beba bastante água durante o dia.

2. Açúcar x Cáries

Com certeza você já ouviu alguém falar para você que comer muito doce dá cárie nos dentes, ainda mais se você for um amante de açúcar, não é mesmo? Pois não é bem assim que acontece. A formação da cárie está mais relacionada com a maneira que você ingere esses doces do que com a quantidade em si. Não entendeu? A gente explica! Segundo a professora da Universidade de Medicina Dental Trufts, Carole Palmer, um ácido que destrói o esmalte dos dentes é formado cada vez que o açúcar é levado a boca. Ou seja, tomar uma xícara de café adoçado de uma vez só é menos prejudicial do que tomá-la em pequenas doses durante toda uma manhã.

3. Alimentos vilões

Alguns alimentos queridinhos das pessoas, como o ovo, o café e o chocolate, tornaram-se vilões do dia para a noite. O ovo porque dá colesterol, o café porque dá gastrite e o chocolate porque… engorda. Mas, vamos pensar juntos, os nutricionistas não vivem dizendo que precisamos apenas aprender a consumir não só esses, mas qualquer tipo de alimento? Por exemplo: é comprovado que o chocolate possui propriedades que retardam o envelhecimento e que regulam a pressão arterial. É claro que se você optar por um tipo que contém muito açúcar ele acarretará em problemas para a sua saúde. Mas, se consumido da maneira certa, não há porquê você se privar dele.

4. Colesterol

O colesterol, hoje em dia, é taxado como prejudicial para o corpo de uma forma totalmente pejorativa, já que existem dois tipos de colesterol: o bom e o ruim. O colesterol bom, de lipoproteínas de densidade alta (HDL), recolhe o colesterol não utilizado e devolve-o ao fígado a fim de ser eliminado. Já o colesterol ruim, o de baixa densidade (LDL), é aquele que todos temem, o famoso “entupidor” de veias e artérias. É claro que há a necessidade de cuidar da quantidade de cada um, até para não causar problemas futuros em sua saúde, mas a ideia de que só existe o colesterol ruim você pode descartar.

5. Antidepressivos

Tomar remédio, às vezes, é inevitável para o tratamento de alguma doença. Mas os antidepressivos ainda sofrem de bastante preconceito perante a sociedade atual. Alguns taxam que eles causam dependência, já outros dizem que eles danificam cada vez mais o seu cérebro. Se você faz uso contínuo de algum remédio desse tipo e está começando a acreditar nesses mitos, apenas pare. É comprovado por especialistas que a falta do uso do medicamento quando se tem depressão é mais perigoso para o paciente, já que o risco da diminuição da ramificação dos neurônios é maior.

6. Aleitamento materno

Lactantes sempre são alvos de sugestões do que se deve ou não comer enquanto está amamentando seu filho. Mas é importante salientar que a dieta materna pode ser influenciada por diversas questões, como a econômica, a social e a cultural. Essas influências podem afetar no consumo de alimentos ricos em proteínas e importantes para o sustento da lactante e, consequentemente, para a produção de leite. Portanto, é necessária uma educação alimentar para as mães, para que elas não se privem de alimentos que possam vir a ser essenciais para ela e para o bebê.

7. Sedentarismo

“Nossa, como você é sedentário, não faz nenhum tipo de atividade física!”. Frases assim são cada vez mais recorrentes em nossas vidas, ainda mais quando o termo atividade física está atrelado a esporte ou ginástica. Mas, é preciso deixar bem claro que atividade física não é só isso. Para uma pessoa se tornar ativa, ela precisa gastar, no mínimo, 300 calorias por dia. “Mas como, se não tenho tempo?”, você deve estar se perguntando. Simples: atividades do dia a dia já são atividades físicas, pois são movimentos do corpo que resultam em um gasto energético. Olha só, passear com o seu cachorro por 30 minutos gasta 150 calorias. Já passar aspirador de pó em casa, também por 30 minutos, gasta 175 calorias. Ao fazer isso, você automaticamente já está gastando energia. Basta saber se as suas atividades diárias são o suficiente para gastar a quantidade necessária de calorias.

“Vencer a Diabetes”

Esse foi o tema escolhido pela Organização Mundial de Saúde para comemorar o Dia Mundial da Saúde de 2016. O objetivo principal da entidade é propagar a prevenção da doença em todo o planeta e reforçar a vigilância para com as pessoas, a fim de que elas tenham ciência de que é possível, sim, tratar a diabetes de forma eficaz.

Nesta edição de 2016, a OMS objetiva publicar o primeiro relatório sobre a diabetes no mundo, a fim de ter um maior controle sobre a vigilância, a prevenção e a gestão da doença, visto que é estimado que ela venha a ser, dentre as causas de morte, a 7a maior até o ano de 2030.

E então, deu pra entender o que é saúde?

Com todos esses tópicos acima, pode-se dizer que a saúde das pessoas está diretamente atrelada ao seu bem estar e bom senso na hora de consumir alguma coisa. O psicológico também pesa bastante nessa balança, visto que, muitas vezes, uma pessoa consome em excesso algo que não irá fazer bem ao seu corpo, mas, em sua mente, irá fazer sim. Portanto, nesta data tão importante a ser discutida, a conscientização vale muito em qualquer circunstância, seja na hora de acabar com um vício, seja na hora de se alimentar ou, até mesmo, na hora de prevenir alguma doença.

E pra você? Saúde significa isso o que explicitamos aqui hoje ou é algo diferente de tudo o que escrevemos? Conta pra gente, todo o conhecimento acrescentado é válido!

Referências

http://www.calendarr.com/brasil/dia-mundial-da-saude/
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2000000200001
http://itiomassagem.com.br/artigos/artigos-e-noticias/item/136-conceito-de-saude-nos-tempos-atuais/136-conceito-de-saude-nos-tempos-atuais
http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=sa%FAde
http://www.aenfermagemeasleis.pt/2016/04/04/dia-mundial-da-saude-2016-a-7-de-abril-vencer-a-diabetes-oms/#axzz455EaRnGe
http://saude.ig.com.br/bemestar/comer-mais-acucar-causa-mais-caries/n1237751858925.html
http://vida-estilo.estadao.com.br/noticias/bem-estar,saiba-por-que-cafe–ovo–chocolate–manteiga-e-cerveja-derrubaram-os-tabus-da-nutricao,1760727
http://saude.umcomo.com.br/articulo/qual-e-o-colesterol-bom-e-o-colesterol-ruim-1849.html
http://www.tecnolab.com.br/main.asp?cod_menu=8&cod_noticia=23
https://goo.gl/LQmBqP
http://www.sautil.com.br/fatores-de-risco-e-prevencao/sedentarismo/conteudo/sedentarismo

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie o conteúdo!)
Loading...

Faça um comentário:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui