O que é Pneumocistose, tratamento, sintomas, prevenção e mais

3

O que é pneumocistose?

É uma doença infecciosa causada pelo microrganismo Pneumocystis carinii, um fungo, que hoje é chamado por Pneumocystis jaroveci ou jirovecii pelos especialistas. Caracteriza uma pneumonia por pneumocistos, também conhecida por “pneumonia pneumocística” ou PPC. Esse microrganismo se aloja nos pulmões do paciente.

Índice – neste artigo você encontrará as seguintes informações:

  1. O que é?
  2. Qual profissional devo procurar? E qual o seu diagnóstico?
  3. Como identificar? Quais são os sintomas?
  4. O que causa?
  5. Qual o tratamento?
  6. A pneumocistose tem cura?
  7. Como prevenir? É transmissível?
  8. Grupo de risco.

Qual profissional devo procurar? E qual o seu diagnóstico?

O indivíduo que suspeitar da pneumocistose deve procurar um clínico geral ou um pneumologista. O profissional poderá solicitar uma radiografia de tórax para identificar sinais pulmonares que auxiliarão no diagnóstico, podendo ser infiltrado um intersticial difuso e perihilar, lesões nodulares, pneumotórax e/ou derrame pleural, confirmado pela identificação do micro-organismo no escarro.

O médico ainda poderá solicitar exame em lavado brônquico ou biópsia do parênquima pulmonar para confirmar a presença do fungo.

Vale lembrar que o diagnóstico pode ser difícil, pois os sintomas da pneumocistose são inespecíficos e podem ser confundidos com outras patologias.

A gasometria arterial (hipoxemia) e o DHL aumentado também auxiliam o médico no diagnóstico.

Como identificar? Quais são os sintomas?

As pessoas doentes com AIDS geralmente sofrem mais, pois este tipo de pneumonia é muito violenta, e também é considerada como a condição terminal destes pacientes.

Dentre os sintomas iniciais, o paciente pode apresentar:

  • Dispneia subaguda (falta de ar).
  • Dor torácica intensa (que faz desenvolver um pneumotórax).
  • Fadiga.
  • Febre.
  • Perda de peso.
  • Respiração acelerada.
  • Sibilos (como nos casos de asma, é um ruído respiratório anormal).
  • Suores noturnos.
  • Tosse seca.

O fungo também pode atingir outros órgãos, além dos pulmões, mas este tipo de caso é considerado muito raro.

O que causa?

Os esporos do fungo da pneumocistose são transmitidos pelas gotículas de saliva dos indivíduos infectados pela doença, e proliferando-se em pessoas imunodeprimidas. Para os indivíduos com AIDS, a doença é muito mais agressiva.

Qual o tratamento?

Geralmente, a pneumocistose é tratada com medicamentos específicos para combater esse micro-organismo, podendo ser:

* Este último tem causado efeitos colaterais em muitos pacientes, principalmente nos que têm alergias às sulfas, mas é um dos mais eficazes no tratamento.

Se não tratada, a pneumocistose pode levar à morte.

Atenção! 

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

A pneumocistose tem cura?

Sim, se o paciente seguir o tratamento à risca. Contudo, devido ao sistema imunológico (indivíduo que tem recorrência de sistema enfraquecido), esse tipo de pneumonia pode retornar com o tempo.

O tratamento com os medicamentos antiretrovirais melhoram o número de linfócitos CD4.

Como prevenir? É transmissível?

É transmitida através de gotículas de saliva de indivíduos com a doença.

A profilaxia (terapêutica antiretroviral potente) consiste em medidas específicas para prevenir ou atenuar doenças e é a prevenção mais usada para essa doença. Estudos indicam que 60% dos casos de pneumocistose ocorrem em pacientes com AIDS que apresentam recidivas de profilaxia secundária no primeiro ano de tratamento após a ocorrência dela, aumentando sua morbimortalidade.

Com isso, a quimioprofilaxia para pneumocistose é indicada para todos os pacientes com contagem de linfócitos T CD4+ estiver abaixo de 200 células/mm³ (profilaxia primária) e/ou para aqueles que já tiveram um episódio de pneumocistose.

Contudo, os medicamentos indicados para o tratamento da pneumocistose são baratos e seus efeitos secundários são poucos, por isso, alguns especialistas recomendam esse tratamento por ser o mais seguro.

Grupo de risco

Pessoas que têm suas defesas orgânicas reduzidas seriamente: doentes com AIDS, transplantados e pessoas em tratamento quimioterápico para o câncer, estes são os pacientes mais propensos a ter a pneumocistose. Também demais pacientes com o sistema imunológico enfraquecido.

Dados apontam que a pneumocistose foi a causa de morte em 14% das pessoas com AIDS em 1993 contra 32% em 1987. Muitas pessoas ainda desenvolvem a doença e algumas morrem porque não foram testados nem tratados para o HIV.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

3 Comentários

Atenção: os comentários abaixo são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

    • Olá Ana Paula,

      A doença é especialmente agressiva em pessoas com HIV, mas isso não quer dizer, necessariamente, que todos que vão ao óbito por ela são portadores do vírus. Outras condições podem causar uma imunossupressão que leva o indivíduo a não conseguir lutar contra a doença e, por fim, falecer.

Deixe o seu comentário, nos preocupamos com sua opinião:

Por gentileza, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.