Fumar, beber, praticar exercícios físicos de maneira excessiva – alguns hábitos são difíceis de serem abandonados por algumas mulheres depois de descobrirem que estão grávidas. Seja um costume ou uma obsessão, eles podem causar até aborto.

Pintar o cabelo ou tomar medicamentos aparentemente inofensivos são algumas das atitudes que, a princípio, não parecem causar problemas. Esse fato faz com que inúmeras mães continuem com esses costumes mesmo depois de grávidas, o que pode trazer riscos a criança. Para mudar os hábitos muitas vezes é necessário entender o que eles causam a saúde, tanto da mãe quanto do bebê.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Exagerar nos exercícios físicos

Praticar atividades físicas é bom para qualquer idade e estilo de vida, e para as gestantes não é diferente. Com a prática há a prevenção da diabetes gestacional, sobrepeso e também aumenta a chance de que haja parto normal. O lado negativo não é a atividade em si, mas sim o seu excesso. O exagero na prática dos exercícios pode causar alterações hormonais e metabólicas, as quais dificultam a concepção do bebê.

Fumar

A mãe que fuma corre o risco de conceber o bebê prematuramente, além de aumentar as chances de a criança nascer com baixo peso, ou ocorrer o descolamento da placenta. Em relação a mãe pode ocorrer trombose venosa profunda.

Exames

O pré-natal é essencial durante a gestação, contudo realizar muitos exames, além do aconselhado pelo médico, não é recomendado. A radiação presente em inúmeros exames pode causar problemas no desenvolvimento do bebê.

Escova progressiva

O formol, encontrado na maioria dos tratamentos capilares que envolvem químicas, é uma substância altamente cancerígena. A utilização de qualquer química utilizada no cabelo deve ser adiada.

Consumir alimentos crus

O problema está relacionado ao risco de intoxicação alimentar. Essas infecções podem levar ao aborto e a má formação do feto.

Medicamentos

Aparentemente inofensivos, medicamentos que tratam problemas como acnes (que contém ácido retinóico e isotretinoína) podem ocasionar a malformação do feto. Outros que tratam complicações mais sérias também merecem atenção. É recomendado que o pediatra seja informado sobre todos os medicamentos tomados.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie o conteúdo!)
Loading...

Faça um comentário:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui