O que é VDRL: 1/2, positivo, não reativo e para que serve o exame

6

O que é VDRL?

VDRL é um exame de sangue para diagnosticar sífilis. O resultado não reativo indica que o paciente nunca teve contato com a bactéria Treponema pallidum. Já o resultado positivo pode indicar que o paciente tem sífilis e o médico solicitará outros exames para confirmar o diagnóstico.

O exame identifica os anticorpos (células de defesa) que o organismo produz para combater a doença e seu diagnóstico precoce é importante para evitar problemas graves a nível cerebral e cardiovascular.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Não é necessário que o paciente apresente os sintomas para um resultado exato, que pode ser positivo (reagente) ou negativo (não reagente).

Indivíduos que já entraram em contato com a sífilis carregam os anticorpos referentes à bactéria por toda a vida. Portanto, o resultado será positivo mesmo que o paciente já tenha passado pelo tratamento, mas a concentração será menor.

Por conta disso, o VDRL também pode ser um exame de rastreio, para ter certeza de que a doença foi curada. Com o número de anticorpos em menor quantidade, sabe-se que a infecção não está mais ativa.

Atenção!

O VDRL não diagnostica outras doenças sexualmente transmissíveis (DST).

Índice — neste artigo você irá encontrar as seguintes informações:

  1. O que é VDRL?
  2. Como é feito o VDRL
  3. Preparação para o exame
  4. Quando deve ser feito
  5. Resultados do VDRL
  6. Riscos

Como é feito o VDRL?

Esse teste normalmente é feito através de um exame de sangue comum, no qual o profissional de saúde (um enfermeiro, por exemplo) amarra um elástico no braço do paciente para que os vasos sanguíneos fiquem mais largos e seja mais fácil encontrá-los. Feito isso, ele insere uma agulha na veia e coleta o sangue, depositando-o em um tubo.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Após o exame ser realizado, o profissional coloca uma gaze ou algodão e uma bandagem sobre o local onde a agulha esteve, a fim de estancar qualquer sangramento.

Também é possível realizar esse teste a partir de uma amostra de líquido da medula espinhal: o líquido cefalorraquidiano (LCR). Nesse caso, o exame é feito em um hospital, onde um profissional da saúde colhe uma pequena amostra do LCR por meio de uma agulha oca que é introduzida na parte inferior da coluna.

Após o exame, deve-se repousar por no mínimo 1 ou 2 horas.

Preparação para o exame de VDRL

É recomendado que o exame seja feito após 4 horas de jejum, porém essa recomendação não é obrigatória. Caso a amostra de sangue também seja utilizada para outros testes, o laboratório fará as recomendações necessárias.

O resultado do exame geralmente fica pronto em 7 dias.

Quando o exame deve ser feito?

Um médico pode recomendar esse exame quando o paciente apresenta alguns sinais e sintomas da doença, como:

  • Uma ferida pequena e sem dor na garganta ou região genital;
  • Inchaço nos gânglios linfáticos próximos à ferida;
  • Erupção cutânea que não coça;
  • Mudanças visuais na garganta ou na genitália.

Também pode ser recomendado, independente dos sintomas, quando o indivíduo:

  • Está passando por tratamento de outra DST;
  • É gestante (o VDRL é um exame comum durante o pré-natal da gestação);
  • Teve relações sexuais sem proteção;
  • Tem o vírus HIV;
  • Tem um ou mais parceiros reagentes a sífilis.

VDRL na gravidez

O exame deve ser realizado no início do pré-natal e ser repetido no segundo trimestre da gestação, mesmo que o primeiro teste tenha resultado negativo. Isso é necessário durante a gravidez visto que a doença pode causar sérias consequências à criança, como problemas neurológicos.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Caso o teste tenha resultado positivo, a gestante passará por um tratamento para eliminar a bactéria. Se ele não for seguido corretamente, a mãe pode transmitir a doença para o bebê pela placenta ou pelo canal vaginal durante o parto.

Em casos positivos, a gestante deverá repetir esse exame mensalmente para confirmar se a bactéria causadora da doença foi eliminada.

Como interpretar os resultados do exame de VDRL

A eficácia do teste vai depender do estágio da doença. O exame é mais sensível para detectar a sífilis durante o estágio secundário. Já nos estágios primário e latente, sua sensibilidade é menor. Isso também pode acabar ocasionando resultados falhos, como falsos negativos.

Existe um exame mais específico e sensível para diagnosticar a sífilis: o FTA-ABS. Tal teste tem uma janela imunológica mais curta, o que permite detectar a doença após alguns dias do aparecimento do cancro duro. Esse exame também apresenta menores taxas de falsos positivos.

Sabendo disso, os resultados do VDRL podem seguir diferentes caminhos:

VDRL não reativo

Quando o resultado é negativo (não reagente), geralmente indica que o paciente nunca teve contato com a bactéria causadora da doença.

Caso o paciente já tenha entrado em contato com a bactéria, pode significar que o tratamento teve eficácia completa, eliminando a bactéria e o anticorpo que a combate.

VDRL positivo ou reagente

Se o resultado for positivo (reagente), pode indicar que o paciente tem sífilis e, nesse caso, o médico poderá solicitar um exame mais específico para confirmar o diagnóstico. Se confirmado, ele indicará o tratamento correto para o paciente, geralmente feito de forma medicamentosa.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

VDRL reagente 1/2

O resultado do teste é dado em diluições e aparece mais comumente em títulos, como 1/2 e 1/64. Esses títulos refletem a quantidade de antígenos treponêmicos, ou seja, a quantidade antígenos contra a bactéria Treponema pallidum presentes no sangue do paciente: quanto maior o denominador (parte de baixo), maior a quantidade de antígenos.

Para compreender o resultado, basta saber que o denominador representa o número de diluições feitas no sangue. Portanto, se o resultado for 1/2, quer dizer que foi possível identificar o anticorpo mesmo após 2 diluições no sangue.

Este é o título não caracteriza diagnóstico. O resultado é caracterizado como diagnóstico somente a partir de valores maiores de  32 diluições, ou seja, 1/32.

Falso negativo: efeito prozona

É chamado efeito prozona quando o paciente está com sífilis e o teste apresenta resultado negativo. Isso ocorre quando a doença está no estágio latente, no qual a infecção está mais espalhada pelo corpo do paciente.

Falso positivo

Algumas vezes, o resultado se apresenta como positivo, porém o paciente nunca teve contato com a bactéria. Isso pode ocorrer quando o corpo desenvolve um anticorpo para outras doenças, como:

  • HIV;
  • Lúpus eritematoso sistêmico;
  • Mononucleose infecciosa;
  • Hepatite A;
  • Hanseníase;
  • Malária;
  • Alguns tipos de pneumonia.

Riscos do exame de VDRL

Os riscos do exame através da coleta de sangue são muito raros. Há possibilidade de, no local onde foi retirado o sangue, ficar um hematoma ou ocorrer um leve sangramento após a coleta.

Algumas vezes, também, a veia utilizada para o exame pode ficar inchada. Caso isso aconteça, uma compressa de gelo, de no máximo 20 minutos várias vezes ao dia, pode reverter a situação.

Indivíduos que utilizam medicamentos anticoagulantes ou que sofrem problemas de coagulação podem passar por um sangramento contínuo após a coleta. Nesse caso, o paciente deve informar o profissional de sua condição antes do exame.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Sífilis é uma doença séria que precisa ser tratada rapidamente para evitar complicações. Felizmente, com o VDRL, isso é possível de maneira rápida e prática, inclusive durante o pré-natal.

Compartilhe esse texto com seus amigos e familiares para que eles também conheçam como o exame é feito!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

6 Comentários

  1. Eu tive sífilis há uns trinta anos atrás e fui curado na época, porem, agora, ao fazer um exame de reação de VDRL apresentou o seguinte resultado. – Reagente até 1/2. Certa vez um urologista me informou que sempre que fizer um exame de sangue iria aparecer o virus em meu exame. Fiquei confuso com este resultado. Estou me consultando com um urologista (solicitei uns exames em uma consulta de rotina), porém uma médica grastro que me consulto, me orientou a consultar um infectologista. Qual é a melhor opinião a respeito do assunto?

    • Olá, Jorge!

      Quando o exame apresenta o resultado reagente até 1/2, isso significa que foi possível identificar anticorpos para bactéria Treponema pallidum, a causadora da sífilis, mesmo após 2 diluições no sangue. Ele não caracteriza diagnóstico da doença.

      Ainda assim, aconselhamos que continue se consultando com seu urologista e que pergunte a ele sobre os significados desse exame. Ele é o profissional mais qualificado para responder suas dúvidas.

  2. Fiz duas vezes o Exame de VDRL e deu falso positivo ….
    Oque faço neste caso…
    Preciso me preocupar.. ???..

    • Olá Stephanie,

      Se você já conversou com um médico e ele mesmo disse que os resultados foram falsos positivos, provavelmente não há com o que se preocupar. Contudo, se você ainda não se consultou com um médico, é preciso procurar um o mais rápido possível para investigar o que está acontecendo.

    • Olá Bruna,

      Somente um médico é capaz de fornecer um diagnóstico preciso sobre as condições de saúde de um paciente. Este profissional irá analisar os resultados, juntamente como todo o seu histórico e, se necessário, solicitar novos exames. Recomendamos que você busque auxílio médico para esclarecer suas dúvidas.

Deixe suas opiniões e comentários, nos preocupamos com ela:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.