Índice – nesse artigo você encontrará as seguintes informações:

  1. O que é cifose?
  2. Qual profissional devo procurar?
  3. Como identificar?
  4. Tipos de cifose
  5. Qual a relação com a cifose de Scheuermann?
  6. O que causa?
  7. Quais os sintomas?
  8. Cifose tem cura?
  9. Como tratar?
  10. Como prevenir?

O que é cifose?

Popularmente conhecida como cifose, na Medicina chama-se de hipercifose. Está associada à coluna vertebral, que possui quatro curvaturas fisiológicas: lordose cervical, cifose torácica, lordose lombar e cifose do sacro. A cifose, considerada doença da coluna, pode estar relacionada com outras doenças como: o dorso curvo postural, juvenil (doença de Sheuermann, tem início na adolescência) e doenças reumatológicas da coluna.

A principal característica da cifose é o curvamento na região da cifose torácica, causando uma corcunda. Essa curvatura na coluna vai variar de paciente para paciente, existem as curvaturas posturais e as de doenças adquiridas.

Qual profissional devo procurar?

O profissional que vai diagnosticar a cifose é o ortopedista, especialista responsável por tratar das doenças e deformidades dos ossos, músculos, ligamentos e articulações. Ele poderá solicitar radiografias ou outros exames de imagem.

Como identificar?

Como a cifose não apresenta sintomas, o paciente deve buscar um médico se notar alguma deformidade no corpo, como:

  • Deformidade rápida em alguma região da coluna.
  • Emagrecimento sem relação à mudança de hábitos alimentares.
  • Sensibilidade ou fraqueza nos membros inferiores.

O médico responsável poderá solicitar uma radiografia simples da coluna vertebral, se o caso for mais grave o paciente poderá realizar exames de tomografia computadorizada e/ou ressonância magnética.

Tipos de cifose

Existem apenas dois tipos de cifose:

Primário ou cifose idiopática

Quando diagnosticada em seu início, de caráter benigno. Divide-se em leve, moderado e grave, quando grave pode haver comprometimento pulmonar.

Secundário

Deformidade em estado severo, relacionada a outras doenças como fraturas, doenças reumatológicas e tumores.

Quando ocorre algum desvio da coluna, ele pode se tornar uma hipercifose, hiperlordose ou escoliose. Conheça a seguir sobre cada uma.

Hipercifose

Também conhecida como cifose ou dorso curvo, ocorre pelo excesso dela, ou seja, é o exagero da curvatura posterior, atinge a região torácica da coluna.

Quando falamos de hipercifose, encontramos algumas das suas causas, veja a seguir.

Dorso curvo juvenil:

De origem postural. Considera-se a curvatura leve quando até 50º e moderada quando superior a 50º. Neste caso a cirurgia é raramente indicada.

Doença de Sheuermann:

Tem origem no cunhamento vertebral. Considera-se curvatura leve quando até 50º, moderada entre 50º e 70º e severa quando superior a 70º. Indica-se a cirurgia para os casos de curvatura média e severa.

Paralítica:

Origem neuromuscular. De cunho miopático e neuropático, a cirurgia só é indicada quando diagnosticada precocemente.

Congênita ou adquirida:

Tem origem inflamatória. São agudas ou crônicas, a cirurgia é indicada nos casos com quadro neurológico ou progressivo.

Pós-traumático:

Quando proveniente de fraturas, estas agudas, instáveis ou crônicas. A cirurgia é realizada quando são progressivas.

Hiperlordose

Ou lordose, é o exagero da curvatura anterior normal para frente, atinge as regiões cervical e lombar.

Escoliose

Desvio patológico lateral da coluna vertebral. Caracterizada pela flexão lateral ou rotação das vértebras, atinge a coluna.

Qual a relação com a cifose de Scheuermann?

É uma das causas mais comuns da cifose. Um problema no desenvolvimento da coluna vertebral do paciente, a doença de Scheuermann causa a má postura dolorosa, o que raramente acontece na hipercifose. Ela geralmente ocorre na puberdade, por ser a fase na qual os níveis de hormônio do crescimento aumentam, e o indivíduo tem tamanho anormal em comparação a outros de mesma idade. As causas são desconhecidas, contudo, outro possível fator é o genético. O diagnóstico e o tratamento são os mesmos da hipercifose, porém, realizados com mais cautela pelo especialista.

O que causa?

Sua causa ainda é desconhecida. O quadro clínico costuma iniciar na adolescência, alguns estudos relacionam suas possíveis causas à má postura, herança genética e até mesmo após um evento traumático (sequela de fratura vertebral). Ainda há a possibilidade de desenvolvimento da cifose, em casos raros, por infecção na infância, tumores, má formação congênita, doenças neuromusculares e reumatológicas.

Quais os sintomas?

Não existem sintomas. Os pacientes normalmente reclamam da má estética que a doença provoca. Casos de dor foram registrados quando a deformidade estava muito severa, em pessoas idosas porque os ossos enfraquecem ou depois de prática intensa de atividades físicas.

Cifose tem cura?

Sim, por meio de cirurgia para corrigir a coluna, porém, em casos especiais. O paciente pode conviver com a doença fazendo o acompanhamento do desenvolvimento clínico dela, por meio de atividades físicas para fortalecimento e alongamento da musculatura e do dorso.

Como tratar?

Não há tratamento específico para a cifose por meio da administração de remédios. Contudo, para pessoas idosas pode ser necessário o uso de remédios voltados para a osteoporose, como suplementos de cálcio. Para casos de dor, que são raros, o médico poderá recomendar Paracetamol e anti-inflamatórios como o Ibuprofeno, que atuarão no alívio da dor.

Na maioria dos casos recomenda-se sessões de fisioterapia, uso de colchões e palmilhas firmes, dieta rica em cálcio e vitamina D.

Alguns exercícios recomendados são:

  • Musculação: voltados para fortalecer os músculos e corrigir a postura (como os abdominais).
  • Natação, hidroginástica ou remo: auxilia no fortalecimento dos músculos, trabalhando os ombros a fim de corrigir a postura.
  • Alongamento: trabalha a flexibilidade da coluna vertebral e alivia dores nas costas provenientes da má postura.

Atenção! 

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Como prevenir?

Apesar de não saber as causas, aconselha-se cuidar da postura desde quando ainda criança e se tiver qualquer estranhamento na coluna, consulte o médico!

A cirurgia é indicada nos casos das deformidades graves, progressivas e dolorosas, sendo esses casos raros e especiais. O paciente poderá, inclusive, ser submetido ao uso de parafusos e barras de titânio.


Opine sobre a cifose, deixe suas dúvidas e sugestões.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie o conteúdo!)
Loading...

Faça um comentário:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui