Zumba emagrece? Saiba como a aula ajuda a perder peso

0

Adotar a prática regular de atividades físicas traz benefícios à saúde e promove o bem-estar, mas um dos maiores motivadores para quem vai à academia é reduzir algumas medidas e conseguir melhorar a estética corporal.

Os motivos são apontados em artigos publicados na Revista Brasileira de Ciência do Esporte e, também, por levantamento das academias, que veem a forma física como um dos principais desejos entre os alunos que fazem a matrícula.

A princípio, sim, a Zumba é uma aula com grande gasto energético, que envolve todo o corpo e trabalha músculos e movimentos integrados.

Se o objetivo maior for perder peso, quem aliar ou manter uma alimentação equilibrada com 2 ou 3 aulas de Zumba por semana provavelmente vai notar que em 15 dias a balança já mostra até 1 quilo a menos.

Mas é preciso lembrar que cada organismo tem um processo diferente e o emagrecimento pode ser mais acelerado ou mais lento, conforme os hábitos alimentares, a intensidade da atividade e o metabolismo do aluno.

Então qual a vantagem de preferir Zumba a outras modalidades ou à corrida na esteira, por exemplo?

A aula é uma modalidade de dança que, em geral, trabalha coreografias, passos e músicas diferentes. Isso faz com que o aluno não se sinta repetindo a atividade.

Como o exercício é em grupo, a motivação (pelo professor e pelos outros alunos) é maior, fazendo com que a desistência ou a fuga da aula seja menor.

PUBLICIDADE

Um dos fatores mais apontados pelos adeptos à Zumba é que, por se tratar de uma dança, a aula não aparenta ser uma prática aeróbica, mas sim uma atividade divertida e prazerosa.

Uma recente pesquisa realizada pela empresa americana de segmento médico, Orlando Health, apontou que há um fator importante no processo de emagrecimento e que, muitas vezes, é negligenciado pelas pessoas e profissionais de educação física: o fator emocional.

Lembra que emagrecer é uma tarefa multifatorial? Muitas vezes não basta adequar a alimentação e inserir atividades físicas na rotina, pois aspectos ambientais, metabólicos e emocionais estão muito envolvidos com a manutenção de peso.

Ou seja, se você praticar uma atividade física que não seja agradável — aquela história de se sentir obrigado a ir à academia —, provavelmente a redução de peso vai ser bem mais lenta e mais custosa.

Porém, se a atividade for prazerosa, além de se tornar mais simples manter a rotina de atividades, a satisfação gerada durante o exercício promove uma série de melhorias fora da academia.

No estudo realizado pela Orlando Health, percebe-se uma relação entre o conforto emocional, o bem-estar e a satisfação, com a alimentação mais equilibrada.

É mais ou menos assim: mesmo que você gaste muitas calorias correndo na esteira, se a atividade te deixar frustrado ou entediado, há uma tendência de buscar na alimentação a recompensa para este estado emocional. No final, você acaba comendo mais e, muitas vezes, sem nem perceber.

Agora pense que se a aula for agradável, envolvente e, de quebra, reduzir até mil calorias por hora, sem soar como uma obrigação ou um sacrifício, os alunos irão ver as medidas reduzirem de maneira saudável — física e mentalmente.

Leia mais: O que é Pilates, para que serve, benefícios, exercícios, emagrece?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe o seu comentário, nos preocupamos com sua opinião:

Por gentileza, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.