Mayra (Minuto Saudável)
19/10/2018 16:29

Alergia na pele: causas e como identificar os sintomas

A alergia ocorre após o sistema imunológico reagir a certas substâncias (alérgenos), provocando inflamações. Essas substâncias geralmente são encontradas em ácaros, pólen, animais de estimação, insetos, alimentos, medicamentos e mofo.

É importante destacar que cada organismo reage de maneira diferente. Portanto, os alérgenos variam de pessoa para pessoa.

O contato com alérgenos pode gerar irritações na pele de pessoas atópicas, sendo as principais manifestações:

Urticária

Lesão na pele que provoca inchaço e intensa coceira, a urticária pode se manifestar em qualquer região do corpo, inclusive rosto, lábios, língua, garganta e orelhas. É dividida entre casos agudos e crônicos, podendo durar poucos dias ou semanas. Entre as causas estão produtos químicos, látex, picadas de insetos, luz solar e medicamentos.

Quando o inchaço ocorre na parte profunda da pele e não na superfície, o quadro é chamado de angioedema. Geralmente surge em torno dos olhos, lábios, genitais, mãos e pés.

Dermatite de contato

Quando erupções cutâneas e bolhas surgem na pele, é possível que o quadro se trate de uma dermatite de contato. Essa condição é provocada após o contato com certas substâncias. Pode ser classificada em dois tipos: irritativa e alérgica. Suas causas mais comuns são: detergentes, shampoos, metais, vernizes, medicamentos tópicos, luvas de látex.

Dermatite atópica (eczema)

Condição crônica frequentemente associada com alergia alimentar, rinite alérgica e asma, a dermatite atópica costuma surgir na infância. Provoca pele seca, vermelha e irritada, além de coceira. Os desencadeantes incluem alguns alimentos, caspa de animais, ácaros de poeira, sudorese, lã e sabonetes.

Alergia a picada de inseto (estrófulo)

Após sofrer uma picada, algumas pessoas apresentam reações alérgicas ao veneno dos insetos. Os maiores causadores são as abelhas, vespas e formigas. É importante ressaltar que algumas reações são comuns em todas as pessoas e não necessariamente se tratam de alergia. No quadro alérgico ocorrem sintomas como dor, vermelhidão, inchaço e coceira no local da picada, que duram por mais tempo. Em casos mais graves, é possível haver uma reação anafilática.

Alergia ao látex

As reações alérgicas ao látex ocorrem em pessoas que têm alergia a proteína presente nos produtos feitos com a borracha natural. Esse componente é bastante comum em materiais médicos e odontológicos (luvas, bandagens, curativos), preservativos, balões, brinquedos, óculos e pneus. A condição é mais comum na classe médica, devido ao contato direto e diário ao látex.

Alergia ao frio

Apesar de rara, a exposição ao frio pode provocar alergias na pele em forma de erupções e coceira. O quadro se manifesta após a exposição a temperaturas baixas, contato com água fria ou objetos frios e ingestão de alimentos ou bebidas frias.

Alergia a cosméticos

Alguns produtos de beleza, como shampoos, perfumes, sabonetes e itens de maquiagem, podem deixar a pele irritada e provocar erupções cutâneas, dermatites e urticária. Em alguns casos, pode haver ainda dificuldade para respirar e irritação da mucosa. É causada por alérgenos sintéticos ou naturais presentes na composição dos cosméticos.

Alergia ao níquel

Muito usado em bijuterias e acessórios, o níquel é um metal que apresenta alto potencial alérgico. Os sintomas costumam surgir de 12 a 48 horas após o contato e incluem coceira, vermelhidão, erupções e inchaço. Em situações mais graves, a pele pode ficar infectada, causando queimação e pus.

Publicidade

20/10/2018 16:48

Mayra (Minuto Saudável)

Gerente de conteúdo, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo pela UniOpet e especialista em Comunicação Online pela FAE Business School.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*