Em duas semanas os casos de dengue aumentaram 29% no Brasil.

Os números de casos de dengue cresceram 29% nas 2 primeiras semanas de março, segundo o Ministério da Saúde.

Do início do ano até o dia 30 de março, 86 pessoas faleceram por causa da doença, 35 a mais do que em 2018.

Nos 3 primeiros meses deste ano, cerca de 322 mil casos de dengue foram diagnosticados no país todo. Isso representa um crescimento de 303% em comparação com o mesmo período do ano passado.

As regiões que mais apresentam casos da doença são:

  • Região Sudeste: com 66,3% dos casos em todo o Brasil;
  • Região Centro-Oeste: com 17,4% dos casos em todo o Brasil;
  • Região Nordeste: como 7,5% dos casos em todo o Brasil;
  • Região Norte: com 5,4% dos casos em todo o Brasil;
  • Região Sul: com 3,4% dos casos em todo o Brasil.

A cada 100 mil habitantes, o estado de Tocantins registra 687 casos de dengue, sendo o  estado com mais ocorrências da doença. Em seguida vem o estado do Mato Grosso do Sul, com 518 casos a cada 100 mil habitantes.

Leia mais: Aquecimento global pode expor 1 bilhão de pessoas à dengue

Goiás, Acre, Minas Gerais e Espírito Santo, respectivamente, são os próximos estados brasileiros com mais diagnósticos de dengue. Todos com mais de 300 casos a cada 100 mil habitantes.

Novas estratégias no combate à dengue

Os municípios de Campo Grande (MT), Petrolina (PE) e Belo Horizonte (MG) vão testar a fase final do programa World Mosquito Program Brasil (WMPBrasil).

Esse projeto, embasado em estudos feitos na Austrália, pretende implantar uma bactéria no mosquito transmissor da dengue como forma de reduzir a circulação do agente.

Os municípios foram escolhidos porque, assim, pode-se ter uma ideia de como será a eficácia do experimento nas 3 regiões brasileiras que apresentam maiores surtos de dengue: Centro-Oeste, Sudeste e Nordeste.

A Wolbachia é uma bactéria, que se injetada no mosquito Aedes aegypti, gera mosquitos com menor capacidade de reprodução.

Como as fêmeas infectadas também geram filhotes com a Wolbachia, as próximas gerações de mosquitos sejam cada vez menos capazes de transmitir o vírus da dengue.

Como essa bactéria só vive dentro do organismo de insetos, o método é seguro para as pessoas e para o meio ambiente.

Os testes nestas cidades vão durar 3 anos e serão feitos pelo Instituto Oswaldo Cruz em parceria com o Ministério da Saúde.

Se os resultados forem conforme o esperado, a Wolbachia será implantada em mosquitos de outras regiões do país, dizem os pesquisadores.

Municípios do Rio de Janeiro já fizeram parte de testes anteriores e receberam mosquitos com a Wolbachia presente nos organismos e países como Austrália, Colômbia, Vietnã e índia também estão testando esse método de combate à dengue.

Dengue

A dengue é transmitida pela fêmea do Aedes aegypti, mas somente se o mosquito estiver infectado. Por isso, é importante combater o Aedes evitando deixar água parada e limpando quintais e terrenos baldios.

Existem quatro biotipos da dengue (sorotipos 1, 2, 3 e 4). Se uma pessoa for infectada por um desses biotipos, ela estará imune especificamente a ele, ou seja, ainda pode pegar dengue mais 3 vezes.

Os principais sintomas da doença são:

  • Febre acima dos 38 graus;
  • Dores musculares;
  • Dor de cabeça;
  • Fadiga;
  • Falta de apetite;
  • Manchas vermelhas espalhadas pelo corpo.

Além disso, vômito e hemorragias também estão relacionadas com a doença.

O diagnóstico pode ser feito por um médico no próprio consultório, mas a confirmação da suspeita é feita por exames de laboratório.

Se for confirmado o caso de dengue, o Ministério da Saúde precisa ser avisado em até 24 horas.

O tratamento envolve medicamentos receitados pelo médico, além de repouso e ingestão de líquidos.


Novos métodos de controlar a dengue, como a bactéria Wolbachia, estão sendo desenvolvidos e testados. Mesmo assim, ainda é importante que cada um faça sua parte com aquela recomendação bem simples: não deixe água parada!

O combate ao mosquito da dengue precisa ser feito por todos nós.

Fonte: Ministério da Saúde

Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *