O que é o espermograma?

O espermograma é um exame que analisa a saúde da próstata e dos espermatozoides produzidos pelo homem através de uma amostra de sêmen coletada por via da masturbação, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde. Comumente, o teste é solicitado por um urologista, mas também pode ser recomendado por médicos especialistas em reprodução humana e até mesmo por um endocrinologista.

Sendo também conhecido como “análise do sêmen”, “contagem espermática”, “citologia seminal” ou ainda “estudo da morfologia espermática”, o espermograma tem como objetivo apontar dados sobre a saúde reprodutiva do paciente, como as condições da próstata.

Os médicos normalmente realizam três espermogramas independentes para obter resultados mais conclusivos e fidedignos. Os exames normalmente são feitos com um intervalo de uma a duas semanas entre si para que a mesma quantidade de material seja coletada para análise.

Além de ser mais prático e conclusivo que o exame de infertilidade feminino, que só pode ser feito em períodos que coincidam com o ciclo menstrual, o espermograma não é um exame invasivo, é indolor e não apresenta riscos à saúde.

Índice neste artigo você irá encontrar as seguintes informações

  1. O que é o espermograma?
  2. Por que fazer o espermograma?
  3. Como o espermograma é feito?
  4. Fatores que podem influenciar nos resultados
  5. O que o espermograma analisa?
  6. Quais são os resultados normais?
  7. Os principais problemas indicados pelo espermograma
  8. Dicionário reprodutivo do espermograma
  9. Exames e tratamentos complementares

Por que fazer o espermograma?

O espermograma normalmente é indicado quando casais estão tendo problemas na hora de engravidar. Através da contagem e da análise morfológica do esperma, o exame vai definir a possível razão de infertilidade.

O exame também é indicado para homens que fizeram vasectomia e busca indicar o sucesso ou o fracasso da operação. Os médicos normalmente indicam aos seus pacientes fazerem o exame uma vez ao mês durante três meses para testar a eficácia do procedimento.

Através de uma análise laboratorial do sêmen (fluído que contém espermatozoides, açúcar e proteínas e que é liberado pelo homem através da ejaculação), o espermograma busca, também, medir os seguintes fatores:

  • Volume de sêmen;
  • Concentração de espermatozoides;
  • Liquefação do sêmen (capacidade de se tornar líquido);
  • Número de espermatozoides;
  • Tamanho e formato dos espermatozoides;
  • Velocidade de progressão dos espermatozoides;
  • Movimento (ou motilidade) dos espermatozoides.

O exame busca, enfim, definir se existe alguma razão física, genética ou imunológica que possa estar causando infertilidade no homem.

Como o espermograma é feito?

Primeiro é preciso colher uma amostra de líquido seminal para ser analisada em laboratório. A coleta deve ser feita, preferencialmente, já no laboratório, apesar de poder ser feita em casa, e a amostra deve ser armazenada em um recipiente de boca larga devidamente esterilizado.

A coleta pode ser feita por meio de:

  1. Masturbação (sem lubrificante): a amostra de líquido seminal é despejada no recipiente de coleta.

  2. Coito interrompido: quando o homem retira o pênis do(a) parceiro(a) instantes antes da ejaculação e despeja a amostra de líquido seminal no recipiente de coleta.

  3. Camisinha especial: não contém espermicida e é limpa de lubrificantes que podem interferir nos resultados do exame.

Após a coleta do líquido seminal, a amostra deve ser levada ao laboratório para que os testes sejam conduzidos.

Orientações

Para a obtenção da melhor amostra possível é necessário:

  • Evitar qualquer forma de ejaculação de dois a cinco dias antes da coleta;
  • Lavar as mãos e o pênis com água e sabão e enxugá-los bem;
  • Passar o antisséptico fornecido pelo laboratório no pênis e na ponta do pênis (glande e orifício uretral) e secar com a gaze para evitar qualquer interferência no resultado do exame;
  • Não usar nenhum tipo de lubrificante, incluindo a saliva.

Fatores que podem interferir nos resultados

Os resultados do teste podem não ser conclusivos caso:

  • O paciente esteja fazendo uso de medicamentos como a cimetidina, hormônios masculinos ou femininos (testosterona e estrogênio), sulfassalazina, nitrofurantoína ou remédios para quimioterapia;
  • O paciente esteja fazendo o uso de cafeína, álcool, cocaína, maconha ou tabaco.
  • A amostra fique muito gelada, pois a motilidade dos espermatozoides pode ser prejudicada;
  • A amostra fique muito quente, pois a contagem de espermatozoides pode diminuir devido a morte das células;
  • O paciente tenha sido exposto à radiação, químicos (como pesticidas e espermicidas), ou calor prolongado;
  • A amostra do líquido seminal esteja incompleta (é mais comum de acontecer com métodos de coleta que não sejam a masturbação)
  • O paciente não tenha ejaculado por muitos dias, o que pode causar uma variação muito grande no volume do líquido seminal coletado;
  • O paciente faça o teste doente ou estressado.

