Acupuntura (auricular, agulha): o que é, benefícios, pontos, preço

0

Revisado por: Dr. Roberto Debski (CRM/SP 58.806) – Médico e Psicólogo

Se você tem algum problema de saúde, talvez pareça estranho que alguém sugira que você enfie agulhas em sua pele. Não parece o tipo de coisa que poderia resolver qualquer problema.

Entretanto, a medicina tradicional chinesa sugere há pelo menos 3 mil anos que as agulhas podem ser um tratamento de verdade para a saúde. Diversos estudos, além de milhões de pessoas no mundo que já foram a sessões de acupuntura, concordam.

Leia um pouco mais sobre o tratamento com acupuntura, a prática milenar de equilíbrio de energias para a melhora da saúde!

Índice – neste artigo você vai encontrar as seguintes informações:

  1. O que é a acupuntura?
  2. Benefícios: para que serve a acupuntura?
  3. Tipos de acupuntura
  4. Pontos de acupuntura
  5. Acupuntura dói?
  6. Curso de acupuntura
  7. Preço e onde fazer acupuntura
  8. Acupuntura emagrece?
  9. Quem pode fazer acupuntura?
  10. Riscos da acupuntura
  11. Perguntas frequentes

O que é a acupuntura?

A acupuntura faz parte da medicina tradicional chinesa e, em sua forma mais básica, consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo, os chamados acupontos.

A estimulação dos acupontos incentiva uma resposta do organismo, trazendo equilíbrio da chamada energia vital, ou Qi, melhora da circulação, liberação de neurotransmissores e homeostase (condição de equilíbrio do organismo como um todo).

Na medicina tradicional chinesa, acredita-se que a circulação da energia vital, o Qi, e sangue, chamado Que, é essencial para a saúde do organismo e quando existem bloqueios nesta circulação, sintomas desagradáveis se apresentam. A acupuntura busca desfazer bloqueios e equilibrar as energias.

A palavra “acupuntura” vem do latim. “Acus” significa agulha e “punctura” é colocação, portanto, pode ser traduzida para “colocação de agulhas”.

O tratamento, em chinês, é chamado de “Zhen Jíu”, onde “Zhen” significa agulha e “Jíu” significa fogo, representado pela Moxabustão ou aplicação da erva Artemísia sinensis na forma de cone de ervas ou na forma de um charuto aquecido aplicado acima dos acupontos. A prática não necessariamente utiliza apenas agulhas, mas também calor, pressão e sangria, além de outras técnicas.

O reconhecimento da acupuntura como terapia efetiva é complexo. Os mecanismos pelos quais a prática funciona não são completamente conhecidos pela ciência, mas os efeitos já foram medidos em estudos e constatou-se que ela possui benefícios para a saúde dos praticantes.

Além disso, existem estudos que indicam que os efeitos da acupuntura são causados pelo estímulo ao sistema nervoso central e periférico. As agulhas agem nos nervos e seus efeitos partem deste estímulo que é tanto mecânico, considerando o efeito físico direto da agulha, quanto bioquímico, considerando as substâncias químicas liberadas pelo corpo frente a este estímulo.

Benefícios: para que serve a acupuntura?

A acupuntura é principalmente usada para ajudar o tratamento tradicional, como uma prática integrativa e complementar, aumentando taxas de sucesso.

Cientificamente, as agulhas não são capazes de curar por si só uma doença séria, mas estudos indicam que podem ajudar o corpo a se recuperar de uma cirurgia, combater uma infecção ou aliviar dores quando usada em conjunto com tratamentos médicos, entre outros efeitos.

No caso de doenças funcionais, a acupuntura pode ser utilizada sozinha ou de maneira complementar.

A acupuntura pode ser usada como tratamento e como manutenção da saúde. Mesmo sem que o paciente esteja sofrendo com qualquer sintoma, ela pode ser aplicada para controle do estresse do dia a dia e para manter o bem-estar. Além disso, pode ser usada como terapia integrada em diversas doenças e condições, como:

Redução da ansiedade

O tratamento com acupuntura pode trazer relaxamento e redução das pressões da vida que podem causar ansiedade às pessoas.

As sessões podem promover diversos benefícios mentais, além de não interferirem com tratamentos medicamentosos.

Portanto, se você estiver realizando tratamentos médicos, a acupuntura pode ser um aliado extra, além de também ser uma especialidade médica reconhecida e regulamentada pela Associação Médica Brasileira e pelo Conselho Federal de Medicina.

