Com o avanço das tecnologias, doenças que anteriormente não tinham medicamentos específicos para seu tratamento têm, hoje, mais recursos de controle e tratamento.

É o caso do Esbriet, medicação utilizada em pacientes com fibrose pulmonar idiopática, patologia considerada rara e grave.

Entenda mais sobre o remédio e sua ação:

O que é Esbriet?

Esbriet é o nome comercial do princípio ativo pirfenidona.

Ele é um fármaco novo, fabricado pela Roche — companhia farmacêutica — e é utilizado no tratamento da fibrose pulmonar idiopática (FPI).

Sua ingestão é realizada por meio oral e ele atua na redução do acúmulo de células inflamatórias no organismo.

Para que serve Esbriet? 

De acordo com a bula, o Esbriet serve para o tratamento da fibrose pulmonar idiopática — doença caracterizada pela presença de fibrose, quando o organismo substitui o tecido saudável dos pulmões por um tecido de cicatrização, dificultando gravemente o processo de respiração.

De modo progressivo, a doença pode piorar em espaços curtos de tempo e levar ao óbito.


Apesar de não ter cura, medicamentos como Esbriet podem retardar a progressão da fibrose pulmonar idiopática. Ele é indicado para pacientes adultos(as) e não há comprovação de eficácia e segurança no tratamento pediátrico. 

Estudos revelam que houve uma redução de 38% no risco de morte em pacientes que realizaram até dois anos do tratamento. 

Como age a pirfenidona?

Ainda não há uma definição completa sobre o mecanismo de ação da substância pirfenidona.

Porém, de acordo com estudos, o princípio ativo age na redução do acúmulo de células inflamatórias e diminui a formação de fibroblastos (células de fibrose) e substâncias que estimulam a inflamação. 

Isso faz com que possa haver uma redução na progressão da doença, evitando que a capacidade pulmonar continue sendo agravada. Além disso, as taxas de morte e complicações decorrentes da fibrose pulmonar crônica também apresentam redução.

Qual a posologia das cápsulas?

Cada cápsula do Esbriet contém 267mg do princípio ativo pirfenidona. O remédio está disponível em embalagens de:

  • 2 semanas de tratamento — 63 cápsulas;
  • 4 semanas de tratamento — 252 cápsulas;
  • Frasco — 270 cápsulas.

O pó presente no interior da medicação possui cor que pode variar entre branco e amarelado.

Como tomar?

A administração do medicamento é por via oral, sendo indicado engoli-las com água junto ou próximo de uma refeição, para reduzir as chances de sintomas de náusea e mal-estar. 

O uso é realizado de forma gradual, iniciando com uma pequena dosagem da medicação, a qual aumenta com o passar do tratamento, podendo chegar a nove cápsulas por dia. 

Efeitos colaterais e contraindicações

Assim como outros medicamentos, o Esbriet pode apresentar alguns efeitos colaterais.

Os mais recorrentes são:

  • Infecção nas vias respiratórias;
  • Anorexia;
  • Insônia;
  • Dor de cabeça;
  • Alteração do paladar;
  • Tosse;
  • Falta de ar;
  • Erupção cutânea;
  • Fadiga;
  • Dor nas articulações.

Outras reações menos comuns, mas também recorrentes são:

  • Redução do apetite;
  • Infecção urinária;
  • Gastrite;
  • Coceira;
  • Sensibilidade à luz solar;
  • Fraqueza;
  • Gases;
  • Dor no peito.

É importante lembrar que cada organismo reage de forma diferente ao medicamento. Dessa forma, não necessariamente todos(as) pacientes terão os sintomas. 

Valor: qual o preço de Esbriet?

O Esbriet é um medicamento de alto custo, com valores variando entre R$9.958 e R$14.000*. 

Ele pode ser encontrado em farmácias físicas e online com prescrição médica simples — quando não há a retenção de receita. 

*Preço consultado em novembro de 2019. Os valores podem sofrer alteração.

O SUS fornece?

Não. Atualmente, o Sistema Único de Saúde não realiza o fornecimento do Esbriet. No entanto, pacientes com indicação médica para o uso do medicamento podem recorrer à Justiça para recebê-lo.

Para isso, é preciso abrir um processo, seguindo os procedimentos estipulados. Entre eles, apresentar o Laudo Médico, exames, requerimento padrão, além do orçamento de 3 farmácias.

Para quem fará o solicitação, é possível contar com o auxílio personalizado da Assessoria de cotação de medicamentos de alto custo, que realiza um orçamento personalizado, de forma simples e facilitada.

Qual o registro na Anvisa?

O Esbriet foi registrado pela Anvisa no ano de 2016, com classe terapêutica de produtos para o aparelho respiratório e está inserido na categoria de novos medicamentos.

Ele foi o primeiro fármaco no mundo produzido para o tratamento da doença e já estava disponível em outros países. A partir de 2016, passou a circular também no Brasil.


A fibrose pulmonar idiopática é uma doença rara, que, até então, não havia medicação específica para tratamento.

Para isso, surgiu o Esbriet, que apesar de não apresentar ainda detalhes sobre seu mecanismo de ação, tem demonstrado resultados positivos no combate a doença.

O Minuto Saudável tem outras informações sobre doenças e medicamentos. Continue lendo!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.