Eduardo (Minuto Saudável)
14/03/2019 18:18

Componentes adicionados aos remédios podem causar alergia

Você sabe exatamente qual a composição química dos medicamentos que toma? Se a resposta é não, você não está sozinho.

Nos remédios, além dos princípios ativos que são usados para combater as dores, infecções ou alterações, também estão os chamados ingredientes inativos.

Essas substâncias desempenham diferentes papéis no medicamento: alguns estão ali para dar sabor, outros para mantê-lo conservado ou facilitar a absorção.

Mas será que essas substâncias, podem provocar algum efeito contrário no organismo?

Um novo estudo sugere que sim.

O estudo

Segundo uma pesquisa publicada na revista médica Science Translational Medicine, 90% dos medicamentos mais utilizados nos Estados Unidos contêm pelo menos um ingrediente inativo, que pode causar outra reação.

As mais comuns são as alergias e os problemas gastrointestinais, sobretudo se o paciente for sensível à substância. Isso porque as composições podem ter substâncias que são comumente alergênicas, como óleo de amendoim, glúten e corantes.

O estudo verificou ao todo 42.052 medicamentos usados via oral, e foram encontrados cerca de 354.600 ingredientes inativos.

Desse número, 38 substâncias são capazes de causar uma reação alérgica assim que consumidas. O número parece ser pequeno, mas é aí que ele pode enganar.

Considerando todos os medicamentos, 93% deles tinham pelo menos um desses ingredientes.

Ao todo, 45% dos remédios apresentaram lactose, 33% corante alimentar, e menos de 1% óleo de amendoim.

Pessoas alérgicas devem ficar em alerta

Segundo um dos autores do estudo, os ingredientes inativos podem causar reação alérgica, ocasionando urticária, dificuldade para respirar e até problemas gastrointestinais.

Mas ainda não está claro os riscos desses ingredientes complementares, pois a quantidade presente no remédio é geralmente muito baixa.

Porém, em casos em que o paciente tem uma intolerância grave, cuja sensibilidade é alta, é preciso cuidado com o remédio.

Então, é necessário sempre informar ao médico sobre as alergias, intolerância e sensibilidades. Além disso, pacientes que já têm histórico de reações alérgicas devem ficar atentos à bula.

Leia mais: Guia da Alergia: tipos (na pele, respiratória, alimentar), sintomas e remédios


Apesar de, muitas vezes, as substâncias adicionadas aos medicamentos serem necessárias (por exemplo, para conservar), é necessário estar atento à composição.

Por isso, antes de ingerir qualquer medicamento, leia a bula e converse com o seu médico.

Fonte: WebMD

18/04/2019 16:19

Eduardo (Minuto Saudável)

Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*