Depressão

A medicina tradicional chinesa acredita que corpo e mente estão intimamente ligados e afetar um é afetar o outro. Isso faz parte da filosofia da acupuntura e é também a base usada para dizer que a prática milenar da acupuntura pode trazer benefícios para pessoas com transtornos de humor como a depressão.

Assim como no caso da ansiedade, se você está realizando um tratamento medicamentoso para o problema, não existe nenhuma necessidade de parar. Combinar os dois tratamentos pode, inclusive, potencializá-los e garantir melhores resultados em menos tempo.

Estresse

O tempo de relaxamento proporcionado por uma sessão de acupuntura, por si só, já que um grande aliado contra o estresse. Além disso, o uso da terapia chinesa pode ter efeitos diretos no estresse através do estímulo dos acupontos.

Distúrbios do sono

A acupuntura pode ajudar com distúrbios do sono como a insônia, trazendo tanto maior tranquilidade quanto ativando pontos de acupuntura relacionados ao sono.

Distúrbios alimentares

Os médicos apontam que a acupuntura sozinha não é capaz de lidar com distúrbios alimentares e mudanças de hábito são necessárias. Entretanto, a prática pode ajudar a preparar o corpo e a mente para enfrentar as mudanças, que não são fáceis.

Além disso, como os distúrbios alimentares possuem forte relação com o emocional, tratamentos que reduzem estresse e ansiedade, como a acupuntura, possuem grande valor e podem auxiliar na condução do tratamento.

Dores crônicas

A prática da acupuntura também se mostra eficaz no tratamento de dores crônicas que vão de osteoartrite a enxaquecas. Diversos estudos já foram realizados indicando a eficiência das agulhas em reduzir as dores, além dos diversos outros benefícios trazidos pelo tratamento.

A acupuntura causa reações bioquímicas nos tecidos, podendo liberar endorfinas e neurotransmissores de efeito no humor, trazendo sensação de prazer e alívio da dor a partir de estímulos das agulhas nos pontos, com efeitos no sistema nervoso.

Anestesia

Existem propriedades anestésicas na acupuntura, que pode ser usada inclusive em procedimentos cirúrgicos. Em alguns casos, até mesmo cesarianas são feitas apenas com a anestesia com acupuntura. Ela é capaz de reduzir consideravelmente a dor durante os procedimentos, além de permitir que a paciente fique completamente lúcida.

Outras condições

Além das já listadas, tratamentos de diversas outras condições podem ser auxiliados pela presença da acupuntura na vida do paciente. Algumas delas são:

  • Alergias;
  • Diabetes;
  • Condições emocionais;
  • Inflamações;
  • Febres;
  • Dores de ouvido;
  • Diarreia;
  • Constipação;
  • Angina;
  • Pressão alta;
  • Colite;
  • Úlceras;
  • Gastrite;
  • Enfisemas;
  • Asma;
  • Sinusite;
  • Inchaços;
  • Hemorroidas;
  • Disfunção sexual;
  • Zumbidos;
  • Alterações menstruais;
  • Cólica menstrual;
  • Ansiedade.

Tipos de acupuntura

Os pontos de acupuntura, também chamados de acupontos, são considerados importantes para a prática porque, quando estimulados, causam efeitos no corpo e na mente. Ou seja, não basta aplicar a agulha em um ponto qualquer do corpo.

Os acupontos são regiões diferenciadas no corpo, apresentando um maior número de terminais nervosos livres, mastócitos (células que participam do processo de defesa do organismo) e uma menor resistência elétrica da pele.

Essa estimulação pode ser realizada de várias formas, com técnicas diferentes. São elas:

Acupuntura clássica (agulhas)

A técnica mais famosa da acupuntura é a que usa as agulhas. Pequenas hastes de metal, geralmente aço inoxidável, extremamente finas feitas para penetrar a pele praticamente sem dor e geralmente não muito profundo, estimulando os pontos específicos.

As agulhas são estéreis e descartáveis para evitar infecções e a região é limpa com algodão com álcool antes da aplicação, também buscando evitar qualquer risco com. O tempo que agulhas ficam no corpo depende do objetivo do tratamento, podendo variar de 5 minutos até 1 hora.

Sucção (ventosa)

A sucção utiliza ventosas para criar pressão negativa nos acupontos, estimulando-os de maneira diferente para trazer benefícios à saúde do paciente. Depois deste tratamento, é possível que o corpo apresente manchas avermelhadas ou hematomas que desaparecem depois de algum tempo.

Eletroacupuntura

A eletroacupuntura utiliza impulsos elétricos nas agulhas para potencializar a prática. Esses impulsos são controlados e podem ser mantidos por longos períodos de tempo nos casos necessários. A técnica aparenta ter efeitos mais extensos do que a acupuntura clássica.

Moxaterapia

A moxaterapia se utiliza de calor no lugar das agulhas. Ela estimula os pontos de acupuntura através de ervas queimadas que são aproximadas da região, esquentando-a e trazendo os benefícios da técnica. A erva é, tradicionalmente, a Artemísia, que fica a aproximadamente 1 cm de distância da pele durante o tratamento, mas essa distância pode variar dependendo da tolerância ao calor do paciente.

Auriculoterapia

A auriculoterapia, ou Medicina Auricular, é uma prima da acupuntura, e é chamada reflexologia porque a orelha é um microsistema representando o corpo todo. Ela estimula regiões da orelha que a medicina tradicional chinesa conecta com todo o corpo. Em alguns casos, a estimulação é feita com sementes.

A prática dita que os pontos de auriculoterapia não existem inicialmente e aparecem quando surge um desequilíbrio no corpo. Assim, existe maior facilidade na avaliação, mas há controvérsias.

Pontos de acupuntura

Os pontos de acupuntura, ou acupontos são pequenas regiões na pele que, de acordo com a tradição da prática, estão conectados aos meridianos do corpo, que são os canais por onde as energias do corpo passam.

A acupuntura, assim como muito da medicina tradicional e da cultura chinesa, lida com essa energia, que é chamada de Qi, através de práticas como o Tai Chi Chuan e o Qi Gong.

Através da estimulação dos meridianos nos lugares corretos, os acupontos, é possível realizar alterações na Qi, equilibrando-a no corpo, órgãos ou mente. Assim a acupuntura é capaz de causar benefícios à saúde do paciente.

De acordo com a prática, existem mais de 300 acupontos que passam pelos 12 meridianos de energia.

Para a neurologia, os estímulos da acupuntura causam reações no sistema nervoso. Impulsos elétricos específicos são encontrados no cérebro frente ao estímulo de acupontos específicos, o que confirma que as agulhas causam certos efeitos.

Acupuntura dói?

Normalmente, não. O paciente sente a agulha penetrando na pele, mas ela é extremamente fina e a perfuração é superficial, portanto apenas uma picadinha pode ser sentida na maioria dos casos, ou outras sensações como peso ou um pequeno choque.

Existem lugares que, dependendo da sensibilidade de cada pessoa, podem ser mais dolorosos.

Entretanto, no caso da auriculoterapia e da moxaterapia, a dor é possível e até provável. A moxaterapia utiliza o calor da erva queimada e, se ela chegar muito perto da pele, pode queimar.

Já na auriculoterapia, os profissionais dizem que a dor é parte do tratamento, já que os pontos dessa técnica só aparecem quando há desequilíbrio no corpo, podendo fazer com que as regiões fiquem doloridas.

Curso de acupuntura

O profissional que pode praticar a acupuntura é o acupuntor ou acupunturista. Existem praticantes que não possuem formação superior, realizando apenas um curso de nível médio em acupuntura. Entretanto, profissionais de diversas áreas da saúde podem realizar a acupuntura desde que façam os cursos de especialização necessários.

No Brasil, um total de 7 Conselhos Federais da área da saúde reconhecem a prática e permitem que seus profissionais pratiquem a acupuntura. São eles os Conselhos Federais de Medicina, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Enfermagem, Fonoaudiologia, Farmácia, Psicologia e Biomedicina. Os profissionais dessas áreas podem buscar pós-graduação ou residência em acupuntura para se especializar.

Preço e onde fazer acupuntura

Existem diversas clínicas que oferecem o serviço de acupuntura, por preços variados. Além disso, a terapia faz parte do Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Ministério da Saúde disponibiliza um total de 29 procedimentos de medicina integrativa, que incluem acupuntura, tai chi, yoga, hipnoterapia, cromoterapia e homeopatia. Entretanto, é o município que decide quais delas ofertar, portanto é importante descobrir se a acupuntura ou o tratamento que você busca está disponível em seu município.

O preço de uma sessão de acupuntura pode variar de R$ 40,00 até R$ 250,00 dependendo da localização da clínica e do profissional. Podem ser necessárias, em média, de 5 a 10 sessões.

Acupuntura emagrece?

Não diretamente, mas a acupuntura pode ajudar no processo de emagrecimento. Ela reduz a ansiedade e há profissionais que afirmam que certos acupontos podem reduzir o apetite, efetivamente diminuindo a quantidade de comida ingerida, além de melhorar o estresse e a ansiedade que causam a “fome emocional”.

