Nunca se falou tanto sobre cuidar da saúde. As pessoas voltaram a olhar para si, e parecem ter entendido que é importante o autocuidado em primeiro lugar.

Quando se fala disso, já vem à cabeça os hábitos alimentares. A ingestão de alimentos nutritivos e proteicos é de extrema importância para o bom funcionamento do nosso organismo.

É aí que entra o colágeno. Ele é uma proteína presente no organismo, que garante a integridade da estrutura dos tecidos do corpo humano. Pode ser encontrado nos alimentos ou ingerido em forma de suplemento alimentar.

Com o início da fase adulta, os níveis de colágeno produzidos naturalmente começam a diminuir. Quando as unhas e os cabelos começam a quebrar e cair, isso pode ser um sinal de falta da proteína. 

Nesses casos, o ideal é buscar a reposição através da alimentação ou suplementos, sempre indicados por um(a) especialista.

E o colágeno natural? Vamos falar um pouco mais a seguir sobre essa proteína tão importante e onde podemos encontrá-la.

O que é colágeno natural? 

O colágeno natural é uma proteína que está presente no nosso organismo e faz parte da estrutura dos diversos tecidos que o compõe. Ele tem a função de manter a firmeza dos músculos, pele, unhas, cabelos etc.

Ele corresponde a cerca de 30% das proteínas totais do organismo e pode ser encontrado nos tecidos conjuntivos como ossos, tendões, cartilagem, veias, pele, dentes, assim como nos músculos e córneas (estrutura dos olhos).


A reposição de colágeno natural pode ser através de alimentos e também de suplementos alimentares em pó ou cápsulas.

Mas vale lembrar que o colágeno natural é um pouco diferente do hidrolisado, que costuma ser mais comum quando o assunto é suplemento. 

O hidrolisado (tipo I) é considerado de baixo valor biológico por não conter todos os aminoácidos essenciais, já o colágeno natural (tipo II) é fabricado a partir de um processo não enzimático (realizado em baixa temperatura), o que garante a integridade da proteína.

Toda vez que nos movimentamos, o colágeno está nos ajudando. Ele é fundamental para o funcionamento das cartilagens, que protegem os ossos para que não sofram atrito ao mexer o corpo.

Além de ser uma proteína essencial, o colágeno ajuda também a manter a pele firme e com aparência mais jovem. Ou seja, ele é nosso melhor amigo.

O colágeno natural é o mais indicado para prevenir danos nas articulações e no tratamento de doenças como: osteoartrite e artrite reumatoide, pois ajuda a proteger e reconstruir o tecido cartilaginoso.

Benefícios do colágeno natural 

O colágeno natural é o componente que está presente nas nossas cartilagens. Por esse motivo, o próprio organismo o reconhece mais facilmente por ser uma forma mais pura da proteína.

Ela é essencial no tratamento de doenças como a osteoartrite e reumatismo. Pacientes com essas condições têm as cartilagens das articulações atacadas e destruídas pelo próprio organismo, como se fossem uma proteína estranha.

É aí que o colágeno natural entra, reduzindo as inflamações causadas pelas doenças que atingem as articulações e protegendo as estruturas.

Benefícios para a pele

Como o colágeno é responsável por manter as células unidas, garantindo assim a firmeza dos tecidos, já é de se imaginar que muitos benefícios estão relacionados com essa propriedade.

Ele não somente é importante para a saúde, como também para a beleza. Confira alguns benefícios dessa proteína para a pele:

  • Aumenta a elasticidade da pele;
  • Previne o aparecimento de celulite;
  • Diminui o surgimento de estrias.

Benefícios para o rosto

O fato de o colágeno fortalecer a estrutura das células quer dizer que além de beneficiar a pele, atua também nos músculos e isso é o que não falta no nosso rosto.

O resultado do fortalecimento muscular da face é a sustentação na estrutura como um todo, ajudando a manter no seu devido lugar, os traços do contorno facial.

Isso quer dizer que a proteína atua também nas camadas mais profundas do rosto. Os cosméticos que possuem colágeno natural em sua formulação também ajudam (de fora para dentro) a tratar a pele.

Isso pode resultar em:

  • Prevenção de rugas;
  • Prevenção da flacidez facial (promove mais sustentação aos músculos);
  • Ajuda no tratamento de cicatrizes (pois auxilia na reparação dos tecidos).

Onde encontrar colágeno natural?

O colágeno natural pode ser encontrado em diversas fontes, sejam elas alimentos (como carnes, verduras e oleaginosas) ou suplementos alimentares. 

É importante destacar que além de consumir fontes ricas em colágeno é possível também ingerir proteínas que estimulam a sua produção.

Algumas substâncias, como a vitamina C e E, cobre, selênio, zinco, enxofre e silício podem potencializar a produção do colágeno. Além da vitamina A, que ajuda a restaurar o colágeno que já sofreu danos.

Veremos a seguir, quais as formas que podemos ingerir o colágeno proveniente de diferentes fontes.

Nos alimentos 

Podemos encontrar o colágeno em alimentos tanto de origem animal quanto vegetal. 

Para aproveitar da melhor maneira os nutrientes presentes nos vegetais, é importante não cozinhá-los muito, pois, dessa forma, podem perder suas propriedades.

O mais indicado é o cozimento a vapor, que mantém a concentração de nutrientes dos alimentos. A água utilizada no preparo também é rica em proteínas, portanto, tente reutilizá-la, como em sopas e caldos.

Veja alguns alimentos que você pode incluir na sua dieta:

  • Abacate;
  • Alho;
  • Aveia;
  • Beterraba;
  • Carnes (de boi, frango e peixes);
  • Cenoura;
  • Gelatina;
  • Frutas cítricas;
  • Frutas vermelhas;
  • Oleaginosas (Castanhas, nozes e amêndoas);
  • Ovos;
  • Pimenta;
  • Tomate;
  • Vegetais de cor verde-escura (espinafre, brócolis e couve).

Em pó

O colágeno em pó é uma forma de suplementar a proteína. Ele pode ser vendido em potes ou caixas com sachês individuais. As recomendações de consumo podem variar de acordo com o fabricante.

Em geral, recomenda-se diluir uma medida do colágeno em pó (ou 1 sachê) em um copo com água ou bebida da sua preferência. Ele pode aparecer nas versões com ou sem sabor.

Confira abaixo algumas opções:

Em cápsulas

Outra forma de ingerir o colágeno são as cápsulas, uma forma mais prática de consumir a proteína. 

A recomendação de ingestão também varia de acordo com o fabricante. É bom ficar atento às instruções e às recomendações de um(a) especialista.

Veja a seguir algumas opções:

Você pode encontrar diversas opções de colágeno em pó ou em cápsulas no Consulta Remédios. Lá você compara os preços e encontra todas as informações sobre os produtos.

Colágeno natural caseiro: como fazer?

Na internet é possível encontrar diversas receitas de colágeno natural caseiro, dos mais variados tipos. 

Para quem não tem restrição com produtos de origem animal, é possível fazer balas de colágeno, a partir de gelatina e colágeno em pó. 

Outra opção bem famosa na internet é um caldo a partir de ossos bovinos, espinhas de peixe, cascas de crustáceos ou pés de galinha, que pode ser utilizado como base para diversos pratos.

Para quem não consome alimentos de origem animal, o caldo pode ser feito com vegetais ricos em colágeno, como espinafre, brócolis e couve. Também é possível acrescentar ingredientes que estimulam a produção da proteína, como alho e cenoura, por exemplo.

Receita e dicas para fazer colágeno em casa

Vamos ver o passo a passo desse caldo rico em colágeno? Anote a receita:

  1. Separe os ingredientes escolhidos para o caldo;
  2. Coloque em uma panela funda com temperos a gosto (alho, cebola, especiarias etc);
  3. Adicione água fria até cobrir os ingredientes e deixe cozinhar;
  4. Baixe o fogo quando começar a fervura;
  5. Não deixe ferver por muito tempo, para não perder as propriedades nutritivas dos ingredientes;
  6. Retire eventuais impurezas e espumas que sobem à superfície do caldo durante o cozimento. Isso garante um líquido final com mais sabor e mais transparência;
  7. Depois de cozido, coe todo o líquido em uma peneira fina;
  8. Depois de frio, você consegue remover a maior parte da gordura que sobe e se solidifica;
  9. Então, o caldo está pronto para ser congelado ou pode ser usado imediatamente, se preferir.

Tempo de cozimento:

  • O tempo estimado de cocção (cozimento) para bases com ossos bovinos é de 6 a 8 horas;
  • Para carcaça de frango e ossos suínos, 5 horas; 
  • Carcaças de peixe e crustáceos, 30 a 45 minutos; 
  • Só vegetais, 30 a 40 minutos.

Fatores que pioram a produção de colágeno

Não basta somente ingerir alimentos ou suplementos alimentares que são fontes de colágeno. É necessário também prevenir a sua perda, para auxiliar o processo de aumento dos níveis da proteína no organismo.

Além da perda natural que acontece com o passar dos anos, outros fatores podem ser responsáveis pela diminuição dos níveis de colágeno no corpo, tais como:

  • Consumo de gordura hidrogenada;
  • Alimentos processados;
  • Consumo excessivo de açúcar;
  • Desidratação;
  • Consumo de álcool em excesso;
  • Tabagismo;
  • Exposição ao sol sem proteção;
  • Estresse.

Vimos a importância do colágeno para o nosso organismo e como ele pode atuar no corpo de forma interna e externa.

Conta pra nós, você cuida com os níveis de colágeno no seu copo? De que forma você procura repor a proteína? Compartilhe conosco suas experiências.

E para mais dicas, continue acompanhando o Minuto Saudável!

Fontes consultadas


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *