Os relaxantes musculares são uma classe de medicamentos muito utilizada, considerando que é comum no dia a dia apresentar desconfortos na musculatura, seja por esforço físico demasiado ou até mesmo em virtude de outras tensões (como o estresse, por exemplo).

Então, separamos algumas informações importantes a respeito de um remédio que se enquadra nesta classe terapêutica, o Miosan. Confira e saiba mais:

Índice — neste artigo você vai encontrar:

  1. O que é Miosan?
  2. Para que serve o medicamento Miosan?
  3. Qual o princípio ativo do Miosan?
  4. Como tomar Miosan?
  5. Quais os efeitos colaterais do Miosan?
  6. Quem não pode tomar Miosan?
  7. Preço e onde comprar

O que é Miosan?

O Miosan, cujo princípio ativo é o Cloridrato de Ciclobenzaprina, é um remédio classificado como relaxante muscular. Por isso, pode ser usado para alívio de desconfortos relacionados às tensões da musculatura (dor lombar, fibromialgia, torcicolo etc).

Trata-se de uma medicação para uso adulto (a partir dos 15 anos) e que não deve ser administrada em gestantes e lactantes sem a devida orientação médica.

O remédio está disponível na versão comprimidos (5mg e 10mg) e a caixa com 30 comprimidos pode custar a partir de R$23.

Na sequência, você pode entender melhor sobre a ação do Miosan, seus possíveis efeitos colaterais e mais indicações a respeito de quem não deve fazer uso desse medicamento:

Para que serve o medicamento Miosan?

De acordo com as indicações da bula, o medicamento Miosan pode ser prescrito para o tratamento de espasmos musculares (contrações involuntárias da musculatura), em especial quando associadas a condições musculoesqueléticas agudas e dolorosas, tais como:


  • Dor lombar;
  • Torcicolo;
  • Periartrite escapuloumeral (distúrbio que acomete o ombro);
  • Cervicobraquialgias (dor que irradia do pescoço para os braços);
  • Fibromialgia.

A bula também reforça que a medicação pode ser prescrita para atuar como um complemento a outros tratamentos comuns (como a fisioterapia) em casos de condições como as mencionadas. 

É relaxante muscular?

Sim. O remédio Miosan é regulamentado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) sob o registro nº101180129 e se enquadra na classe terapêutica dos relaxantes musculares.

Por isso, pode ser utilizado para o alívio de dores e tensões na musculatura do corpo.

Qual o princípio ativo do Miosan?

O princípio ativo do Miosan é o Cloridrato de Ciclobenzaprina, uma substância medicamentosa que atua como um relaxante muscular no organismo. 

Esse composto suprime o espasmo músculo esquelético de origem local, mas sem interferir na função muscular da área afetada (não causa alterações na função do músculo). Com isso, proporciona alívio das dores agudas ou desconfortos (como dor lombar e torcicolo, por exemplo).

Porém, a bula dessa substância ativa reforça que o Cloridrato de Ciclobenzaprina é ineficaz em espasmos musculares decorrentes de doenças do sistema nervoso central.

Como tomar Miosan?

O Miosan é uma medicação disponibilizada na apresentação de comprimidos (5mg ou 10mg), de acordo com a bula, a dose usual é de 20mg a 40mg por dia para adultos.

Essa dose pode ser dividida em 2 a 4 administrações ao longo do dia. Assim, a indicação médica costuma ser: 4 doses de 5mg por dia ou 4 doses de 10mg por dia (1 a cada 6 horas).

Mas, em alguns casos, também pode ser prescrita a administração de 1 dose a cada 12 horas.

Por isso, é preciso contar com a orientação de um(a) profissional, a fim de seguir o uso adequado de acordo com a sua condição e garantir um tratamento seguro e efetivo. 

Além disso, vale destacar que a dose máxima diária do Miosan é de 60mg e que, em todos os casos, os comprimidos devem ser ingeridos com água e sem mastigar.

O remédio Miosan deve ser administrado com água, sem mastigar.

Quando Miosan faz efeito?

A bula do Miosan indica que, no geral, a ação do medicamento ocorre aproximadamente 1 hora após a sua administração. Dessa forma, pode tanto ocorrer um pouco antes quanto um pouco depois desse período, a variar conforme cada organismo.

Quais os efeitos colaterais do Miosan?

Assim como pode ocorrer com outras medicações, o Miosan pode causar efeitos colaterais a quem realiza o seu uso. Porém, é preciso deixar claro que isso não é uma regra e o normal é que a pessoa não manifeste nenhum desconforto.

Dentre as reações adversas muito comuns (ocorrem em mais de 10% dos pacientes), a bula lista as seguintes condições: sonolência, tontura e boca seca.

Há também as reações comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes), sendo:

  • Distúrbios do sistema nervoso central — fadiga, dor de cabeça, confusão, diminuição da acuidade (capacidade) mental, irritabilidade e nervosismo;
  • Distúrbios gastrointestinais — desconforto abdominal, dor abdominal, refluxo, constipação, diarreia, náuseas e sabor desagradável na boca;
  • Distúrbios esqueléticos e neuromusculares — astenia (perda ou diminuição da força física);
  • Distúrbios oftalmológicos — visão embaçada;
  • Distúrbios respiratórios — faringite e infecções das vias aéreas superiores.

Se apresentar esses sintomas (ou outro incomum), o ideal é suspender o uso da medicação e buscar ajuda médica para saber se o problema está (ou não) relacionado ao uso do Miosan.

Quem não pode tomar Miosan?

De acordo com a bula, o remédio Miosan não deve ser administrado em pessoas que:

  • Apresentarem alergia à ciclobenzaprina ou a qualquer outro componente da fórmula;
  • São portadoras de glaucoma;
  • Sofrem com retenção urinária;
  • Estiverem no período pós-infarto do miocárdio;
  • Estiverem utilizando medicamentos inibidores da monoaminoxidase;
  • Interromperam o uso de inibidores da monoaminoxidase há menos de 14 dias;
  • Apresentam arritmias cardíacas, bloqueio ou distúrbios de condução cardíaca ou insuficiência cardíaca congestiva;
  • Sofram com hipertireoidismo.

Além disso, também não é recomendado para menores de 15 anos e não deve ser utilizado por gestantes e lactantes sem liberação médica.

Preço e onde comprar

O medicamento Miosan pode ser comprado em farmácias, tanto em lojas físicas quanto online. Também pode ser adquirido em plataformas online como o Consulta Remédios, que permite comparar o valor do mesmo item em diferentes estabelecimentos da sua região.

Quanto ao preço* do Miosan, varia conforme a miligramagem do remédio:

*Preços consultados em fevereiro de 2021. Os valores podem sofrer alterações.


Embora remédios como o Miosan sejam utilizados para tratar condições comuns ao nosso cotidiano, vale destacar que a automedicação não é recomendada. Por isso, busque sempre orientação médica para garantir segurança e eficácia nos tratamentos.

Continue também acompanhando o Minuto Saudável para mais informações sobre saúde!

Fontes consultadas


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.