Breno H. M. (Minuto Saudável)
19/03/2018 08:00

Furúnculo: o que é, remédios, tratamentos caseiros, sintomas e mais

O que é furúnculo?

Furúnculos são infecções de pele que afetam o folículo piloso e frequentemente são causados pela bactéria Staphylococcus aureus. Mostram-se como um nódulo avermelhado, quente e endurecido e com pus presente. Costuma ser pequeno, mas seu tamanho varia de acordo com a profundidade da infecção.

A diferença entre um furúnculo e uma foliculite é que, além do folículo, o furúnculo afeta o tecido subcutâneo nos arredores do folículo.

É comum que a bactéria se manifeste em regiões pilosas úmidas e com atrito, além de partes gordurosas da pele, o que facilita o bloqueio dos folículos capilares.

O furúnculo costuma ser benigno e não apresentar problemas, desaparecendo no decorrer de alguns dias, mas pode causar complicações, especialmente quando seu manuseio é inadequado.

Índice — neste artigo você encontrará as seguintes informações:

  1. O que é furúnculo?
  2. Tipos
  3. Causas
  4. Transmissão
  5. Grupos de risco
  6. Sintomas
  7. Como é feito o diagnóstico?
  8. Tem cura?
  9. Qual o tratamento?
  10. Tratamentos caseiro
  11. Medicamentos
  12. Lugares comuns
  13. Prognóstico
  14. Complicações
  15. Como prevenir
  16. MSRA

Tipos

Furúnculos não possuem necessariamente tipos, mas algumas situações podem ocorrer em que eles recebem nomes diferentes.

Carbúnculo

O furúnculo pode afetar regiões com vários folículos capilares próximos e infectar vários deles. A nuca é um alvo frequente deste tipo de infecção múltipla que passa a ser chamada de carbúnculo, em que diversos furúnculos formam uma massa só, bastante dolorosa, cheia de pus e necrose.

Furunculose

A furunculose é caracterizada por diversos furúnculos em lugares diferentes ou por furúnculos recorrentes em um paciente. Pode ser causada ao se coçar um furúnculo e transportar as bactérias para outro lugar do corpo, ou por um sistema imunológico enfraquecido.

Causas

A principal causa do furúnculo é a infecção por Staphylococcus aureus. A bactéria vive na pele humana e, quando fica apenas na pele, não causa problemas, mas qualquer corte e ferimento de pele (mesmo a picada de um mosquito) abre caminho para que ela entre.

Apesar de parecidos, furúnculos não são espinhas, mas como espinhas causam feridas na pele, elas podem servir de caminho para que a bactéria infeccione o folículo e cause o furúnculo.

Transmissão

Apesar de o furúnculo em si não poder ser transmitido, a bactéria pode. Staphylococcus aureus possuem colônias na pele de aproximadamente 15% da população. Elas podem ser transmitidas no contato com a pele, especialmente as mãos.

Normalmente ela encontra dificuldades em colonizar a pele de outra pessoa por conta da competição por alimento com outras bactérias presentes na pele, mas se conseguir encontrar uma ferida, ela pode causar a infecção.

Recomenda-se lavar as mãos com frequência e atenção para evitar a infecção.

Grupos de risco

Algumas pessoas estão no grupo de risco para o furúnculo. São elas:

Diabéticos

Devido a problemas de circulação, a resposta a infecções bacterianas do corpo de portadores de diabetes é mais lenta, o que facilita a ação de bactérias. A quantidade de açúcar no sangue serve de alimento para elas, que se proliferam de maneira mais efetiva. No geral, diabéticos estão mais suscetíveis a infecções bacterianas.

Portadores de HIV

Devido aos problemas imunitários causados pelo HIV, infecções bacterianas conseguem se espalhar com maior facilidade no corpo dos portadores da doença.

Usuários de drogas injetáveis

As injeções abrem feridas em que as bactérias podem entrar. Normalmente, os usuários de drogas injetáveis não seguem padrões de higiene para evitar infecções e por isso eles estão no grupo de risco para o furúnculo.

Obesos

A obesidade reduz a imunidade do corpo, facilitando a ação de bactérias.

Baixa imunidade

Qualquer condição ou situação que reduza a força do sistema imunológico de uma pessoa a torna mais vulnerável a infecções bacterianas como furúnculos.

Acne

A acne causa aberturas na pele por onde as bactérias que moram nela podem entrar com facilidade.

Sintomas

Abcesso

O principal sintoma de furúnculos é o abscesso na pele. Abscessos são acúmulos de pus causados por infecções. São nódulos dolorosos, avermelhados, inchados, endurecidos e que possuem o centro amarelado, o que indica a presença de pus.

Frequentemente o nódulo se rompe sozinho e a dor passa. Ela também passa imediatamente nos casos em que o abscesso é aberto cirurgicamente.

Coceira

A pele ao redor do furúnculo pode coçar. Evite coçar, já que isso pode ajudar a espalhar a bactéria, tranformando o caso isolado em uma furunculose.

Carbúnculos

Carbúnculos apresentam uma dor consideravelmente maior e precisam ser tratados cirurgicamente para a limpeza do tecido necrosado.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico pode ser feito pelo médico dermatologista a partir de observação clínica, porém, para que haja o diagnóstico diferencial (que busca confirmação para evitar confusões com condições parecidas), um exame de cultura bacteriana pode ser feito, buscando a certeza de que tipo de bactéria está causando a infecção.

Tem cura?

Sim, o furúnculo tem cura. É comum que ele nem precise ser tratado e que desapareça sozinho depois de alguns dias. Mesmo quando o tratamento é necessário, ele costuma ser simples e o paciente pode esperar a recuperação completa.

Qual o tratamento?

Normalmente, o furúnculo não precisa de tratamento. É comum que eventualmente a pele se rompa sozinha, liberando o pus, aliviando a dor e eliminando a infecção. Entretanto, em alguns casos, pode ser necessário o uso de antibióticos.

Drenagem

Nos casos de carbúnculo, drenagem cirúrgica pode ser necessária para a eliminação da infecção e da necrose.

Acelerar a drenagem espontânea

O uso de calor úmido, que pode ser aplicado através de uma toalha molhada com água quente, pode acelerar o processo de drenagem espontânea.

Não esprema!

É importante não espremer o furúnculo, pois isso pode piorar a infecção.

Furunculose

Nos casos de furúnculos recorrentes, o tratamento médico com antibióticos se torna necessário.

Tratamentos caseiros

A cura do furúnculo e pode ser acelerada e é possível reduzir as chances de ele se alastrar pelo corpo e para outras pessoas com alguns tratamentos caseiros. Lembrando que nem todos estes tratamentos são cientificamente comprovados e eles não substituem uma visita ao médico.

Sabonete antisséptico

O uso de sabonete antisséptico pode impedir que a infecção se espalhe, além de acelerar o tratamento do furúnculo. É importante lavar bem as mãos e a região afetada.

Compressas mornas

Compressas mornas e úmidas ajudam a aumentar a circulação na região, o que ajuda no processo de cicatrização e combate a infecção. Seque bem a região depois de aplicar a compressa, pois a umidade, se ignorada, pode colaborar com a multiplicação de bactérias.

Óleo de melaleuca

O óleo de melaleuca é considerado um poderoso antibacteriano que pode ser aplicado diretamente no furúnculo, de preferência diluído. Não existe comprovação científica desse remédio.

Medicamentos

Furúnculos costumam se resolver sozinhos e o uso de antibióticos em toda situação de infecção por Staphylococcus aureus apenas contribui para o desenvolvimento de resistência da bactéria.

Entretanto, em alguns casos, o tratamento antibiótico pode ser necessário. Estes são os medicamentos mais efetivos contra a bactéria:

Pomadas

Atenção!

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas neste site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Lugares comuns

Qualquer lugar do corpo que possua folículos pilosos pode ser afetado por furúnculos e isso significa quase todo o corpo. Porém, eles são mais comuns em algumas regiões como nas axilas, glúteos, rosto, coxas ou na região genital. Isso acontece pois estas regiões são mais propensas a exposição a umidade e gordura, além do atrito das roupas que cobrem a região.

Prognóstico

Desde que o paciente não estoure ou perfure o furúnculo, ele deve ser drenado naturalmente, sem a necessidade de fazer nada. É importante evitar o contato com o pus e, se houver contato, deve-se lavar as mãos imediatamente para impedir nova infecção.

Depois de o furúnculo se abrir naturalmente, ele cicatriza sozinho e pode deixar uma marca escura no local, mas não causará mais problemas.

O paciente pode esperar por recuperação completa da condição.

Complicações

Em geral, o furúnculo só causa complicações caso o paciente tente espremê-lo.

Estourar ou furar o furúnculo pode espalhar a bactéria, fazendo-a penetrar mais fundo e entrando na corrente sanguínea. Isso é um problema pois ela pode alcançar ossos e órgãos vitais como o coração. Isso pode levar a sepse, o que é uma condição de infecção generalizada extremamente perigosa.

Quando o furúnculo está perto dos ouvidos ou na região entre a boca e o nariz, chamada “zona perigosa”, é importante ir ao médico para que haja prevenção, já que nessas regiões passam veias que podem levar a bactéria ao cérebro caso ela entre na corrente sanguínea devido à pressão do aperto.

Como prevenir

A prevenção do furúnculo nunca é garantida, mas pode dificultar a infecção. Algumas dicas são:

Lavar as mãos

Lavar bem as mãos diminui as chances de a bactéria conseguir se espalhar pelo corpo. É a maneira mais eficaz de prevenir furúnculos e doenças bacterianas.

Não coce

Coçar um local onde há furúnculo pode ajudar a espalhar a bactéria para outras partes do corpo, causando furunculose.

Evite roupas justas demais

Roupas muito apertadas e que dificultam a eliminação de suor e umidade facilitam a multiplicação da bactéria na pele. Evitá-las torna mais difícil que as bactérias entrem em possíveis feridas.

Higiene

Capriche nos banhos e troque as roupas de cama com frequência. Isso dificulta a multiplicação bacteriana.

MSRA

A MSRA, Methicillin-Resistant Staphylococcus aureus, ou seja, Staphylococcus aureus resistente a meticilina é uma cepa da bactéria que é resistente a antibióticos do grupo das penicilinas.

A meticilina é um antibiótico do grupo das penicilinas que não é mais usado, pois outras penicilinas mais estáveis possuem o mesmo ou melhor efeito. Porém, a MSRA foi nomeada quando descobriram cepas da bactéria Staphylococcus aureus resistentes a meticilina. Hoje em dia, o nome é usado para cepas da bactéria resistentes ao grupo inteiro das penicilinas.

Esta bactéria não é mais agressiva do que a S. aureus normal, mas os meios de tratamento são reduzidos. Normalmente, esta cepa é encontrada em hospitais. Apesar de ela não ser mais perigosa para as pessoas do que a versão normal, por ser mais comum em hospitais, ela é perigosa para pacientes que podem ter seu sistema imunológico enfraquecido.


Furúnculos são infecções que, normalmente, são benignas e fáceis de evitar, mas causam dor e podem levar a problemas sérios casos manuseadas de maneira incorreta. Compartilhe este texto com seus amigos para que eles saibam mais sobre essa condição!

18/04/2019 17:37

Breno H. M. (Minuto Saudável)

Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Ver comentários

  • Ótima a explicação bem clara .e n fica dúvidas.

    Cancelar resposta

    Deixe uma resposta

    Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*

  • ótima explicação!!!

    Cancelar resposta

    Deixe uma resposta

    Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*

  • Minha sobrinha de três anos está com um furunculo dentro do nariz oq eu posso fazer pra ajudar..Já é uma região muito sensível?

    Cancelar resposta

    Deixe uma resposta

    Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*

    • Olá Noelia!

      Se o problema não se resolver sozinho dentro de alguns dias, é importante procurar um médico para que ele avalie a condição e indique o tratamento adequado, se necessário. Especialmente em crianças, esse acompanhamento é fundamental.

      Cancelar resposta

      Deixe uma resposta

      Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*

  • Oi se eu ja tive o furunculo ele pode volta no mesmo lugar?

    Cancelar resposta

    Deixe uma resposta

    Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*

    • Olá Marta!

      Sim, é possível, nada impede que furúnculos apareçam no mesmo lugar novamente. Isso é especialmente possível se houve necessidade de tratamento com antibióticos, mas o tratamento foi interrompido antes da hora, já que com isso as bactérias podem voltar a se reproduzir no mesmo lugar.

      Obrigado pelo comentário!

      Cancelar resposta

      Deixe uma resposta

      Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*

  • Minha filha de 3 anos esta com furunco no bumbum mais é mais de 6 o que eu faço para melhorar mais rápido ela não consegue sentar direito

    Cancelar resposta

    Deixe uma resposta

    Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*

    • Olá, Tiana!

      Especialmente no caso de crianças, é importante que você consulte um médico que possa indicar o tratamento mais adequado. Em casa, você pode fazer compressas mornas na região, a fim de aliviar a dor. Lembre-se que oferecer remédios sem a indicação de um profissional pode trazer riscos à saúde.

      Cancelar resposta

      Deixe uma resposta

      Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*