Minuto Saudável
07/02/2019 15:38

Mulheres têm cérebro mais jovem em comparação aos homens

Um estudo publicado na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências do Estados Unidos, revelou que a idade do cérebro está ligada ao sexo das pessoas, tendo diferença de homens para mulheres.

Isso acontece porque o metabolismo cerebral podem ser diferentes nos dois gêneros de mesma idade. Com o passar do tempo, as pessoas envelhecem e esse metabolismo diminui. O estudo serviu para verificar essas diferenças nos dois sexos.

Foram reunidas 205 pessoas, entre elas 121 mulheres e 84 homens com idade entre 20 e 82 anos.

A partir daí os pesquisadores analisaram os níveis de circulação do oxigênio e glicose no cérebro dos participantes e compararam o desenvolvimento cerebral de ambos os sexos.

Como resultado, foi visto que o cérebro das mulheres era propenso a ter 3,8 anos a menos do que a idade cronológica. Ou seja, a idade que as participantes realmente tinham.

Já entre os homens, a atividade cerebral indicava 2,4 anos a mais do que, de fato, tinham.

Isso porque, segundo os cientistas da pesquisa, a diferença está na quantidade de energia que o cérebro de cada um consome com o envelhecimento.

Apesar do consumo de energia reduzir ao longo dos anos para ambos os sexos — sendo maior na infância e, gradualmente, reduzindo até a velhice —, o cérebro dos homens inicia a vida adulta indicando cerca de 3 anos a mais.

Com um processo mais lento do metabolismo cerebral devido ao envelhecimento, as células do cérebro que metabolizam a glicose para produzir energia podem demorar para manter as sinapses e outras tarefas celulares.

Isso pode justificar a menor incidência de problemas cognitivos em mulheres na velhice.

Leia mais: Exercício físico pode prevenir Alzheimer e melhorar memória

Além disso, o estudo também pode servir como resposta ao estresse, expressão gênica e doenças, que podem estar relacionados a essa diferença, indicando também outros fatores para ajudar a localizar as principais causas e sinais de doenças como o Alzheimer.


A saúde do cérebro pode ter relação com o sexo e a genética, mas hábitos simples na rotina como atividade física e uma dieta nutritiva são capazes de influenciar positivamente a saúde cognitiva, garantindo uma melhor qualidade de vida.

Fonte: Science Daily

18/04/2019 16:39

Minuto Saudável

Somos um time de especialistas em conteúdo digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*