Pacientes portadores da doença artrite reumatoide (AR) podem ter um aliado para tratar as dores de recorrentes inflamações que acontecem nas articulações do corpo.

Isso porque, segundo uma pesquisa feita pela Faculdade de Medicina da Universidade de Virgínia (UVA), um gene chamado ELMO1 pode estar bastante relacionado aos sintomas da AR.

A doença, que afeta 1% da população mundial, é caracterizada pelas dores e pode chegar a causar limitação de alguns movimentos e comprometimento da estrutura óssea.

E tudo isso acontece porque o organismo da pessoa portadora faz com que as articulações do corpo sejam afetadas pelas próprias células de defesa, podendo ter reflexos em outros órgãos e sistemas.

Para evitar isso, a descoberta sugere que a inibição desse gene causador (ELMO1) possa fazer com que os sintomas da artrite reumatoide diminuam.

Assim, o próximo passo é encontrar um medicamento que cumpra essa função.

Futuros medicamentos para artrite reumatoide

A pesquisa é importante para o tratamento da doença, já que pode ser usada para desenvolver medicamentos que, em sua ação, controlem o ELMO1.

Isso seria necessário pois apesar de ser uma célula de defesa, ele está relacionado aos sintomas da artrite.


Em pessoas saudáveis, os glóbulos brancos (entre eles, o ELMO1) agem protegendo o corpo de ameaças, por exemplo, infecções.

Mas na artrite reumatoide são as células do sistema imune que atacam o próprio organismo.

A partir desse problema, os medicamentos devem agir para inibir o ELMO1 e, assim, diminuir os sintomas.

Por fim, os pesquisadores estão procurando algum medicamento que cumpra essa função, novos testes já podem ser projetados a partir desse estudo.

Leia mais: Novo medicamento para artrite reumatoide é liberado pelo SUS

Exame de sangue capaz de detectar a doença

Além do ELMO1, os pesquisadores também descobriram que através do exame de sangue é possível saber o risco que uma pessoa tem de desenvolver a AR.

Mas isso só acontece porque a inflamação movimenta os neutrófilos, que são agentes de defesa presentes no sangue.

E com isso, o exame sanguíneo pode detectar essa variação, que pode auxiliar os médicos a diagnosticarem um paciente portador da doença com uma maior facilidade e menor tempo também.


Artrite Reumatoide é uma doença que ainda não tem cura, é por isso os tratamentos têm foco na diminuição dos sintomas.

Fonte: Science Daily


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *