Eduardo (Minuto Saudável)
12/02/2019 10:15

Uso de aspirina pode reduzir risco de câncer colorretal

Publicidade

A aspirina (AAS) é um medicamento comumente usado no tratamento de quadros gripais e outros problemas de saúde, como dor de dente, dores nas costas e cefaleia. Além disso, a substância tem feito parte da rotina de algumas pessoas para prevenir o câncer colorretal.

Para verificar a eficácia desse tratamento, pesquisadores da Faculdade de Medicina Schmidt, da Florida Atlantic University, realizaram um estudo relacionando as diretrizes previstas pela  Força Tarefa de Serviços Preventivos dos EUA (USPSTF) e o comportamento dos pacientes.

O objetivo do estudo era entender se a aspirina realmente tem um impacto positivo na prevenção desse tipo de câncer em pacientes com sintomas ou fatores de risco da doença.

Durante a pesquisa, foram analisados dados sobre 84 pacientes com idade entre 40 e 91 anos que apresentavam pólipos colorretais, um crescimento anormal de células na mucosa do reto ou do cólon.

Os resultados do estudo revelaram que 42,9% dos pacientes com sintomas avançados usavam a aspirina como medida preventiva do câncer, o que significa que mais da metade dos pacientes analisados não seguiam as diretrizes da USPSTF.

Apesar da pesquisa mostrar que a AAS representa um risco menor de complicações como o câncer colorretal, o uso entre os pacientes com sintomas avançados ainda é pouco comum. Por isso, mais pesquisas e novas abordagens terapêuticas precisam ser realizadas.

Segundo o estudo, mais de 90% dos pacientes diagnosticados com câncer colorretal possuem 50 anos ou mais, apresentando os mesmos fatores de riscos para doenças cardiovasculares, como obesidade, sedentarismo e alimentação inadequada.

Por isso, para os autores do estudo, o mais importante é que o paciente consiga adotar mudanças no estilo de vida, como praticar atividades físicas, manter um peso saudável, se consultar regularmente com o médico e seguir as prescrições e uso correto dos medicamentos.


Seja física ou mental, a saúde tem um papel fundamental na qualidade de vida. Para mantê-las é necessário contar sempre com um acompanhamento médico!

Acompanhe mais notícias no Minuto Saudável!!

Fonte: Science Daily

13/02/2019 16:11

Eduardo (Minuto Saudável)

Redator, é estudante de Jornalismo pela Uninter. Escreve notícias sobre saúde e bem-estar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*