O que o espermograma analisa?

Análise macroscópica

  • Volume em mL: mede a quantidade de líquido seminal colhido, em mililitros.
  • pH: Mede a acidez ou basicidade da amostra de líquido seminal colhido.
  • Cor e aspecto: é uma análise da cor, opalescência, consistência e do cheiro da amostra de líquido seminal colhido.
  • Tempo de liquefação: mede o tempo que demora para o sêmen sair do seu estado viscoso de gel para o estado líquido e a permanência dele nesse estado.
  • Viscosidade: é uma análise da aderência do líquido seminal em um bastão de testes.

Análise microscópica

  • Concentração por mL: a medida da quantidade de espermatozoides contidos em 1 (um) mL de líquido seminal.
  • Concentração total: a medida da quantidade total de espermatozoides contidos na amostra.
  • Morfologia: é uma análise do formato dos espermatozoides. Avalia se são todos normais de acordo com a morfologia de Krueger, se apresentam características físicas anormais, como mais de um flagelo (cauda), cabeça ou acrossoma (organela localizada na cabeça do espermatozoide, responsável pela perfuração do óvulo).
  • Concentração de leucócitos: indica se há a presença de leucócitos causados por uma infecção no testículo.
  • Concentração de células redondas: indica se há a presença de células indiferenciadas, resultadas da espermatogênese incompleta, na amostra.
  • Motilidade: Linear (contagem dos espermatozoides que conseguem nadar em linha reta e em uma única direção); Não progressiva (contagem dos espermatozoides que conseguem mexer a cauda, mas que não conseguem sair do lugar, ou ficando parados ou nadando em direções aleatórias); Imóveis (contagem dos espermatozoides que não conseguem se mover).
  • Vitalidade: busca dizer a quantidade de espermatozoides vivos na amostra. O teste é utilizado para pacientes que possuem 40% de espermatozoides imóveis.

Quais são os resultados normais?

Análise macroscópica

  • Volume em mL: o volume normal, em mililitros, de líquido seminal a ser coletado no exame é superior ou igual a 1,5mL.
  • pH: o pH normal de uma amostra de líquido seminal varia de 7 a 8,2.
  • Cor e aspecto: O líquido seminal possui uma coloração esbranquiçada ou levemente acinzentada com partes transparentes sendo liquefeitas, lembrando uma opala. Depois de sete dias, ele pode ficar amarelado. Se apresentar essa coloração antes desse período de tempo, o esperma é considerado anormal e pode indicar algum tipo de infecção. Nesse caso um médico deverá ser consultado.
  • Tempo de liquefação: O tempo normal de liquefação deve ser menor ou igual a 60 (sessenta) minutos.
  • Viscosidade: A viscosidade pode ser normal, aumentada, diminuída ou nula. A normal atinge uma média de 2,0cm de altura. A aumentada apresenta valores superiores, a diminuída, inferiores e a nula nem sequer se adere ao bastão.

Análise microscópica

  • Concentração por mL: o valor normal de espermatozoides por mililitro de líquido seminal é igual ou maior que 15 milhões.
  • Concentração total: o número total de espermatozoides ejaculados deve ser igual ou maior do que 39 milhões.
  • Morfologia: quanto menor for a incidência de espermatozoides com a morfologia diferente do critério de Kroeger, melhor. Espermatozoides com duas ou nenhuma cabeça, com dois ou nenhum flagelo (cauda), devem ser pouco comuns para que o resultado seja bom e no padrão de homens férteis. Homens saudáveis apresentam incidência igual ou maior de 70% de espermatozoides normais.
  • Concentração de leucócitos: o resultado normal e considerado saudável é de 1 a cada 1,60mL.
  • Concentração de células redondas: o resultado normal e considerado saudável é de 1 a cada 1,60mL.
  • Motilidade: Linear (o resultado normal para se considerar o homem fértil deve ser igual ou superior a 32% de espermatozoides com motilidade linear progressiva); Não progressiva (em homens saudáveis, a motilidade não progressiva ou imóvel não deve passar de 40% do número total de espermatozoides. Valores maiores podem indicar infertilidade);
  • Vitalidade: quanto mais espermatozoides vivos melhor. Os dados normais para um homem fértil devem ser iguais ou maiores do que 58% dos espermatozoides vivos.

Problemas que podem ser identificados

O espermograma pode indicar os seguintes problemas:

Problemas na próstata

Ao analisar a viscosidade e a acidez das amostras pode-se identificar problemas com a próstata do paciente. Caso resultados anormais sejam encontrados, os médicos podem indicar exames de toque retal ou biópsia da próstata para acatar ou descartar possíveis diagnósticos.

Azoospermia

Trata-se da ausência de espermatozoides na amostra de líquido seminal. Resultados como esse se manifestam através de um volume diminuto de líquido seminal coletado causados por infecções bacterianas, DSTs ou obstruções nos canais seminais. Indicador de infertilidade.

