A bactéria responsável por causar a tuberculose “sequestra” as plaquetas do sistema de coagulação do sangue para enfraquecer o sistema imunológico.

Mas uma pesquisa descobriu que a Aspirina preveniu esse “sequestro”. Também foi constatado que com auxílio do medicamento, o corpo combateu com mais eficiência a doença. O estudo foi feito pelo Centenary Institute de Sydney, na Austrália.

Com esse resultado, os pesquisadores acreditam que a Aspirina pode ser receitada para pacientes com a doença, mesmo que em estado grave.

O estudo foi feito em peixes que tinham tuberculose. Os cientistas perceberam o acúmulo de coágulos, causado pelas plaquetas, nos lugares de grande infecção.

A pesquisa foi feita em peixes porque os pesquisadores acreditam que o organismo desses animais permitem monitorar em tempo real a reação da Aspirina.

Entenda a tuberculose

Tuberculose é uma doença infecciosa que ataca o pulmão em 85% dos casos.

Os principais sintomas de tuberculose são: tosse por mais de duas semanas, febre alta, cansaço, dor no peito e falta de apetite. O diagnóstico é feito pela radiografia do pulmão e outros exames que podem ser solicitados pelo médico.

Embora a doença possa se manifestar em qualquer faixa etária, crianças, idosos, gestantes e pessoas com a imunidade baixa estão entre os mais propensos à bactéria da Tuberculose.


A vacina que protege contra essa doença (BCG) é disponibilizada gratuitamente para bebês recém-nascidos nas Unidades Básicas de Saúde.

Se não for diagnosticada com antecedência e tratada corretamente, a tuberculose pode matar. Por isso, em caso de suspeita, vá ao médico.


A tuberculose pode levar a morte. Mas com a descoberta da atuação da Aspirina, outras formas de tratamento e prevenção da doença podem ser descobertas.

Fonte: Science Daily


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *