Minuto Saudável
21/01/2019 13:23

Esclerose múltipla: nova dose de medicamento disponível no SUS

Casos de esclerose múltipla remitente-recorrente (EMRR) terão tratamento gratuito oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O medicamento Copaxone já é distribuído na rede pública na versão de 20mg, mas a partir de agora será ofertada a versão de 40mg.

Administrado por meio de injeção, o remédio é indicado para reduzir o processo autoimune da doença, que causa transtornos cognitivos e sintomas em todo o corpo.

Com o aumento da dose oferecida pelo SUS, a aplicação semanal do medicamento cai de 7 para 3 injeções, e pode reduzir em até 34% a taxa de surtos nos portadores da EM. Isso trará uma melhor qualidade de vida aos pacientes.

A decisão do Ministério da Saúde foi publicada ainda em dezembro no Diário Oficial da União. O prazo agora é de até 180 dias para que o medicamento passe a ser ofertado na rede pública.

Efeitos da esclerose múltipla no organismo

A esclerose múltipla geralmente afeta pessoas adultas de 18 a 55 anos, sendo mais frequente no sexo feminino. Entre os sintomas estão problemas de cognição e habilidade motora.

Os estágios da doença podem variar de acordo com o paciente e com o agravamento do quadro. Mas de acordo com o Ministério da Saúde, aproximadamente 85% dos diagnósticos iniciais são de esclerose múltipla remitente-recorrente.

Na EMRR podem existir episódios de surtos recorrentes e imprevisíveis, seguidos por um período de meses ou anos de tranquilidade (renitência) sem sintomas ou atividades da doença. Os demais tipos da doença incluem a primária-progressiva (EMPP), secundária-progressiva (EMSP) e recidivante progressiva (EMRP).

A doença ainda não tem cura, mas o medicamento usado no tratamento é capaz de combater a progressão da esclerose, impedindo complicações.


O tratamento da esclerose múltipla teve grande evolução nos últimos anos, o que permite aos especialistas passar tranquilidade para os pacientes recém diagnosticados, e esperança para aqueles que convivem com os sintomas há mais tempo.

Acompanhe mais notícias no Minuto Saudável!

Fonte: Ministério da Saúde

18/04/2019 16:54

Minuto Saudável

Somos um time de especialistas em conteúdo digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*