O que é Queloide?

A queloide ocorre devido ao crescimento excessivo do tecido cicatricial chamado colágeno, uma proteína que se desenvolve em torno da pele danificada e ajuda a ferida a selar. Esse tipo de cicatriz tende a ser maior do que a própria ferida original e pode acabar levando semanas ou meses para se desenvolver completamente.

As principais características da queloide são: grande espessura, endurecimento e cor avermelhada, além de poder apresentar coceiras e dor. Algumas queloides chegam a crescer até 30cm.

Os lugares mais propensos a desenvolver queloide são os ombros, costas e mamas, por serem áreas de maior espessura. Porém, também podem aparecer nas orelhas após a perfuração com brincos e piercings.

Índice — neste artigo você irá encontrar as seguintes informações:

  1. O que é queloide?
  2. Causas
  3. Grupos de risco
  4. Sintomas da queloide
  5. Como a queloide é diagnosticada?
  6. Diferença entre queloide e cicatriz hipertrófica
  7. Queloide tem cura? Qual o tratamento?
  8. Convivendo
  9. Complicações
  10. Prevenção

Causas

A maioria dos tipos de lesões cutâneas pode contribuir para desenvolver a queloide, como por exemplo:

  • Cicatriz de acne;
  • Queimaduras;
  • Cicatriz de varicela;
  • Piercing no corpo;
  • Arranhões e machucados;
  • Locais onde ocorreu uma incisão de cirurgia;
  • Locais onde ocorreu vacinação.

Ainda não existe um consenso dos médicos para entender exatamente o porquê das queloides se formarem, porém, acredita-se que pode estar relacionado a genética do indivíduo, ou seja, é mais provável que você venha a desenvolver queloides caso tenha herdado os genes dos seus pais.

Grupos de risco

Embora a queloide possa afetar qualquer tipo de pessoa, existem alguns grupos de risco que estão mais propensos a desenvolvê-la. São eles:

  • Pessoas afro-descendentes;
  • Pessoas que estão na faixa de idade entre 10 e 20 anos;
  • Pessoas com ascendência asiática e hispânica.

A queloide pode aparecer em pessoas tanto do sexo masculino quanto feminino, porém, é mais frequentemente notado em mulheres.


Sintomas da queloide

Os sintomas da queloide podem incluir:

  • Área do corpo que apresenta uma cor rosada ou vermelha;
  • Área grumosa da pele que geralmente está levantada;
  • Área que continua a crescer com o tecido cicatricial ao longo do tempo;
  • Mancha ou coceira da pele.

As queloides podem apresentar coceiras, porém, não são prejudiciais a saúde. Você pode vir a sentir um desconforto ou irritação quando entrar em atrito a pele com a roupa.

Pode acontecer também de você experimentar várias queloides pelo seu corpo, e o aspecto endurecido pode dificultar sua movimentação.

Como a queloide é diagnosticada?

O diagnóstico da queloide pode ser feito por um médico especialista, chamado dermatologista, ou por um clínico geral.

Porém, o médico pode não conseguir diferenciar a queloide de uma cicatriz hipertrófica, e com isso, decidir realizar uma biópsia de um pedaço da pele. Assim, é possível descartar outras doenças que ocorrem na pele e que podem confundir o diagnóstico, garantindo um tratamento adequado.

Diferença entre a queloide e a cicatriz hipertrófica

Tanto a queloide como a cicatriz hipertrófica são formas anormais da cicatrização da pele, pois levam ao aparecimento de cicatrizes grandes e que podem ser esteticamente incômodas.

A queloide pode demorar de 3 a 4 meses para aparecer e é uma cicatriz mais densa, com alto relevo e que tem uma cor mais avermelhada. Em pessoas que tem a cor da pele mais morena, a queloide também pode ser mais escura.

É comum na queloide haver coceira e dor na região lesionada, principalmente após as primeiras semanas onde a ferida foi realizada, entretanto, a principal característica da queloide é ela não se restringir apenas à área onde a pele foi lesionada. A queloide tende a “invadir” as áreas saudáveis da pele e ao redor da ferida, e pode continuar a se estender ao longo dos anos.

Já a cicatriz hipertrófica surge na área lesionada cerca de duas semanas depois. Nos primeiros meses, pode até ser grande e avermelhada, mas tende a permanecer apenas na área da pele que está ferida.

Outra grande diferença é que a cicatriz hipertrófica pode regredir com o tempo. Esse processo pode levar em torno de 1 a 2 anos, nos quais a cicatriz vai ficando cada vez mais fina e semelhante à cor da pele.

Queloide tem cura? Qual o tratamento?

Existem diversos tratamentos para a queloide. Eles podem variar de paciente para paciente e também com o tamanho da proporção da lesão.

Pomadas para queloide

Existem algumas pomadas indicadas para o tratamento da queloide que estão disponíveis no mercado. São elas:

Cicatricure

O produto é um gel cuja fórmula foi criada especificamente para melhorar visivelmente a pele com cicatrizes.

Cicatricure promete reparação da textura, diminuição e melhora da coloração da cicatriz. O preço médio gira em torno de R$ 45,00.

Skimatix

Tem um aspecto de gel e a sua coloração é transparente. O produto ajuda a manter o equilíbrio da umidade da pele, enquanto auxilia na manutenção da superfície a ser cicatrizada.

A promessa central é o alívio das coceiras e desconforto, além de ajudar a diminuir a descoloração da pele na área lesionada. Seu preço varia em torno de R$ 80,00.

Kelo-cote

Pode ser utilizada para prevenir formação de queloides em cirurgias, traumas ou queimaduras.

Deve ser utilizada na redução de cicatrizes quando o ferimento já estiver fechado. Pode ser encontrado por um preço médio de R$ 215,00.

Contractubex

O objetivo principal desta pomada é melhorar o aspecto da cicatriz, que pode ocorrer depois de queimaduras, amputações e intervenções cirúrgicas.

Pode ser utilizada tanto em queloides como em cicatrizes hipertróficas, que podem vir a causar a limitação do movimento. Seu preço médio é R$ 45,00.

Tratamentos estéticos

Além das pomadas, existem alguns tratamentos estéticos que também pode ser eficazes para queloide, são eles:

Peeling

Este tratamento consiste na aplicação de uma solução química sobre a pele que, ao entrar em contato com a mesma, ajuda a regenerar as camadas e a combater outras cicatrizes que possam vir a existir.

Injeção de cortisona

É o tratamento mais indicado para queloides que estão no início ou ainda são pequenas. Auxilia na diminuição da cicatriz e irritação, pois o medicamento é injetado diretamente na lesão com intervalos que podem variar entre quatro e seis semanas.

Criocirurgia

O tratamento é feito através do congelamento da lesão com nitrogênio líquido e ajuda a diminuir o tamanho da queloide, tornando-a mais lisa e deixando a protuberância menor. Entretanto, é importante ressaltar que este tratamento pode deixar a pele mais clara onde o medicamento foi aplicado.

Laserterapia

Esta terapia consiste em expor a pele a um laser que aquece sua camada superficial, a epiderme e a parte da derme.

O laser se move por toda a extensão da cicatriz e remove as camadas mais afetadas, fazendo com que as camadas mais naturais da pele fiquem expostas, o que diminui a protuberância e ajuda no clareamento da queloide.

Betaterapia

Este tratamento pode ser feito anteriormente a procedimentos cirúrgicos e em pessoas que já tem tendência a desenvolver a queloide. Aplica-se a radiação no local onde há a necessidade de desenvolver cortes para reduzir o risco de cicatrizes.

Tratamentos caseiros

Existem alguns tratamentos caseiros que podem ser feitos para prevenir e tratar o aparecimento das queloides, porém, é válido ressaltar que não existe nenhuma garantia de segurança ou comprovação dos reais benefícios desses tratamentos.

É recomendado ainda, que durante esses tratamentos, você evite exposição ao sol.

Pó de sândalo com água rosa

Faça uma pasta com esses dois ingredientes e aplique sobre a cicatriz durante todas as noites até que a cicatriz comece a se tornar menor.

Massagens

Massagear a queloide com alguns ingredientes, pode ajudar a reduzir a cicatriz. Esses alimentos são: suco de limão, mel, vinagre de maçã diluído em água ou óleos essenciais de calêndula.

Alimentação

É necessário que você fortaleça seu sistema imunológico através do consumo de alimentos ricos em vitaminas C e E, que agem diretamente na restauração da pele.

Convivendo

As queloides são difíceis de esconder por serem protuberantes, o que pode acabar causando incômodo estético. Por isso, é importante que você siga todas as recomendações médicas para que o tratamento tenha um resultado satisfatório.

A exposição ao sol pode causar escurecimento da cicatriz, por isso, evite ficar exposto por longos períodos no sol. Entretanto, caso seja realmente necessário a exposição solar, você pode cobrir a queloide com um curativo.

Como disfarçar a queloide com maquiagem

Além do tratamento, caso a queloide esteja te incomodando esteticamente, você pode cobrir a cicatriz com maquiagem, utilizando uma base com alta cobertura e um corretivo para disfarçar a imperfeição.

Ao aplicar a maquiagem para cobrir a queloide, não coloque produto em excesso, pois isso pode fazer com que a maquiagem fique com um aspecto de craquelada. Procure utilizar produtos de boa qualidade, que são a prova d’água e que tem uma cobertura total, com isso, uma camada dos produtos será o suficiente.

Caso julgue necessário, antes de começar a maquiagem, prepare sua pele com um primer ou um creme hidratante, para garantir que a maquiagem fique fixada por mais tempo.

É importante lembrar que as queloides que são muito protuberantes ou irregulares, são mais difíceis de disfarçar.

Complicações

As queloides não são um problema de saúde em si, porém, devido ao seu tamanho podem prejudicar a estética do paciente.

Quando são muito grandes, elas podem causar uma certa limitação de mobilidade nas áreas do corpo que foram afetadas. Além disso, podem, também, causar desconfortos, sensibilidade na região lesionada e irritação com o atrito causado pelas roupas.

Como prevenir a queloide?

Caso você tenha um histórico pessoal ou familiar de queloides, deve procurar evitar situações que possam gerar queloides.

Se você já teve ao menos uma vez queloide, o mais sensato a se fazer é evitar a implantação de piercings, principalmente em regiões da orelha e do nariz, que são as regiões mais sensíveis do corpo.


A queloide é um crescimento exagerado do tecido cicatricial chamado colágeno e, apesar de não trazer riscos à saúde, ela pode incomodar muitas pessoas quando se trata de estética. Por isso, compartilhe esse artigo para que todos os seus amigos saibam como tratar a queloide.


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.