Eduardo (Minuto Saudável)
25/03/2019 16:51

Metástase do câncer de mama: a culpa pode ser da luz acesa

Quando chega a hora de dormir, é comum que cada pessoa tenha um jeito diferente de descansar — pode ser que ela só durma para um lado, ou para o outro. Mas como é de costume dizer, o importante é que nesse momento a luz esteja apagada.

Essa recomendação pode ser reforçada após o resultado de uma nova pesquisa com pacientes com câncer de mama.

Segundo os pesquisadores, a exposição à luz durante a noite, mesmo de intensidade fraca, pode aumentar as chances do câncer fazer metástase nos ossos, ou seja, espalhar-se para outras regiões.

A informação veio depois de serem feitos testes em animais. Os resultados foram apresentados em uma reunião da The Endocrine Society, uma organização médica da área de endocrinologia e do metabolismo.

Leia mais: Remédio natural para dormir: 6 opções de tratamento caseiro

Como isso pode acontecer?

Após os testes, os pesquisadores observaram que, assim como os humanos, os roedores possuem altos níveis noturnos de melatonina, ou seja, eles também produziam esse hormônio durante a noite.

Essa melatonina é responsável por promover o sono e, no estudo, mostrou-se um agente importante no sistema de defesa do organismo, controlando o câncer.

Os cientistas injetaram nos ratos uma célula do câncer de mama e os colocaram em exposição à luz durante à noite.

Quando isso acontecia, foi visto que a luz era capaz de diminuir a produção de melatonina e por isso os animais ficaram mais propensos a desenvolver o câncer em outra parte do corpo.

Além disso, quando os pesquisadores foram analisar os raios-X, perceberem que aqueles animais que dormiam com a luz acesa apresentavam tumores maiores em relação aos ratos que passaram a noite no escuro.

A pesquisa também foi importante para avaliar os impactos do tratamento. Isso porque alguns pacientes em acompanhamento hospitalar contínuo podem dormir com a presença de luzes (devido aos aparelhos ou iluminação do ambiente).

Esse fator seria, então, um agravante à condição.

Por isso, dormir de luz apagada continua sendo o recomendado pelos médicos, tendo em vista que o corpo precisa dessa produção noturna de melatonina para o bom funcionamento.


O objetivo da pesquisa foi observar a relação entre a exposição à luz durante o sono e os casos de progressão do câncer de mama.

Os resultados podem auxiliar no controle da doença e no conhecimento sobre o curso do câncer.

Fonte: Science Daily

18/04/2019 15:17

Eduardo (Minuto Saudável)

Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*