A acupuntura, entretanto, não faz mágica e a mudança de hábitos alimentares continua sendo o principal caminho para emagrecer.

Quem pode fazer acupuntura?

Qualquer um! Não existem contraindicações para a acupuntura. Porém, alguns autores recomendam cuidado em pessoas com doenças infecciosas ou distúrbios de coagulação.

A prática não possui comprovação científica de que funciona para tudo o que se dispõe a tratar, mas comprovadamente possui efeitos positivos em seus pacientes e nenhum efeito negativo.

As únicas pessoas que devem evitar a acupuntura são aqueles que estão com infecções generalizadas de pele, pois a perfuração pode facilitar a entrada de bactérias, levando-as para a corrente sanguínea, o que traz como resultado sérios problemas como infecções sanguíneas.

Mesmo se você não acredita que ela possua qualquer eficácia para o tratamento, as agulhas são finas e na maioria dos pontos não penetram fundo na pele. Sendo assim, se o profissional que aplica o tratamento for bem qualificado e a higiene da região da pele e das agulhas for bem realizada, em geral não costumam ocorrer eventos indesejáveis.

Grávida pode fazer acupuntura?

Sim! Grávidas podem fazer acupuntura, desde que o profissional evite os pontos que afetam a gestação, como aqueles que podem causar dilatação do colo do útero e causar contrações uterinas, o que inclusive é positivo se usado durante o trabalho de parto, para facilitá-lo.

Riscos da acupuntura

Como todo tipo de tratamento, existem riscos relacionados à acupuntura, mas a maioria deles não é causado pela prática em si, mas por falhas do profissional. Por isso é importante buscar alguém qualificado para a prática.

Existe a possibilidade de, depois de uma sessão de acupuntura, uma dor leve e edemas se instalarem nos pontos mais profundos. Eles costumam ser breves, mas é possível acelerar este processo com gelo ou água quente.

Os principais riscos são:

Infecções

A agulha penetra na pele e, se estiver contaminada, pode infectar o paciente com bactérias, vírus ou outros micróbios. Por isso é extremamente importante que as agulhas sejam descartáveis, assim como é essencial que o profissional lave bem as próprias mãos e limpe a região que será perfurada.

Perguntas frequentes

Posso interromper o tratamento de acupuntura?

Sim, você pode. O tratamento de acupuntura pode ser interrompido a qualquer momento sem problemas.

A acupuntura é segura para crianças?

Sim, ela é. A acupuntura é segura para qualquer um, incluindo crianças e até mesmo bebês. É necessário que haja supervisão constante da criança durante a prática, mas fora isso, nada impede uma criança de usar a acupuntura como terapia. Além disso, em bebês e crianças pequenas pode ser utilizado o laser para estimular os pontos ao invés das agulhas.

Quanto tempo demora para a acupuntura fazer efeito?

O quão rápido é o efeito da acupuntura depende de muitas variáveis, desde a quantidade de sessões passando pelo tipo de doença que se está tratando. Normalmente os efeitos começam a aparecer entre a primeira e a quarta sessão, mas este tempo é variável.

Quanto tempo dura uma sessão de acupuntura?

Uma sessão de acupuntura costuma durar em torno de 15 minutos, mas seu tempo pode variar de cinco a até 30 minutos. A partir dos 30 minutos não existem mais benefícios e o indicado é encerrar a sessão.

Quantas sessões são necessárias?

As sessões de acupuntura podem exigir tempos variados. Isso acontece porque cada caso é um caso. Uma condição diferente exige tempos diferentes de tratamento. Doenças crônicas, por exemplo, exigem tratamento por tempo indeterminado.

As sessões pode acontecer de 1 a 3 vezes por semana.


A acupuntura é um tratamento milenar da medicina tradicional chinesa que busca equilibrar a energia vital do corpo, a circulação, e os mecanismos de equilíbrio, trazendo assim benefícios à saúde do paciente. Compartilhe esse texto com seus amigos para que eles aprendam um pouco sobre a acupuntura!

Fonte consultada

Dr. Roberto Debski (CRM/SP 58.806 | CRP-06 84803) (Site | Facebook), graduado em Medicina, pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos, e em Psicologia, pela Universidade Católica de Santos. Especialista em Acupuntura e Homeopatia, ambos pela Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina. Organizador e coordenador do curso de Meditação, e programa ANDE (acompanhamento a pessoas com Ansiedade, Depressão e Estresse). Criador do Projeto Ser Integral, clínica de Medicina Integrativa.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (13 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe o seu comentário, nos preocupamos com sua opinião:

Por gentileza, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.