Velcade é um medicamento pertencente a um grupo de remédios chamados de citotóxicos. Mas o que isso significa? 

O grupo de substâncias citotóxicas são capazes de causar a morte das células que apresentam um comportamento anormal de replicação acelerada, como das células cancerosas.

Assim, estes medicamentos podem ser opções quando outras terapias não são possíveis ou não demonstram resultados efetivos. Entre as opções está o Velcade:

O que é Velcade?

Velcade é um medicamento de referência, apresentado em pó para ser diluído. Sua aplicação pode ser feita por via intravenosa (na veia) ou subcutânea (injeção abaixo da pele). 

É usado para o tratamento de adultos com câncer de medula óssea (mieloma múltiplo) e que não tiveram tratamento prévio ou receberam outros tratamentos que não tiveram os efeitos desejados.

Em geral, os(as) pacientes apresentam alguma resposta de melhora cerca de 1 mês e meio após o início do tratamento. 

Entre um e outro ciclo de tratamento com Velcade deve haver um período mínimo de 6 meses, sempre conforme orientação médica. 

Assim, se foi feito um tratamento entre janeiro e março e por indicação médica houve a ruptura, para iniciar novamente o consumo de Velcade (retratamento), deve-se esperar pelo menos até outubro. 


Velcade pode sofrer interação medicamentosa com anticonvulsivantes que são à base de fenitoína e fenobarbital. Ou seja, esse medicamento pode ter seu efeito reduzido ou anulado se for tomado juntamente com remédios feitos com essas substâncias para controlar convulsões.   

Por isso, é importante informar o médico ou médica se você faz uso de outros medicamentos. 

Esse medicamento também não deve ser administrado às pessoas que possuem alergia ao Bortezomibe (princípio ativo de Velcade), ao Boro ou ao Manitol

Para que serve Velcade? 

Velcade é usado no tratamento de adultos com mieloma múltiplo que receberam ou não tratamento prévio para a condição. Conforme a bula, o medicamento pode ser usado isolado ou em combinação com melfalana, prednisona, dexametasona e talidomida de acordo com cada condição.

Saiba um pouco mais sobre a doença que Velcade trata: 

Mieloma múltiplo

Mieloma múltiplo é um tipo de câncer que se manifesta na medula óssea (um tecido que preenche a cavidade interna de alguns ossos, responsável pela produção de células de sangue). 

Esse tumor maligno pode crescer e afetar a região da medula óssea, impactando em outras áreas do corpo também.

Os principais sintomas dessa doença são: 

  • Lesões ósseas; 
  • Dor intensa; 
  • Fraqueza muscular; 
  • Redução da produção das células sanguíneas (glóbulos vermelhos e brancos, plaquetas); 
  • Insuficiência renal; 
  • Dificuldade para produzir anticorpos; 
  • Perda de peso; 
  • Confusão mental.   

O diagnóstico é feito por um(a) médico(a) com base no relato do(a) paciente sobre os sintomas e com o auxílio de exames como o hemograma e a eletroforese de proteínas

Via de administração: Velcade é de uso subcutâneo?

Segundo a bula do medicamento, ele pode ser administrado por via subcutânea (injeção) ou intravenosa (em forma de soro). O remédio não deve ser aplicado por via intratecal (injeção na medula óssea). A aplicação de Velcade sempre deve ser feita com auxílio da equipe médica.  

Quando é aplicado de forma subcutânea, geralmente é na coxa ou no abdômen. 

Se as injeções forem frequentes (a cada 72 horas), é necessário fazer um rodízio entre os lugares de aplicação. Isso para evitar dores e hematomas no local.

Qual a posologia indicada na bula?

A posologia ideal de Velcade deve ser orientada por profissionais em medicina, conforme o quadro de cada paciente. As dosagens podem variar de acordo com o diagnóstico e combinação, ou não, de outros medicamentos.

Geralmente, a administração ocorre entre 1 e 2 vezes por semana, com um intervalo mínimo de 72 horas entre as aplicações da dose.  

Depois de algumas semanas nesse esquema, há um período de”descanso”, ou seja, não há administração do medicamento. A posologia pode ser ajustada, caso seja necessário, sempre de acordo com a avaliação clínica.

Quais os efeitos colaterais (reações adversas) mais comuns?

As reações mais comuns são diarreia, enjoos, vômitos, cansaço, fraqueza, anemia, prisão de ventre, dores abdominais, febre, infecções no sistema respiratório, desidratação, redução do apetite e tosse

Em casos muito comuns (mais de 10% dos pacientes), esse medicamento ainda pode provocar: 

  • Insônia;
  • Falta de ar;
  • Pressão baixa;  
  • Ansiedade; 
  • Enjoos; 
  • Dor nas extremidades do corpo; 
  • Erupções na pele; 
  • Anorexia; 
  • Visão turva; 
  • Trombocitopenia (diminuição do número de plaquetas). 

Já entre 1% e 10% dos casos (situações comuns), Velcade pode causar: 

  • Aceleração dos batimentos cardíacos (taquicardia);  
  • Refluxo intergastrinal;
  • Dificuldade para mastigar e engolir; 
  • Sonolência; 
  • Dor no peito; 
  • Doenças respiratórias (como pneumonia e bronquite); 
  • Variação da quantidade de açúcar no sangue (podendo aumentar ou diminuir); 
  • Desmaios;
  • Urina com sangue; 
  • Insuficiência renal; 
  • Sangramento nasal; 
  • Coceira ou vermelhidão na pele. 

Em situações incomuns, os sintomas manifestados incluem: 

  • Audição reduzida; 
  • Feridas na língua; 
  • Presença de sangue em vômitos;  
  • Parada dos movimentos intestinais (íleo paralítico); 
  • Inflamações nas veias sanguíneas (flebite); 
  • Hepatite; 
  • Convulsões; 
  • Perda do paladar; 
  • Dificuldade e incômodo para urinar; 
  • Tosse com sangue (hemoptise); 
  • Hemorragia no cérebro; 

 Nos casos raros, os efeitos colaterais registrados são: 

  • Surdez; 
  • Cegueira; 
  • Inflamação do intestino (colite isquêmica); 
  • Infecção generalizada (choque séptico); 
  • Síndrome de Sweet;
  • Formação de coágulos. 

Quando a aplicação de Velcade for por via intravenosa (aplicação na veia), pode haver sintomas como alteração da percepção de calor e frio, sensação de queimação, dores, fraquezas, dormência nos membros, pressão baixa e desconforto. 

Bortezomibe faz parte do MOC?

Sim. O Bortezomibe (princípio ativo de Velcade) pertence ao Manual de Oncologia Clínica do Brasil (MOC), que traz diretrizes e atualizações sobre diagnóstico e tratamento para doenças, como o mieloma múltiplo.

Bortezomibe é um fármaco antineoplásico, ou seja, é manipulado para destruir células malignas ou doentes e, assim, evitar o desenvolvimento de tumores. 

Ele pode ser utilizado combinado com outras substâncias ou como monoterapia (na qual se administra somente Bortezomibe). 

Qual o preço de Velcade?

Os preços de Velcade podem variar conforme a região do país. 

De forma geral, o medicamento de 3,5mg com 1 ampola com pó para solução de uso intravenoso custa a partir de R$4.515,00. 

Como fazer um orçamento de Velcade? 

Quer economizar na hora de comprar seus medicamentos? A dica é velha, mas vale ouro: faça uma pesquisa comparando várias redes de farmácias ou drogarias. 

Para fazer um orçamento ou então solicitar a compra desse medicamento pela Justiça, você pode contar o apoio da Assessoria do Consulta Remédios. 

Basta acessar o link, preencher o cadastro com seus dados e em algumas horas, nossa equipe vai te mandar um orçamento exclusivo com o preço de pelo menos 3 lugares de compra.  


Velcade é um medicamento indicado para o tratamento de câncer de medula óssea. 

Com a sua administração é por via intravenosa ou subcutânea, é importante que sempre haja supervisão médica. 

A redação do Minuto Saudável traz outras informações sobre remédios. Acompanhe a nossas postagens!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.