Já faz alguns anos que somos bombardeados por fórmulas mágicas de emagrecimento, inúmeras dietas disso ou daquilo, além de pílulas milagrosas que te farão perder aqueles quilinhos a mais que você tanto deseja. Mas não se deixe enganar por essas falsas promessas do mercado e tenha em mente que quem te ajudará, em primeiro lugar, a emagrecer é você mesmo.

Sabemos que há várias pessoas que não conseguem atingir o objetivo que traçaram, mesmo seguindo a risca as instruções que lhe foram dadas. Mas já parou para pensar o porquê disso acontecer não apenas uma, mas duas, três, quatro vezes? Foi diante dessa questão que resolvemos esclarecer algumas coisas de uma vez por todas – 7 mais precisamente. E então, preparados?

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Índice neste artigo você irá encontrar as seguintes informações:

  1. Tenha atitude e força de vontade
  2. Veja se você não possui uma doença que pode dificultar o emagrecimento
  3. Se você faz uso de certos medicamentos, eles podem fazer com que você engorde
  4. Faça uso da fórmula Dieta + Prática de Exercício Físico
  5. Preze por uma boa qualidade de vida
  6. Não aposte em alimentos errados
  7. Não desista

1. Tenha atitude e força de vontade

Não basta apenas querer emagrecer, é preciso atitude e muita força de vontade. Para isso, é preciso um planejamento, com metas que você quer atingir, e um profissional para te orientar no passo a passo. Afinal, é essencial saber se você está com a saúde em dia e se não há nada que te impeça de realizar alguma atividade física ou ingerir algo que vá te prejudicar ao longo de toda a caminhada.

Portanto, antes de tudo, vá até um profissional de sua confiança – pode ser treinador físico ou nutricionista – e veja como serão os planos que você irá seguir, tanto o de dieta como o de exercícios.

2. Veja se você não possui uma doença que pode dificultar o emagrecimento

Às vezes, mesmo que você siga tudo o que lhe foi passado de maneira correta, aquela gordurinha localizada não vai embora. E isso porque você pode ter alguma doença que dificulte o seu emagrecimento.

Viu como é bom ir a um médico em primeiro lugar? Confira abaixo as principais doenças que afetam o seu organismo e impedem que você emagreça da forma adequada.

Problemas na tireóide

O hipotireoidismo é um distúrbio que afeta a glândula tireóide, localizada no pescoço, e reduz a produção de dois hormônios: o T3 e o T4. Quando há redução desses dois hormônios, o metabolismo de nosso organismo se torna mais lento do que o habitual, ou seja, você pode continuar se alimentando da mesma maneira de sempre, mas o corpo não gastará essa energia da mesma forma de antes.

Ovário policístico

Mulheres que possuem ovário policístico, normalmente produzem dois hormônios em excesso: a insulina e a testosterona. Infelizmente, os dois acabam causando o aumento de peso na pessoa. O primeiro por aumentar o apetite e a vontade de ingerir doces e, o segundo, por favorecer o acúmulo de gorduras no abdômen.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Problemas genéticos

Se você não possui nenhuma das duas doenças citadas acima e mesmo assim tem dificuldade extrema em emagrecer, considere o fato de que o problema pode ser genético.

Para comprovar se isso é verdadeiro ou não, é preciso fazer alguns testes genômicos, como o Painel Genômico de Nutrição e Resposta a Exercício, exame baseado em biologia molecular e que é feito para descobrir como a pessoa metaboliza açúcares, gorduras, nutrientes e vitaminas.

Intolerância alimentar

Considerada como uma das razões mais comuns que fazem o paciente não emagrecer da maneira como queria – e deveria –, a intolerância alimentar caracteriza-se pelo fato do corpo da pessoa não conseguir digerir certos alimentos, ocasionando reações química e inflamações no organismo, que dificultam o metabolismo. As intolerâncias atingem cerca de 25% a 30% da população e os lácteos são a grande maioria desse grupo.

Descontrole emocional

De acordo com especialistas, o estado psicológico de uma pessoa pode influenciar – e muito – em seu metabolismo. Abaixo, selecionamos 2 principais sentimentos que fazem você sentir mais vontade de comer.

Infelicidade

Quando a pessoa acha que a vida não está dando prazer a ela, a endorfina é produzida em menor quantidade e, sua falta, causa desejo por carboidratos e alimentos ricos em gorduras.

Estresse

Quando alguém passa por momento com altos níveis de estresse, o cortisol é produzido em maior quantidade, induzindo o acúmulo de gordura abdominal, perda de massa muscular e diminuição do gasto calórico. Tudo isso porque com o aumento do hormônio causa a necessidade de compensação da alteração com alimentos.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

3. Se você faz uso de certos medicamentos, eles podem fazer com que você engorde

Alguns medicamentos trazem, em suas fórmulas componentes que propiciam o ganho de peso à pessoa que os consomem. Os exemplos mais frequentes são a cortisona, encontrado em determinados medicamentos que tratam alergias e a bronquite, e hormônios usados em algumas pílulas ou injeções anticoncepcionais.

4. Faça uso da fórmula Dieta + Prática de Exercício Físico

É fato que começar uma dieta ou a prática de exercício físico é difícil, mas depois que a coisa anda, ninguém mais consegue parar. Mas é preciso entender que não basta fazer uma ou outra, essas práticas precisam ser feitas em conjunto.

Atente-se ao fato de não exagerar na hora de fazer a dieta e nem estipular metas impossíveis de serem alcançadas, como perder 5kg em uma semana. Então, nada de pular refeições ou comer apenas duas vezes ao dia, certo? O ideal é que mais refeições sejam feitas ao longo do dia, além de beber a quantidade de água indicada pelos médicos – 2 litros diários.

Com relação aos exercícios físicos, é preciso ter certeza de que você não possui nenhuma condição de saúde restritiva, como doenças cardíacas, para não se exercitar da maneira errada. Faça um check-up antes de dar início na academia e depois verifique quais são os exercícios mais indicados para você.

5. Preze por uma boa qualidade de vida

Como já mencionamos, o estado emocional de uma pessoa influencia bastante na hora de pensar em emagrecer. Portanto, para melhorar sentimentos ruins, como o estresse e o cansaço, basta seguir uma dica bem simples: dormir adequadamente.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Com um sono de má qualidade, o GH, um dos hormônios de crescimento, abaixa e causa fadiga e aumento do cortisol no organismo. O cortisol, como já explicado, é o hormônio que ocasiona o estresse. E, aí, aquele ciclo se repete: por conta da falta de dormir, o corpo quer compensar o estresse com altas doses de glicemia, o que faz com que você ingira doces e alimentos gordurosos.

6. Não aposte em alimentos errados

Por mais que a intenção em emagrecer seja boa, algumas pessoas acabam substituindo alguns alimentos por outros piores ainda. Pior no sentido que eles não ajudam em nada no processo de emagrecimento. Confira 5 deles abaixo.

Chocolate diet

O chocolate diet é indicado apenas para as pessoas que não podem ingerir açúcar de forma alguma. Mas, se você não possui essa restrição, não se engane: o que o chocolate não traz de açúcar, traz em gordura. Dê preferencia ao chocolate amargo, pois contém menos calorias e maio concentração de cacau.

Refrigerante zero

Se olhar a composição dos refrigerantes que são zero calorias, você irá perceber que eles possuem uma quantidade muito maior de sódio do que os normais. E o sódio, quando consumido em grande quantidade, retém líquidos e prejudica no emagrecimento.

Granola

Não é porque o alimento é saudável que você pode ingeri-lo numa grande quantidade e um exemplo dessa máxima é a granola. Ela é indicada como parte de uma alimentação saudável sim, mas seu consumo deve ser feito com moderação.

Café

Se você é daqueles que são viciados em café, vá com calma – ainda mais se ele for adoçado com açúcar. Tente reduzir o consumo da bebida e evitar adoçá-lo com açúcar.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Sopa pronta

Por mais que essas sopas garantam poucas calorias em sua composição, elas podem possuir uma grande quantidade de sódio – assim como os refrigerantes zero. A consequência você já sabe, né? Então, prefira as sopas preparadas em casa. Além de serem mais saborosas, possuem nutrientes provindos dos ingredientes usados nela.

7. Não desista

Todo mundo sabe que existem bons e maus dias e com você isso não será diferente. Alguns dias vão ser mais difíceis de se recusar aquela pizza tentadora, mas em outros você vai estar disposto até a fazer mais exercícios do que o habitual – mas com moderação, é claro. Portanto, não desista de todo o esforço que teve até então. Pense que, mesmo que o resultado seja pequeno, você está cada vez mais próximo de sua meta final.


Tem mais alguma dica para compartilhar com a gente? Escreva nos comentários que nós iremos ter o prazer de ler e aprender um pouquinho mais!

Referências

https://www.verywell.com/reasons-its-hard-to-lose-weight-1231540
http://saude.terra.com.br/dietas/confira-habitos-que-dificultam-a-perda-de-peso,0548c3aaf551c310VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html
http://saude.ig.com.br/bemestar/voce+se+cuida+e+nao+consegue+emagrecer/n1237796669401.html
http://sites.uai.com.br/app/noticia/saudeplena/noticias/2014/01/28/noticia_saudeplena,147333/voce-faz-dieta-exercita-se-mas-nao-consegue-emagrecer-problema-pode.shtml
http://blogdamimis.com.br/2015/02/23/10-erros-que-atrapalham-o-emagrecimento/
http://mundoconectado.net/bem-estar/saude/5-alimentos-que-dificultam-seu-emagrecimento/

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie o conteúdo!)
Loading...

Faça um comentário:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui