O dia nacional do farmacêutico – comemorado no dia 20 de janeiro – foi criado para homenagear a profissão, que é considerada extremamente importante para manter a saúde da população. A data foi sugerida pela própria Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF) em 1916. Mas, só foi reconhecida pelo Conselho Federal de Farmácia em março de 2007. A partir de então, a data foi instituída para valorizar o trabalho dos milhares de profissionais da área, que atuam no Brasil para melhorar a qualidade de vida de todos.

O profissional que atua na área de farmácia e bioquímica costuma exercer inúmeras funções, muitas delas pouco conhecidas pela população. Conhecer melhor as diferentes áreas de atuação dessa profissão, pode ser importante para o consumidor final, pois assim ele conseguirá avaliar com mais seriedade o produto que chega em suas mãos. O farmacêutico pode trabalhar em inúmeras funções, conheça algumas:

  • Qualidade dos alimentos consumidos. O controle ajuda a impedir que substâncias tóxicas sejam ingeridas pela população;
  • Criação de produtos utilizados na área de beleza, como cosméticos e produtos de higiene pessoal;
  • Analisar todos os medicamentos e produtos de beleza/higiene pessoal, para verificar se eles podem causar algum dano à saúde do paciente e se eles realmente cumprem a função que lhes foi incumbida;
  • Descobrir novas substâncias ou encontrar novas indicações para princípios ativos anteriormente já utilizados;
  • Realizar análises laboratoriais para detectar a presença de possíveis doenças (infecções, intoxicação);
  • Trabalhar em laboratórios para preparar produtos biológicos, imunoterápicos, soros, vacinas, alérgenos, entre outros;
  • Preparação de produtos voltados para o uso veterinário;
  • Produção em escala industrial de produtos como: inseticidas, raticidas e desinfetantes;
  • Controle das substâncias responsáveis pela poluição atmosférica e dos tratamentos utilizados durante o despejo de grandes indústrias;

 

  • Análise e controle da qualidade da água oferecida para o consumo humano, além das águas de piscinas e praias.

Curso

O curso de farmácia dura em média 5 anos. No Brasil, ele é disponibilizado em torno de 440 faculdades, entre elas as federais e também as particulares. Cerca de 100 mil candidatos tentam conseguir uma das 50 mil vagas disponíveis para estudar farmácia no país. Ou seja, em prática, a concorrência é de dois candidatos por vaga. A cada ano, surgem mais de 16 mil novos farmacêuticos em todo o território brasileiro.

As faculdades que oferecem o melhor curso de farmácia do Brasil são: a Universidade Federal de Alfenas, a Federal do Paraná e também a Federal de Minas Gerais. Durante todo o curso os alunos se aprofundam em matérias como biologia, química e ciências da saúde. Além disso, aprendem a controlar a qualidade dos medicamentos, cosmetologia, assistência farmacêutica e também a tecnologia do alimentos.

Oportunidade de estágio

Além dessas matérias, há muita aula prática. Nos laboratórios, os estudantes aprendem a realizar exames citológicos, hematológicos, além de fazer análises toxicológicas e preparar fórmulas de cosméticos e medicamentos. O estágio é obrigatório durante o período da faculdade. As empresas que mais costumam contratar os estudantes são as farmácias de manipulação e também os hospitais.

Além dessas opções, também podem ser oferecidos ao estudantes estágios nas seguintes áreas: indústrias de cosméticos ou alimentos, indústrias de produtos para higiene pessoal, laboratórios de análises toxicológicas e clínicas. Durante o estágio, o estudante realiza atividades relacionadas com fornecimento de medicamentos, controle de qualidade química, microbiológica e física de matérias-primas e produtos. E também auxiliam no desenvolvimento de projetos de investigação.

Mercado de trabalho

Com o passar do tempo, os brasileiros começaram a consumir cada vez mais. E, com isso o mercado farmacêutico e de cosméticos aumentou muito. A população está cada vez mais preocupada em se cuidar, principalmente quando se trata da questão estética. Devido a isso, cremes, shampoos especiais, produtos anti-idade, entre outros, passaram a ser produzidos em alta escala, aumentando a demanda e as oportunidades de emprego nessa área.

Farmacêuticos também podem atuar no controle de qualidade de empresas relacionadas aos alimentos, medicamentos e laboratórios. Toda farmácia e drogaria necessita de, no mínimo, um farmacêutico para oferecer assistência aos clientes e monitorar a venda dos produtos. Atualmente as farmácias se encontram em crescimento constante por oferecerem produtos altamente necessários para a qualidade de vida da população.

Salário

O salário dos farmacêuticos que trabalham nos balcões das drogarias está em torno de 2 mil reais. Já no departamento industrial, o valor costuma ser um pouco mais baixo. Apesar disso, em hospitais o salário pode variar de acordo com a função exercida, atingindo até 5 mil reais.

Conheça o CR Pro, a ferramenta ideal para os profissionais de saúde

Desde 2000, o Consulta Remédios tem sido uma das ferramentas de saúde mais utilizadas pela população, principalmente pelos profissionais da área de saúde. Após diversos lançamentos, foi criado o CR Pro, uma ferramenta de trabalho totalmente direcionada aos milhares de profissionais da área de saúde. A sua estrutura possui diversos filtros (referência, genérico, similares, similares intercambiáveis e biológicos), pensados especialmente para facilitar o trabalho diário dos farmacêuticos que necessitam de informações rápidas e fáceis. Os filtros disponíveis possibilitam a verificação de dados relacionados ao EAN, classe, PMC (preço máximo consumidor) e PF (preço de fábrica). Além do TISS e TUSS, códigos dos medicamentos para planos de saúde e governo.

Acesse aqui o CR Pro: Informações para Profissionais de Saúde

Principais áreas de atuação

Saiba mais sobre as principais áreas de atuação do profissional formado em farmácia:

  • Acupuntura: De acordo com Portaria número 971/06, do Ministério da Saúde, a especialização pode ser exercida pelos farmacêuticos que possuem a titulação de especialista nessa prática. A prática visa o bem-estar e atualmente é utilizada como terapia alternativa e preventiva.
  • Administração de laboratório clínico: Procura por diagnósticos complementares a partir de análises laboratoriais.
  • Administração farmacêutica: A especialização permite que o profissional consiga administrar com qualidade os estabelecimentos farmacêuticos.
  • Administração hospitalar: Possibilita que o profissional consiga administrar e colocar em prática técnicas de gestão para organizar os diferentes setores da área hospitalar.
  • Análises clínicas: Trabalha como auxiliar no diagnóstico laboratorial de diversas áreas como: imunologia, hematologia, bioquímica, parasitologia, etc.
  • Assistência domiciliar em equipes multidisciplinares: O profissional irá prestar assistência ao paciente que está recebendo o tratamento médico no próprio domicílio.
  • Atendimento pré-hospitalar de urgência e emergência: Costuma ser realizado por equipe especializada em casos que necessitam de atendimento com urgência. Eles costumam ajudar principalmente pacientes que correm risco de vida e necessitam de administração medicamentosa correta.
  • Auditoria farmacêutica: Costuma ser uma das especialidades com o melhor salário. O farmacêutico que atua na área de auditoria costuma atuar em industriais, consultorias e órgãos do governo (municipais, estaduais ou federais).
  • Bacteriologia clínica: Buscam por bactérias (organismos microscópicos) e verificam quais infecções podem causar.
  • Banco de cordão umbilical: Procuram formas de coletar e utilizar as células-tronco encontradas no cordão umbilical.
  • Banco de leite humano: O profissional procura utilizar métodos de conservação para que os nutrientes do leite materno não sejam perdidos. Além disso, ele pode realizar testes laboratoriais nas amostras quando necessário.
  • Banco de sangue: O farmacêutico é responsável por coletar e armazenar o sangue doado, além de analisar amostras e verificar possíveis doenças antes da sua distribuição para pacientes que necessitam de transfusão.
  • Banco de sêmen: São responsáveis pelo armazenamento correto do sêmen dos doadores, para que ele possa ser utilizado futuramente por pacientes que desejam ter filhos.
  • Banco de órgãos: Realizam testes e procuram formas de armazenamento e conservação para que os órgãos possam ser transplantados com sucesso.
  • Biofarmácia: Estudam as propriedades físico-químicas dos princípios ativos utilizados em medicamentos.
  • Biologia molecular: Estudam as estruturas moleculares de um material específico (analisam as suas possíveis funções).
  • Bioquímica clínica: Os farmacêuticos são responsáveis pela análise de exames e ensaios laboratoriais (exemplo: hemograma).
  • Bromatologia: Responsáveis por analisar a composição e o estado de conservação dos alimentos, além das suas propriedades (valor calórico e nutricional).
  • Citologia clínica: A especialização foi criada para que os profissionais da área sejam qualificados para exercer a coleta e a interpretação de exames da forma correta.
  • Citopatologia: Estudam possíveis doenças com o auxílio do microscópio, avaliando as estruturas das células disponibilizadas em amostras.
  • Citoquímica: Estudam as composições químicas das células, além dos seus processo biológicos.
  • Controle de qualidade e tratamento de água, potabilidade e controle ambiental: Procuram estabelecer padrões de qualidade e analisam a água utilizada para consumo humano.
  • Controle de vetores e pragas urbanas: Estabelecem normas para impedir a disseminação de pragas, a partir da análise de possíveis formas de controle.
  • Cosmetologia: Se dedicam ao desenvolvimento e pesquisas para a comercialização de produtos cosméticos.
  • Exames de DNA: Realizam análises de amostras para definir a paternidade (descobre o pai/mãe biológico).
  • Farmacêutico na análise físico-química do solo: Realizam análises de amostras coletadas diretamente do solo.
  • Farmácia antroposófica: Utilizam terapias alternativas, como a fitoterapia e a homeopatia.
  • Farmácia clínica: Se preocupam em utilizar de forma correta os medicamentos administrados aos pacientes.
  • Farmácia comunitária: Costumam atuar em postos de saúde.
  • Fracionamento de medicamentos: Responsáveis por fabricar medicamentos que podem ser vendidos em doses unitárias.
  • Farmácia dermatológica: Manipulam medicamentos específicos para questões dermatológicas.
  • Farmácia homeopática: Manipulação de substâncias utilizadas na homeopatia.
  • Farmácia hospitalar: Prestam assistência aos pacientes hospitalizados.
  • Farmácia industrial: São responsáveis pelas diferentes etapas de produção dos medicamentos em escala industrial (legislação, registro, etc).
  • Farmácia magistral: Produzem diferentes fórmulas para a manipulação de medicamentos.
  • Farmácia nuclear (radiofarmácia): É um local especializado em materiais nucleares. É lá que ocorre o preparo de radiofármacos, produtos utilizados para diagnosticar e tratar o câncer.
  • Farmácia oncológica: É o local que vende produtos que serão utilizados por pessoas que sofrem de câncer dos mais diversos tipos.
  • Farmácia pública: São as farmácias disponibilizadas pelos municípios, governo estadual e também federal.
  • Farmácia veterinária: Esse ramo é relativamente novo. Ele permite a manipulação de medicamentos para os animais.
  • Farmácia-escola: Foi criado para facilitar o acesso da população aos medicamentos. Principalmente à população de baixa renda, pois os medicamentos genéricos, similares e correlatos são vendidos com preço abaixo do normal.
  • Farmacocinética clínica: Tem como função aplicar os conceitos da farmacocinética na parte clínica monitorando os medicamentos. O objetivo é otimizar a farmacologia mantendo a concentração plasmática dos medicamentos dentro das concentrações terapêuticas.
  • Farmacoepidemiologia: É a junção de farmacologia e epidemiologia. É o estudo das reações adversas dos medicamentos na população após a comercialização dos mesmos.
  • Fitoterapia: Busca a prevenção, tratamento e cura de doenças com o uso de plantas.
  • Gases e misturas de uso terapêutico: São gases e misturas utilizados na composição da anestesia.
  • Genética humana: Faz parte do diagnóstico realizado por técnicas moleculares.
  • Gerenciamento de resíduos dos serviços de saúde: É papel do farmacêutico cuidar dos materiais descartados para que não haja contaminação do meio ambiente.
  • Hematologia clínica: É o papel do farmacêutico estudar a bioquímica do sangue para desvendar doenças.
  • Hemoterapia: É a ciência que estuda o tratamento de doenças utilizando o sangue humano.
  • Histopatologia: Procuram definir se a histologia está normal ou com alguma doença.
  • Histoquímica: É o estudo da constituição de células e tecidos.
  • Imunocitoquímica: São técnicas que utilizam anticorpos para identificar células que fazem o papel de antígenos nos tecidos.
  • Imunohistoquímica: Consiste em uma reação de anticorpo e antígenos que ocorre no tecido analisado, marcando a reação com corante.
  • Imunologia clínica: Possui o papel de investigar e orientar o paciente no diagnóstico através dos resultados de exames de laboratório.
  • Imunopatologia: É o estudo das reações imunitárias do organismo associadas a doenças.
  • Micologia clínica: É o ramo que estuda os fungos microscópicos capazes de causar doenças em pessoas e animais.
  • Microbiologia clínica: É o estudo dos principais agentes microbianos causadores de doenças infecto-contagiosas em humanos.
  • Parasitologia clínica: É a identificação de parasitas.
  • Saúde pública: Atua em farmácias dos postos de saúde, ambulatórios e hospitais.
  • Toxicologia clínica: É a área que aborda o dignóstico e a prevenção de intoxicações causadas por substâncias existentes na água, nos medicamentos, alimentos e até mesmo no ar.
  • Toxicologia ambiental: É a área que atua no estudo de ambientes intoxicados.
  • Toxicologia de alimentos: É a ciência que estuda os efeitos nocivos decorrentes das interações de substâncias químicas com organismo, sob condições específicas de exposição.
  • Toxicologia desportiva: É a área que desvenda casos de doping ou ainda o uso abusivo de substâncias por atletas.
  • Toxicologia farmacêutica: É a área que estuda as relações de fármacos e medicamentos no organismo humano ou animal.
  • Toxicologia forense: É a área que atua investigando mortes causadas por produtos químicos, overdoses e outros tipos de morte.
  • Toxicologia ocupacional: Estuda a toxicologia causada nos locais de trabalho e nos trabalhadores.
  • Toxicologia veterinária: É o estudo de de substâncias tóxicas que afetam a alimentação e também os animais.
  • Vigilância sanitária: Responsável pelas normas para a vigilância sanitária. Os farmacêuticos devem realizar a fiscalização dos locais.
  • Virologia clínica: Identificação e detecção de vírus que causam diversas doenças para a população.

 

Parabéns a todos os profissionais que atuam na área de farmácia e muito obrigado por ajudarem a cuidar do nosso bem-estar!

Fontes: Atuação do Farmacêutico/ Decreto 85878 de 7 de abril de 1981. Site Conselho Federal de Farmácia.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie o conteúdo!)
Loading...

Faça um comentário:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui