Anelise Wickert (Minuto Saudável)
29/03/2019 16:50

Maus-tratos na infância podem causar depressão na fase adulta

Um estudo descobriu que o estresse na infância causado por condições de maus-tratos pode alterar a estrutura do cérebro. Essa alteração, ocorrida nos anos iniciais da vida, pode levar à depressão na fase adulta.

O levantamento, feito na Alemanha, foi publicado no jornal The Journal of Health. Ao todo, dados de 110 pacientes com depressão foram analisados.

Posteriormente, esses pacientes foram acompanhados por 2 anos e a pesquisa levou aproximadamente 8 para ser concluída.

Junto com as observações clínicas, os cientistas também estudaram a ressonância magnética e a experiência de maus-tratos durante a infância.

Ao final da pesquisa, 35 participantes estavam livres da depressão, enquanto 75 tiveram maior chance de ter recaídas depressivas durante o anos de estudos.

Nesses, foi observada a prevalência significativa de traumas decorrentes de maus-tratos enquanto eram crianças.

Além disso, as ressonâncias indicavam que esses 75 pacientes tiveram uma redução da superfície cortical (região do cérebro responsável pelas respostas psíquicas, por exemplo uma cena de imaginação).

Leia mais: Mídias sociais aumentam sintomas de depressão em adolescentes

Depressão e os impactos à saúde

A depressão é um transtorno que afeta cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo, de acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

Os principais sintomas da depressão são:

  • Cansaço: é comum que pessoas que estão com depressão tenham menos energia. Com o tempo, elas sentem que não conseguem nem levantar da cama;
  • Perda ou ganho de peso: ganhar ou perder cerca de 5% do peso normal em um período curto de tempo (em torno de um mês) sem estar fazendo dieta pode ser resultado de alterações emocionais;
  • Sono alterado: esse sintoma varia entre os dois extremos, algumas pessoas sentem insônia e têm dificuldades para dormir e outras apresentam hipersonia, ou seja, dormem por muito tempo;
  • Sentimento de culpa ou inutilidade: pensamentos de baixo autoestima, falta de autocuidado e pessimismo são frequentes em pessoas deprimidas. Falta de interesse e perda da vontade de fazer atividades que antes eram prazerosas também são sinais de alerta.

O tratamento da depressão envolve terapia psicológica (individual ou em grupo) e, quando necessário, medicamentos antidepressivos. Quanto antes o tratamento for iniciado, maior a chance de recuperação do paciente.


Se você ouvir, ver ou presenciar qualquer tipo de maus-tratos ou atitude que viole os direitos da criança, como violência física, sexual, moral, abandono ou trabalho infantil, denuncie. Disque 100 (a ligação é anônima).

Fonte: Health Day

18/04/2019 14:57

Anelise Wickert (Minuto Saudável)

Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*