Minuto Saudável
29/06/2017 15:33

Farmácias e drogarias: qual é a diferença entre elas?

Dentre tantas dúvidas existentes em nosso dia a dia, uma delas é com relação sobre a diferença entre farmácias e drogarias. Muitas pessoas acabam por se confundir uma com a outra ou, ainda, acreditam que são as mesmas coisas. Para exemplificar, tente pensar em quantas pessoas falam “vou à farmácia” ao invés de “vou à drogaria” quando precisam comprar algum tipo de remédio – seja ele industrializado ou manipulado. Complicado, não é mesmo?

Sabe-se que, tanto as farmácias, quanto as drogarias, são estabelecimentos que, culturalmente, é um dos primeiros acessos da população ao serviço de saúde. Portanto, diante disso, é necessário que um profissional do ramo farmacêutico, com inscrição no Conselho Regional de Farmácia, fique no estabelecimento durante todo o período em que ele estiver aberto, para que os objetivos do Ministério da Saúde, e também do consumidor, sejam atingidos. Além disso, para que uma farmácia e/ou drogaria possa funcionar, é preciso de uma autorização prévia da Vigilância Sanitária.

As diferenças entre Farmácia e Drogaria

Segundo os incisos X e XI, do Artigo 4º, da Lei nº 5.991, de 17 de dezembro de 1973, os estabelecimentos denominados como farmácias e drogarias possuem diferenças explícitas, conforme descrição abaixo:

X – Farmácia

Estabelecimento de manipulação de fórmulas magistrais e oficinais, de comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos, compreendendo o de dispensação* e o de atendimento privativo de unidade hospitalar ou de qualquer outra equivalente de assistência médica;

XI – Drogaria

Estabelecimento de dispensação* e comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos em suas embalagens originais.

* Entende-se por dispensação o ato do farmacêutico que consiste na substituição de um medicamento por outro que foi prescrito, bem como na orientação sobre a sua respectiva dosagem, interação com outros medicamentos, possíveis reações adversas e cuidados com a conservação e armazenamento do produto.

Traduzindo o que está na lei, a farmácia é o lugar que possui um laboratório para preparação de fórmulas prescritas por profissionais capacitados (como médicos, dentistas, veterinários e nutricionistas, por exemplo) e que também pode comercializar produtos industrializados, enquanto a drogaria apenas comercializa os industrializados e alguns outros itens, como cosméticos, suplementos de primeiros-socorros e até mesmo itens de conveniência.

É claro que, eventualmente, uma drogaria também pode ser intitulada de farmácia, por conter um laboratório em seu interior, porém são casos raros.

08/01/2019 17:42

Minuto Saudável

Somos um time de especialistas em conteúdo digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*