Oligospermia

Trata-se de uma concentração de espermatozoides por mL inferior ao normal. Essa baixa concentração pode ser causada por infecções no sistema reprodutor, varicocele, DSTs, ou então se manifestam como efeitos colaterais de medicamentos como o cetoconazol ou o metotrexato.

Astenospermia

Acontece quando os valores de motilidade (progressiva ou não progressiva) e vitalidade são menores do que o padrão. Ela pode ser causada por excesso de estresse, alcoolismo, ou doenças autoimunes, como o HIV.

Teratospermia

Trata-se da má formação dos espermatozoides alterações morfológicas. Pode ser causada por varicocele, uso de drogas, ou inflamações no sistema reprodutor.

Dicionário reprodutivo do espermograma

Alguns termos que aparecem nos resultados de espermogramas podem não ser compreendidos por pessoas leigas. Entenda:

Hipospermia

Quando o volume de sêmen ejaculado é menor do que 1,5mL.

Oligozoospermia

Quando a concentração de espermatozoides está abaixo de 15 milhões/mL.

Oligozoospermia leve

Quando a concentração de espermatozoides varia entre 5 milhões/mL e 14,9 milhões/mL.

Oligozoospermia moderada

Quando a concentração de espermatozoides varia entre 1 milhão/mL e 4,9 milhões/mL.

Oligozoospermia grave

Quando a concentração de espermatozoides varia entre 0,1 milhões/mL e 0,9 milhões/mL.

Astenozoospermia

Quando a motilidade progressiva está abaixo de 32%.

Necrozoospermia

Quando a porcentagem de espermatozoides vivos é menor do que 58%.

Leucocitospermia

Quando há uma alta concentração de leucócitos na amostra.

Teratozoospermia

Quando há menos de 4% de espermatozoides com o formato ideal.

Azoospermia

Quando não há espermatozoides no sêmen.

Criptozoospermia

Quando poucos espermatozoides são encontrados após a centrifugação.

Normozoospermia

Quando o paciente apresenta uma amostra saudável.

Hipocinesia

Quando o espermatozoide possui motilidade reduzida.

Normocinesia

Quando o espermatozoide possui motilidade normal.

Hipercinesia

Quando o espermatozoide possui motilidade aumentada.

Exames e tratamentos complementares

A partir da conclusão do exame, o médico poderá prescrever exames e procedimentos complementares ao espermograma. Entre os mais frequentes, estão:

Fragmentação de DNA

O exame analisa a taxa de DNA fragmentado, isto é, desprendidos dos espermatozoides, contido no líquido seminal. Altas taxas de fragmentos de DNA no sêmen estão relacionadas à abortos espontâneos e maior infertilidade.

Espermograma sob magnificação

É como um espermograma normal, só que feito com lentes que aumentam em até 1.000 vezes e que permitem uma análise muito mais precisa da morfologia dos espermatozoides observados nas amostras.

FISH (Hibridização fluorescente in situ)

É uma análise dos cromossomos contidos dentro do espermatozoides. A partir desse exame, é possível saber a quantidade de espermatozoides deficientes e que podem estar causando a infertilidade.

Carga viral

Este exame é voltado a pacientes que possuem algum tipo de infecção viral que possa ser transmitida ao feto, como Hepatite e HIV. Depois de se separar os espermatozoides através de uma centrifugação, uma análise deles é feita e, uma vez comprovada a não infecção dos espermatozoides, eles já podem ser utilizados para a fertilização.

Congelamento seminal

É um processo que visa preservar a fertilidade de pacientes que esperam para iniciar um tratamento quimioterápico. O sêmen é congelado para o caso das células eventualmente pararem de ser produzidas.


A infertilidade é um problema sério que pode atingir a vida de muitos casais que desejam engravidar, mas que é muitas vezes reversível. Caso esteja tendo problemas para engravidar, consulte um médico.

Se tiver mais dúvidas a respeito do espermograma, comente abaixo e ficaremos felizes em respondê-las.

Referências
http://www.healthline.com/health/semen-analysis#overview1
http://www.resolve.org/about-infertility/male-workup/the-semen-analysis.html?referrer=https://www.google.com.br/
https://medicoresponde.com.br/como-e-feito-o-espermograma/
http://www.webmd.com/infertility-and-reproduction/semen-analysis#4
https://www.trocandofraldas.com.br/exame-de-espermograma/
http://www1.pucminas.br/imagedb/documento/DOC_DSC_NOME_ARQUI20130916153400.pdf
http://www.materprime.com.br/o-que-e-morfologia-estrita-de-kruger/
http://www.huntington.com.br/infertilidade/infertilidade-masculina/espermograma/
https://www.tuasaude.com/resultado-do-espermograma/

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie o conteúdo!)
Loading...

Faça um comentário:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui