Amamentar é um processo natural para a espécie humana e para todos os outros mamíferos, pois isso garante a sua sobrevivência. O leite da mãe é a melhor fonte de nutrientes e o principal alimento para o filho recém-nascido.

Segundo o Ministério da Saúde, o leite materno é capaz de suprir sozinho as necessidades nutricionais da criança por, no mínimo,os primeiros seis meses de vida.

Ainda no segundo ano de vida, continua sendo uma importante fonte de nutrientes, especialmente de proteínas, gorduras e vitaminas.

O leite materno sofre alterações na sua composição conforme as necessidades do bebê, o tempo e a fase da mamada. Por esse motivo, pode ser considerado um alimento vivo.

Devido a isso, a extração e o armazenamento desse leite devem ser feitos de forma cuidadosa, para manter suas propriedades nutritivas e evitar que estrague.

As recomendações a seguir podem ser consideradas para o armazenamento do leite materno para seus filhos e também para mães que possuem leite excedente e querem fazer a doação para um banco de leite humano. Confira!

Como extrair o leite materno?

A retirada do leite materno pode ser feita de forma manual ou com uma bomba de sucção. Cada extração deve durar cerca de 10 a 15 minutos e deve ser feita a cada 2 ou 3 horas durante o dia e pelo menos uma vez à noite. Não é aconselhável ficar mais de 8 horas sem extrair o leite.

Confira as recomendações do Ministério da Saúde para extração do leite materno:


  1. Retire acessórios como anéis, pulseiras e relógios;
  2. Lave bem as mãos e antebraços com água e sabão;
  3. Lave as mamas apenas com água limpa;
  4. Seque bem as mãos e as mamas com papel toalha ou um pano limpo;
  5. Prenda os cabelos e coloque uma touca ou lenço;
  6. Já com o frasco preparado para o armazenamento, posicionado próximo ao seio, sente confortavelmente e procure ficar relaxada;
  7. A seguir inicie a massagem das mamas. Faça movimentos circulares com a ponta dos dedos em toda a aréola e em seguida, em toda a mama;
  8. Coloque o polegar acima da linha onde acaba a aréola e os dedos indicador e médio abaixo dela;
  9. Firme os dedos e empurre para trás em direção ao tronco; 
  10. Aperte o polegar contra os outros dedos com cuidado, até sair o leite e prossiga repetindo esse movimento;
  11.  Despreze os primeiros jatos ou gotas;
  12. Em seguida, abra o frasco e coloque a tampa sobre a mesa, com a parte interna voltada para cima;
  13. Retire o leite do peito com as mãos ou com bomba manual ou elétrica; 
  14. Após terminar a coleta, feche bem o frasco. 

Se o leite não for suficiente para encher o frasco, você pode completá-lo em outra coleta (no mesmo dia). No outro dia, comece com um novo frasco.

Deixe sempre um espaço de dois dedos entre a boca do frasco e o leite. 

Seguir essas recomendações é muito importante para preservar a qualidade do leite e não haver risco de contaminação.

Como armazenar o leite materno?

O leite materno, após ser extraído, deve ser armazenado em um recipiente adequado e com identificação, contendo informações como a data e horário da coleta. Se não for consumido nas próximas 2 ou 4 horas, deve ser refrigerado ou congelado.

Ele deve ser armazenado em recipientes esterilizados para não correr o risco de contaminação. A esterilização deve ser feita em água fervente por 15 a 20 minutos.

Após a esterilização, o recipiente deve secar naturalmente, com a abertura para baixo e em cima de uma toalha ou pano de prato limpo.

Quais são os recipientes indicados para guardar o leite?

Segundo alguns estudos, não há um consenso quanto ao recipiente mais adequado para o armazenamento do leite materno.

As opções podem ser vidro ou em recipiente de plástico (polipropileno).

O leite também pode ser armazenado na mamadeira comum esterilizada, desde que esteja bem vedada e com tampa.
Segundo o Ministério da Saúde, recipientes de vidro com tampa de plástico, devidamente esterilizados, também podem ser utilizados (como os de café solúvel ou maionese).

Existe também no mercado recipientes plásticos esterilizados para armazenar o leite de forma prática.

Quanto tempo dura o leite materno?

A durabilidade do leite materno pode variar de acordo com o local de armazenamento.

Além do recipiente adequado e esterilizado, o local da armazenagem (geladeira ou freezer) e a temperatura (ambiente ou refrigerada) vão estabelecer a duração do leite.

Se armazenado corretamente, o leite materno não perde as suas propriedades nutritivas. As recomendações são:

Em temperatura ambiente

O leite materno em temperatura ambiente, quando corretamente armazenado, pode durar por até 4 horas. Esse tempo vale também durante a mamada. 

Se o bebê começou a tomar o leite materno e não tomou tudo, esse mesmo leite ainda pode ser consumido em até 4 horas. Após esse tempo, o leite deve ser descartado.

Vale lembrar, que em estações do ano ou regiões mais quentes, esse tempo de duração pode ser menor. 

O mais indicado é que a criança consuma o leite imediatamente após retirado. Isso porque com o tempo há um aumento do risco de contaminação por microrganismos presentes no ambiente.

Refrigerado

O Ministério da Saúde recomenda que o leite materno cru (não pasteurizado), seja conservado em geladeira por até 12 horas.

Lembrando que ele deve estar em um recipiente adequado e esterilizado e armazenado corretamente na geladeira sem variação de temperatura.

Congelado

Já no congelador, a indicação do Banco de Leite Humano é armazenar por no máximo 15 dias.

O congelador não deve ser do tipo acoplado dentro da geladeira. O ideal é que o leite materno seja armazenado dentro do freezer e nunca deixado na porta, pois nesse lugar há uma variação maior na temperatura.

A indicação é que a temperatura de armazenamento em congelador seja em torno de -10ºC.

Como descongelar o leite materno?

Não deixe o leite materno descongelar em temperatura ambiente. O ideal é deixá-lo na geladeira para ser descongelado e logo após ser aquecido. 

Não é recomendado congelar o leite materno após ser descongelado. Use-o imediatamente e descarte o que sobrar.

Como aquecer?

O leite deve ser descongelado e aquecido no próprio frasco. Ele deve ser aquecido em banho-maria e agitado antes de ser oferecido à criança.

O Ministério da Saúde alerta que não é recomendável ferver, nem aquecer o leite no micro-ondas, pois esse tipo de aquecimento pode destruir fatores de proteção do leite materno.

O leite aquecido que não foi usado deve ser descartado.

Dicas de conservação do leite materno

Quando armazenado em recipiente adequado e armazenado corretamente, a conservação do leite materno é eficaz e mantém as propriedades nutritivas.

Mas para isso, algumas dicas para a conservação são importantes:

  • Higienize corretamente o recipiente de armazenamento;
  • Evite manter o frasco aberto após higienizado. Isso evita que caia qualquer tipo de sujeira e ele seja contaminado;
  • Não encha o frasco completamente. O ideal é deixar ao menos dois dedos sobrando. Isso evita que o leite entre em contato com a tampa e possa ser derramado ao abrir o recipiente;
  • Evite guardá-lo na porta da geladeira ou freezer. Esse local tem uma variação grande de temperatura, o que pode prejudicar a duração do leite;
  • Lembre-se sempre de colocar a data de retirada do leite nos potes. Isso evita que ele seja consumido após o prazo adequado de armazenamento.

O leite materno é o melhor alimento para o bebê e é essencial para que ele se desenvolva de forma saudável. Se extraído e armazenado de forma correta, pode ser oferecido ao bebê sem perder seus nutrientes.

Se quiser continuar recebendo dicas de gestação, aleitamento e saúde da mamãe e do bebê, continue acompanhando o Minuto Saudável.


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *